jul 252017
 

Há muitos anos não era realizada essa gincana poliesportiva da Associação da Província de Kagawa no Brasil. Agora, munidos de uma boa equipe de voluntários, os dirigentes da entidade resolveram voltar a realizar essa atividade cultural e esportiva tão tradicional, que tem muito a ver com a cultura japonesa.

O Undoukai Kagawa 2017 será realizado no dia 6 de agosto,  domingo, entre 9 e 16 horas, no Colégio Santa Amália, que fica na Avenida Jabaquara, pertinho da Estação Saúde do metrô. A entrada custa R$ 5,00 e concorre a um sorteio durante o evento.

Todos podem participar das divertidas provas, que são divididas por faixa de idade e ainda recebem brindes como prêmio. Haverá estande de alimentos variados para abastecer os atletas e suas famílias.

Saiba exatamente a história e o que é o Undoukai!

jul 252017
 

Nova unidade terá cursos de Língua Japonesa, Artes e Culinária. Inscrições com desconto de 50% até 05 de agosto nos cursos de Língua Japonesa na unidade Pinheiros.

O novo espaço, com arquitetura moderna e inovadora, terá 751 mdedicados à realização de cursos de língua japonesa, artes e gastronomia, além de palestras e eventos culturais, com auditório, salas multiuso e um espaço voltado exclusivamente aos cursos de culinária japonesa. A nova unidade está localizada na Rua Deputado Lacerda Franco, 328, em Pinheiros, São Paulo.

A Aliança Cultural Brasil-Japão foi fundada pelo poeta Guilherme de Almeida, em 1956, e já tem mais de 60 anos de história. Atualmente com 3000 alunos por ano, é a maior escola de língua japonesa da América Latina, atuando de maneira decisiva no intercâmbio entre o Brasil e o Japão.

Centro Cultural Aliança

Inauguração em 29/07/2017 – Início dos cursos em 02/08/2017
Rua Deputado Lacerda Franco, 328, Pinheiros
Telefone: 11-3209-6630
E-mail: pinheiros@aliancacultural.org.br
Site: www.aliancacultural.org.br

jul 242017
 

No dia 21 de julho de 2017, o deputado federal Mikio Shimoji, do Japan Innovation Party, esteve palestrando no salão nobre da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo) sobre o visto para descendentes de japoneses da quarta geração.

Atualmente, os descendentes da segunda geração (nisseis) e da terceira geração (sanseis) podem receber o visto de longa permanência e a ideia do projeto é que os da quarta geração (yonseis) também possam receber o mesmo tratamento. No momento, os yonseis conseguem vistos para entrar e permanecer no Japão somente se forem filhos biológicos, menores e solteiros, de pais sanseis que vivem no Japão como residentes com visto de permanência como Residente de Longo Período.

Pelo projeto, que está em estudo e deverá seguir tramitação na Câmara dos Representantes a partir de novembro de 2017, prevê-se também a concessão de visto para que o yonsei possa estudar e trabalhar no Japão durante o período de três anos, e depois solicitar visto para residir no país. Essa modalidade, conhecida como Working Holiday, já é aplicada para cidadãos de 18 países (é um acordo bilateral), porém, o período é de um ano e não inclui os brasileiros. Segundo o deputado, pretende-se também oferecer aos familiares (esposa e filhos) do yonsei, esse visto temporário de 3 anos.

Sem dúvida, é um passo para tentar resolver o problema da diminuição da população ativa no Japão, mas é uma providência tardia e tímida. Se em 1948, o Japão registrou o nascimento de mais de 2,5 milhões de crianças, em 2016, o número despencou para menos de 1 milhão, o que faz com que a população total diminua cada vez mais nos próximos anos. Nos últimos seis anos, o país perdeu 6 milhões de habitantes. Com a base da pirâmide social invertida, onde poucos estão na idade ativa para trabalhar enquanto muitos estão aposentados e com possibilidade de viver bastante, é claro que a conta não fechará nunca. Será preciso abrir outras portas imediatamente, mas isso não quer dizer que o Japão será capaz de atrair tantos imigrantes para suprir a demanda. É preciso ver se há emprego para todos e condições mínimas para eles permanecerem no solo japonês a vida inteira.

jul 122017
 

Estamos realizado um curso completo de História do Japão, com aulas uma vez por mês, aos domingos, em São Paulo. A iniciativa é da Abrademi em conjunto com a Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil.

Gueixa - Historia do JapaoO objetivo é facilitar a compreensão da cultura japonesa através de explicações sobre o passado do Japão. O público alvo são as pessoas que apreciam ou têm curiosidade sobre o Japão, e aqueles que pretendem visitar o país no futuro, seja como turista, a negócios ou como estudante, para que tenham maior proveito da oportunidade à partir do conhecimento de sua história. Não é necessário ter participado da aula anterior para participar. No final de cada aula haverá um tempo para perguntas dos participantes.

O curso é gratuito e realizado na Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil, na Av. Lins de Vasconcelos, 3352, Vila Mariana (na saída da Estação Vila Mariana), São Paulo.

