maio 012015
 

grupo em yokohama 800São várias bolsas oferecidas pelo governo japonês através da JICA. O objetivo é proporcionar um treinamento técnico para os descendentes de japoneses da América Latina, para formar profissionais capazes de liderar a comunidade de seus respectivos países. O público-alvo são nikkeis que desejam adquirir habilidades técnicas específicas ou conhecimentos necessários ao desenvolvimento profissional e cultural.

As inscrições vão até o dia 15 de maio de 2015.  As entrevistas dos candidatos inscritos serão realizadas entre os dias 1 a 3 de junho de 2015, na sede da JICA em São Paulo.
Há desde estágios de curta duração (menos de um mês), outros médios (3 meses), e os mais longos (1 ano), parte dos cursos são individuais e outros são em grupos, mas todos os participantes permanecerão alguns dias na JICA Yokohama (foto da turma do 2ºsem 2014), onde terão aulas sobre cultura, etiqueta, história, educação e normas gerais para se adaptar no Japão.

As opções abrangem várias áreas, como odontologia, medicina, saúde, conservação do solo, agronegócio, contabilidade, direito empresarial, educação ambiental, terapia ocupacional, prevenção de desastres, educação infantil, atendimento ao idoso, administração de PME, língua japonesa, método Kaizen e gerenciamento de entidades nikkeis. Veja todas as opções e os requisitos de cada um em listagem JICA 2 sem 2015.

Mais informações no site: http://www.jica.go.jp/brazil/portuguese/office/activities/nikkeis01_01_01.html Ou fale com Vinicius ou Margarida, através do telefone: (011) 3251-2655 ou pelo email: brsp_oso_rep@jica.go.jp

No dia 6 de maio de 2015, às 19 horas, haverá uma palestra explicativa na Aliança Cultural Brasil-Japão da Rua São Joaquim, 381 – 6º andar, em São Paulo. Metrô Estação São Joaquim. Há estacionamento pago, entrando pela rua Galvão Bueno.

Você pode se inscrever direto, sem assistir a palestra, mas nessa oportunidade é possível conversar com quem já passou pela mesma bolsa e assim tirar dúvidas.

abr 282015
 

O módulo 1 será ministrado pelo Renshi-Shihan Akira Saito, Campeão Mundial na modalidade Bunkai-Kata-Kumite e Técnico de Kata da Seleção Brasileira IKGA.

akira saito siteProgramação:
8:00 – Recepção e entrega de kits;
8:30 – Início do Seminário parte teórica: História do Karate-do Goju-ryu, Conceitos filosóficos do Karate-do e Introdução à Língua Japonesa para utilização em aula (nomenclaturas e seus significados), regras, etiquetas e vestimentas;
10:00 – Intervalo
10:15 – Início da parte prática: Técnicas de quadril, respiração e potencialização. Kihon Ido, Kata Sanchin e Tensho Awase e Kata Sanchin/Tensho oito lados;
12:00 – Almoço
13:30 – Nanahon Kumite, Gohon Kumite, Roppon Kumite e Técnicas Tradicionais de Jyu Kumite (Kumite Awase);
15:15 – Intervalo
15:30 – Bunkai Gekisai Dai Ni (até 1º Kyu) Seenchin (Shodan) Sanseru (Nidan) Sepai (Sandan);
17:00 – Entrega dos Certificados
17:30 – Encerramento e fotos

Data: 16 de Maio de 2015
Local: Associação Cultural e Assistencial Iwate Kenjinkai do Brasil – Rua Tomaz Gonzaga, 95 – 1º Andar – Liberdade – São Paulo – CEP 01506-020
Investimento: R$ 70,00
Vagas Limitadas – 50 pessoas

Atenção! Não serão aceitos pagamentos no dia do seminário e não será aceita participação de pessoas sem a confirmação de pagamento!

Inscrições pelo site: http://www.karatedogojukai.com.br/seminarios

abr 032015
 
© Restaurante Kinoshita

© Restaurante Kinoshita

O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil recebe, no dia 7 de abril, Tsuyoshi Murakami, conceituado chef da culinária japonesa, em uma palestra especial sobre Kappo cuisine, seus valores, respeito e filosofia.

Um dos principais mestres da kappo cuisine no Brasil, o chef Tsuyoshi Murakami, nasceu em Hokkaido e deixou o Japão ainda criança, quando veio morar no Rio de Janeiro com a família. Voltou à terra natal já adulto para aperfeiçoar-se na culinária japonesa. Trabalhou em Tóquio, Nova York e Barcelona.

De volta ao Brasil, iniciou seu trabalho à frente do restaurante Kinoshita, apresentando a kappo cuisine, que rendeu ao chef vários prêmios concedidos por respeitadas publicações da imprensa nacional e internacional.

Sem tradução literal para o português, a kappo cuisine ressalta o frescor dos ingredientes da época, passando pela sequência harmoniosa dos pratos e sua delicada apresentação. Este conceito surgiu da união da alta gastronomia tradicional japonesa e a degustação informal de pratos preparados aos olhos dos clientes. Chef e cliente ficam frente a frente, apenas com um balcão entre eles.

Para Lídia Reiko Yamashita, vice-presidente da Comissão de Administração do Museu, “a palestra do chef Murakami será um evento que contribuirá para o enriquecimento cultural geral, introduzindo a finesse e noções de delicadeza na apresentação de uma simples refeição e trará inspiração para a arte de degustar a culinária japonesa. Esperamos que todos se lembrem dessa palestra e que utilizem seu conhecimento na apresentação dos seus pratos do dia-a-dia”.

O evento faz parte de um ciclo de palestras em benefício da preservação do acervo do Museu, com a finalidade de apresentar aspectos da cultura japonesa em diferentes áreas do cotidiano.

Aberto ao público em geral, a palestra terá desconto especial para os primeiros 20 estudantes que fizerem suas inscrições.

Serviço:
Palestra “Beleza à Mesa”, com o chef Murakami
Data/Hora: 7 de abril de 2015, terça-feira, às 19h
Local: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil
Rua São Joaquim, 381 – 9º andar – Liberdade – São Paulo – SP
(próx. à Estação São Joaquim do Metrô)
Estacionamento (terceirizado): entrada pela Rua Galvão Bueno, 540

Investimento: R$ 100,00 por pessoa
Sócios do Bunkyo e Amigos do Museu: R$ 50,00
Estudantes: R$ 30,00 (restrito aos primeiros 20 inscritos)
Cartões de crédito e débito não são aceitos.

Inscrições / Informações: (11) 3209-5465

abr 012015
 

hanamatsuri elefanteO 49° Hanamatsuri é um evento anual que celebra o nascimento de Buda Xaquiamuni. “Hanamatsuri” significa literalmente “festival das flores”, e é uma realização conjunta da Federação das Escolas Budistas do Brasil com a ACAL Associação Cultural e Assistencial da Liberdade.

O evento será realizado, nos dias 6 a 11 de abril de 2015, na Praça da Liberdade. De segunda a sexta feira, entre 10 e 16 horas, na tenda montada na Praça da Liberdade, é oferecido o chá adocidado (amachá) ao público, para abençoá-los com a sabedoria de Buda. O amachá também é servido no sábado de manhã.

hanamatsuri 0050No dia 11, sábado, há uma solenidade que começa às 10 horas com a cerimônia budista, que conta com a participação de autoridades e de representantes do bairro. Às 10h10 – música; às 10h25 – palavras das autoridades, 10h35 – música e distribuição de ramalhetes de flores aos convidados; e às 11h30 – cortejo solene do elefante branco saindo da Praça da Liberdade, acompanhado pela banda e de crianças com roupas típicas do Período Heian. O cortejo segue pela Rua Galvão Bueno, Rua Américo de Campos e Avenida Liberdade em direção a praça.