As próximas aulas são as seguintes:
Dia 13/08/2017 – História do Japão 5 – Período Edo (isolamento do Japão)
Dia 24/09/2017 – História do Japão 6 – Período Edo final (abertura dos portos)
Dia 29/10/2017 – História do Japão 7 – Períodos Meiji e Taisho
Dia 26/11/2017 – História do Japão 8 – Período Showa até a Guerra
Dia 10/12/2017 – História do Japão 9 – Período Pós-Guerra até hoje
Horário: sempre das 9 às 12 horas.
Reserve sua vaga (grátis) no Sympla. As inscrições são realizadas por aula. Essa inscrição refere-se somente à aula do dia 13/08/2017, domingo.

Os professores são:
– Cristiane A. Sato, formada em Direito pela USP, autora do livro JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa e presidente da Associação Brasileira de J-Fashion, palestrante em universidades, entidades, embaixada e consulado geral do Japão, foi bolsista da JICA em 2016, na Universidade de Kanazawa.
– Francisco Noriyuki Sato, formado em Jornalismo e em Publicidade pela USP, autor dos livros História do Japão em Mangá, Banzai – História da Imigração Japonesa no Brasil, entre outros, é presidente da Abrademi, diretor cultural da Associação Cultural Mie e editor dos sites culturajaponesa.com.br, imigracaojaponesa.com.br e kanazawa.net.br. Foi também bolsista da JICA, em 2014, e ministrou palestras em universidades e museus do Japão em 2016.

Apoio: Fundação Japão – Café Mitsuo Nakao, Loja Enman e Rancho da Traíra

jul 112017
 

Promovido pela Abrademi e a Associação Cultural Mie Kenjin, com o apoio da Japan Foundation, o Curso de História do Japão vem alcançando muito sucesso em São Paulo. Realizada uma vez por mês, a aula do dia 25 de junho de 2017 reuniu, como sempre, mais de 200 participantes.

Nessa, que foi a quarta aula do curso, os temas foram os Períodos Kamakura e Muromachi, quando o Japão foi governado por samurais.
 
Foi exibido um vídeo de 10 minutos da aula enviada pelo professor Hiroshi Yamamoto da Universidade de Kanazawa, onde ele fala especificamente sobre samurais. Como é uma aula para alunos estrangeiros, ele falou em inglês e foi legendado em português especialmente para esta exibição.
 
No coffee break, foi mostrado um vídeo turístico da província de Mie em português, produzido pela NPO Aidensha, ligada ao governo de Mie. Foi vendido o cookie de chá de Ise da Associação Cultural Mie, foram distribuídos folhetos da Universidade de Tsukuba e foram sorteados 10 livros ilustrados sobre Ninomiya Kinjiro em japonês. No dia, foram recolhidos alimentos não perecíveis para a Casa da Esperança – Kibô-no-Iê, no total de 77 kg, que foram entregues no mesmo dia.
 

Quando os voluntários estavam acabando de retirar as cadeiras para limpar o salão, a cantora japonesa de ópera, Mieko Tsuruzawa, apareceu de surpresa e cantou três músicas (incluindo os hinos nacionais do Japão e do Brasil). Foi uma grata surpresa, que encantou os sortudos voluntários, que ainda concorreram ao sorteio de belas orquídeas oferecidas pelo Orquidário Sorocamirim. Enfim, foi um dia de imersão em cultura japonesa. A próxima aula será no dia 13/8 – Curso de História do Japão – abordando o Período Edo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

jul 052017
 

O governo japonês oferece um programa de visita ao Japão para descendentes de japoneses.  Os participantes do programa deverão se comprometer em divulgar eficazmente os aspectos da atualidade, assim como a política do país em suas respectivas comunidades após o retorno.

Shibuya, Tokyo, Yoshikazu Takada/JNTO

1.      Requisitos

  • Ser descendente de japoneses;
  • Ter concluído a graduação em Jornalismo, Estudos Japoneses, Relações Internacionais, Ciências Sociais e áreas afins;
  •  Forte vontade em divulgar ativa e continuamente o Japão após o retorno em blogs ou redes sociais;
  • Ter nível de conhecimento de língua inglesa suficiente para discussões e trocas de ideias (todas as atividades oficiais relacionadas ao programa no Japão serão realizadas em inglês);  
  • Comprometer-se em organizar evento de divulgação do programa e do Japão  dentro do prazo de 3 meses, de forma independente, após o retorno ao Brasil. O formato do evento e a sua organização são livres.

2.      Detalhes do Programa

  • Período de estadia no Japão:  10 a 18 de setembro de 2017;
  • Número total de participantes: 10 pessoas da América do Sul e Central;

3.      Período de Inscrição
04  (terça-feira) a 16 de julho (domingo) de 2017.

O formulário de inscrição deverá ser enviado por e-mail ao Consulado Geral do Japão em São Paulo até o dia 16 de julho (domingo): cgjpolitica3@sp.mofa.go.jp 

Mais informações podem ser acessados pelo site do Consulado Geral do Japão em São Paulo:
http://www.sp.br.emb-japan.go.jp/itpr_pt/not_17_07_convite_descendentes.html