Saiba o significado do Hanamatsuri.

mar 192015
 

No dia 22 de março de 2015, das 9h às 17h, será realizado o 9º Bunka Matsuri – A Festa da Cultura Japonesa, na sede do Bunkyo, na capital paulista. Trata-se de um evento para quem gosta de atividades diversas relacionadas à Cultura Japonesa: shows de dança clássica japonesa (e folclórica internacional), oficinas culturais, demonstração de cerimônia de chá, exposições, praça de alimentação e espaço de bazaristas.
Este ano, o 9º Bunka Matsuri faz parte das comemorações os 120 anos do Tratado de Amizade Brasil-Japão e dos 60 anos de fundação do Bunkyo, sendo que esta edição reunirá três eventos especiais:
Restaurante VIP sob a coordenação do premiado chef Shin Koike, que promete várias novidades em seu menu degustação preparado especialmente para esta festa. Os convites, a R$ 120,00 cada, à venda na secretaria do Bunkyo.
Exposição de Artesanato do Japão, promovida pela Fundação Japão, que reúne peças representando as diferentes técnicas da tradicional arte kogei (artcraft). Destaque para as peças em marchetaria de Kiyotaka Tsuyuki, artista japonês, e do brasileiro Danilo Blanco.
Exposição Anual das Escolas de Ikebana (Gōdō Katen), evento tradicional da Associação Brasileira de Ikebana, que reúne a maioria dos professores e alunos praticantes de Ikebana em São Paulo. Esta exposição inicia no dia 20 de março (sexta-feira) e prossegue até domingo (22). No sábado, dia 21, está programada uma apresentação especial integrando várias artes tradicionais japonesas.

Kassaodori, uma das atrações

Kassaodori, uma das atrações

Programação – Grande Auditório
10:00 Karaokê – Yoshiko Tamura
10:10 Tamagusuku Ryu Kotarokai Omine Hatsue Ryubu Dojo
10:25 Shan Shan Kassaodori
10:40 Hanayagui Ryu Kinryukai
10:55 Karaokê – Elaine Hara
11:05 Ikeshiba Midori Nihon Buyo Kyoshistsu
11:20 Nishikawa Ryu Yousuke kai
11:35 Tangue Setsuko Taiko Dojo
12:00 Cerimônia de Abertura
INTERVALO
14:00 Mariana Suzuke
14:10 Kyo Fujima Ryu Nihon Buyo Gakko

14:25 Assoc. Cultural e Assistência Social Kenko Hyougen Taisso
14:40 Hanayagui Ryu Ryufukikai
14:55 Associação Brasileira de Música Clássica Japonesa – Hougakukai
15:25 Fujima Ryu Nihon Buyo Gakko
15:40 Edson Saito

Oficinas: Oshibana, Origami, Kirigami, Mangá, Astrologia Oriental, Patchword, Origami em Tecido, Furoshiki Shodo e Soroban. Todas elas são gratuitas, mas as vagas são limitadas.

9º Bunka Matsuri (entrada franca)Dia: 22 de março de 2015, domingo, das 9h às 17h
Local: Bunkyo – R. São Joaquim, 381 – Liberdade – Metrô São Joaquim – S.Paulo – Informações: (11) 3208-1755

fev 212015
 
Com objetos trazidos especialmente do Japão, o evento integra as comemorações dos ‘120 Anos de Amizade Japão-Brasil’
Cerâmica Yokkaichi Banko da província de Mie

Cerâmica Yokkaichi Banko da província de Mie

A Fundação Japão promove, de 21 de fevereiro a 22 de março, a exposição itinerante Artesanato do Japão – Tradições e Técnicas. Em cartaz na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo, a exposição traz um recorte do artesanato do Japão, sob o olhar das tradições e técnicas adotadas por reconhecidos artesãos, compartilhando a habilidade e criatividade de seus trabalhos.

Segundo Kazuko Todate, curadora do Museu de Arte em Cerâmica de Ibaraki, no Japão, estarão expostos utensílios criados ao longo dos anos na vida cotidiana, em cerâmica, tingimento de tecidos, metais, marchetaria, laqueados, bambu e madeira, papel, entre outros, sempre trabalhados com técnicas adequadas, de acordo com a natureza de cada material, criando objetos práticos e com seu toque de beleza.

Técnica tradicional de papel

Técnica tradicional de papel

“Os materiais tradicionais e característicos de cada região foram transformados em utensílios práticos e artigos altamente criativos, com a esmerada técnica e talento dos artesãos, que desenvolveram a produção e a criação de obra de arte, contribuindo para aumentar o estrato do setor artístico e qualitativamente como um todo.”

As tradicionais artes que fazem parte da mostra incluem artesanato de técnicas tradicionais e materiais típicos de várias regiões do Japão, que pouco a pouco foram substituídas por modernas máquinas e produção em grande escala. A transição, explica a curadora, começou durante a era Meiji (1868 – 1912), quando o Japão ingressou na fase de industrialização.

Yosegi Zaiku, marchetaria tradicional de Hakone

Yosegi Zaiku, marchetaria tradicional de Hakone

Workshop de Marchetaria

Uma atividade paralela à exposição acontecerá nos dias 7, 14 e 21 de março, comandada por Danilo Blanco, artista visual e designer de superfície, que tem reconhecimento pelos trabalhos de marchetaria que vem desenvolvendo desde os anos 90. Nestes dias, o público está convidado a participar de workshops de marchetaria, que é a arte de combinar diferentes tipos de madeira. Os workshops acontecerão das 15h às 17h, no espaço anexo do 9º andar, com participação gratuita. São 14 vagas por turma. A distribuição de senhas para participação será feita no mesmo dia da atividade, a partir das 14h30, no 9º andar.

Exposição Artesanato do Japão – Horário de funcionamento: De 21 de fevereiro a 22 de março de 2015, de terça à domingo, das 13h30 às 17h30

Local: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo
Rua São Joaquim, 381 – 9º andar (próximo ao Metrô São Joaquim) Tel: (11) 3208-1755

Entrada gratuita –  Informações: Fundação Japão em São Paulo = Tel: (11) 3141-0110

dez 262014
 

Está confirmado para o dia 31 de dezembro de 2014, o Festival Moti Tsuki do bairro da Liberdade, em São Paulo. Como é seguido o horário japonês, a cerimônia final acontece às 12 horas (meio-dia) de São Paulo, enquanto no Japão é meia-noite do dia 31.

A programação terá início às 8 horas, com a distribuição de 20 mil saquinhos de moti (bolinho de arroz). Às 9 horas terá início a recepção das autoridades e dos convidados, e a abertura oficial acontecerá com a apresentação de taiko do grupo Tenryu Wadaiko, de São Miguel Paulista, e a cerimônia religiosa xintoísta, pelo rev. Kazuo Osaka, do templo Nambei Daijingu, às 9h30. Tudo acontecerá na praça da Liberdade (metrô Liberdade). Às 10h30 terá início o ritual de socar o moti, onde as autoridades são convidadas a participarem. Entre 10h30 e 13 horas, serão confeccionadas e oferecidas 3 mil tigelas de Ozooni (sopa com bolinhos da prosperidade).

Às 11h30, as autoridades e convidados serão recepcionados na sede da ACAL – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade para a solenidade final, que terá a execução dos hinos nacionais do Brasil e do Japão às 12 horas.

out 082014
 

BANZAI CAPA19pequeno“Banzai! História da Imigração Japonesa no Brasil em Mangá” é um livro de 176 páginas lançado em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. Foi uma realização da Associação Cultural e Esportiva Saúde, tendo à frente o presidente Tomio Katsuragawa, que se preocupou em reunir o melhor conteúdo tendo à frente a comissão formada por Dr. Masato Ninomiya, presidente do Ciate, a professora Kiyoko Yano e o diretor cultural da ACE Saúde, Jorge Kiyoshi Suzuki.

Os fatos são narrados em forma de mangá, mas não se trata de um livro superficial. Muitos dos livros publicados sobre o tema refletem apenas o ponto de vista de um personagem da história, ou um determinado acontecimento, ou ainda a história de uma região. No Banzai, os autores procuraram mostrar o conjunto da história, desde antes da chegada dos pioneiros a bordo do Kasato Maru até a fase dos decasséguis brasileiros, passando pelos atletas que tiveram destaque e dos primeiros políticos nikkeis.

A coordenação e o roteiro ficaram nas mãos do jornalista Francisco Noriyuki Sato, que contou com a assistência do veterano Paulo I. Fukue, e os desenhos foram feitos pelo artista Júlio Shimamoto. “Desde o início do projeto, eu pensava no Shimamoto para fazer os desenhos do mangá, pois além de ser um renomado quadrinhista, ele viveu uma boa parte da história da imigração e lembra de todos os detalhes da vida no campo e em comunidades nikkeis”, contou Sato em uma entrevista na época do lançamento do livro.
Maiores informações: http://www.imigracaojaponesa.com.br/?page_id=14

Banzai! História da Imigração Japonesa no Brasil em Mangá está à venda por R$ 20,00 na livraria do Museu da Imigração Japonesa, no Bunkyo, Rua São Joaquim, 381 – 3º andar, Liberdade, São Paulo/SP, de terça a sexta, das 9:00 às 17:30 sem intervalo e na segunda-feira e no sábado das 13:00 às 17:30. Quem visita o Museu também poderá encontrá-lo no 9º andar do prédio.
Para adquirir diretamente ou pelo correio:
LIVROCERTO Comércio Ltda. Av. Francisco Tranchesi, 1031, CEP 08270-460 – Parque do Carmo – São Paulo livrocerto@terra.com.br – tel.11 2527-2631
manga banzai3918
out 022014
 

ESCOLHIDO provaÉ a primeira vez que as principais manifestações folclóricas japonesas são reunidas num só evento. O 1º Festival MIN será realizado no dia 11 de outubro de 2014, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo). No evento, jovens de diversas regiões do Estado de São Paulo divulgarão a música folclórica japonesa por meio de danças folclóricas e canto acompanhado de instrumentos tradicionais, como o Shamisen, Shakuhachi, Koto, Sanshin e Taiko.

O evento permitirá, conhecer os traços marcantes de ritmos musicais, hábitos e tradições de diversas regiões. Representando a província de Okinawa, haverá participações especiais dos grupos Ryukyu Minyo Hozon Kai e Saito Satoru Ryubu Dojo.

Workshop – Após o Festival, será realizado um workshop de Shamisen, Shakuhachi e Minyo. O workshop é indicado para pessoas acima de 8 anos e não requer nenhum conhecimento prévio.

Destaques do programa

A programação inclui apresentações tradicionais de diferentes províncias japonesas. Soran Bushi, por exemplo, é uma das músicas mais famosas e tradicionais do Minyo, proveniente de Hokkaido, cantada pelos pescadores da região norte do Japão. Esashi Oiwake, também da mesma província é considerada uma das músicas mais difíceis, chamada popularmente de “O rei do Minyo”. De Kumamoto, vem Otemoyan, dança típica que ainda hoje pode ser apreciada nas ruas da cidade, durante o verão. Enquanto cantam, os artistas utilizam o dialeto de Kumamoto, sempre carregadas com o sotaque local.

Ainda no 1º Festival MIN, a famosa dança de chapéus giratórios, Hanagasa Ondo, de Yamagata, originária da nivelação da terra para um projeto de agricultura em 1918. Os chapéus, utilizados como proteção do Sol e das chuvas, retratam o trabalho braçal. Hatoma Bushi, de Okinawa, destaca agilidade e leveza, com base no karatê, luta típica do reino de Ryukyu. O evento traz também apresentações provenientes de Aomori, Akita, Miyazaki, Tottori, Toyama e Miyagi.

Minyo – a Música Folclórica Japonesa

A música folclórica japonesa traz como tema principal a transmissão do ritmo da vida e sentimentos do cotidiano do povo, o trabalho dos agricultores e pescadores, celebrações e até mesmo as histórias dos itinerantes. Em suas canções, os trabalhadores encontravam a força e perseverança para suas árduas jornadas, enaltecendo as glórias alcançadas e expressando as dores cotidianas, sendo um retrato fiel do sentimento e da alma do povo japonês. Veja e ouça um exemplo de Minyo no nosso post sobre o vulcão Monte Ontake!

Festival MIN – a nova geração da música folclórica japonesa (200 lugares)
Data: 11 de outubro de 2014 (sábado) – Início: 17h
Local: Pequeno Auditório – Bunkyo (do corredor que vai para o estacionamento, pegue o elevador e desça no 3º andar), Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – metrô São Joaquim, São Paulo/SP. Estacionamento pago File Park entrando no prédio pela Rua Galvão Bueno.
Classificação: Livre – Ingressos: R$ 10,00 (antecipado) e R$ 15,00 (no dia)
Informações: (11) 99426-5123 (Alexandre Yamasaki)

Workshop de shamisen, shakuhachi, koto e minyo (200 lugares)
Data: 11 de outubro de 2014 (sábado) – Horário: 19h
Local: Pequeno Auditório – Bunkyo (do corredor que vai para o estacionamento, pegue o elevador e desça no 3º andar), Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – metrô São Joaquim, São Paulo/SP. Estacionamento pago File Park entrando no prédio pela Rua Galvão Bueno.
Classificação: 8 anos – Ingressos: R$ 10,00
Informações: (11) 99426-5123 (Alexandre Yamasaki)

set 242014
 

etiqueta japonesaA professora Lumi Toyoda ministrará uma palestra gratuita sob o tema “Cultura e Etiqueta Japonesa”. A iniciativa é do Instituto Kasato Maru, presidido por Nelson Yoshikae.

Lumi Toyoda, pesquisadora de Cultura e Etiqueta Japonesa, irá abordar vários temas como: Japão, o povo e a vida; simbolismos; religiões e suas contribuições; bushidô; dicas de regras sociais e dinâmicas sobre reverência e troca de cartões de visita. Importante Lembrar que a professora Lumi é consultora de diversas empresas e é ela quem ensina e orienta as equipes dos governos para recepção das autoridades japonesas.

A palestra é dirigida ao público em geral, aos profissionais e estudantes com interesse em segmentos voltados ao comportamento e cultura japonesa, tais como: costumes e tradições, aprendizado do idioma, recepção de comitivas, viagens de turismo e negócios, entre outros, ampliando o conhecimento sobre o país e facilitando o relacionamento e convívio com japoneses.

Dia 4 de outubro de 2014, sábado, das 16 às 18 horas.

Local: Associação da Província de Aichi – Rua Santa Luzia nº 74 – Bairro Liberdade – metrô Liberdade, São Paulo/SP. Estacionamento pago no local.

Haverá sorteio de livros “Kasato Maru” de Carlos Cornejo e Marcia Yumi Takeuchi, gentilmente cedidos pelo Museu a Céu Aberto para o Instituto Kasato Maru.  As vagas são limitadas e serão preenchidas de acordo com a procura.

Mais informações e inscrições antecipadas através dos telefones (11) 99647.8282 / 99630.5633 / 3438.2272 ou pelo e-mail  etiquetajaponesa@gmail.com