mar 112020
 

A ousada decisão de fechar os portos, para impedir o contato com o exterior dá certo e o país se torna auto-suficiente, florescendo uma cultura própria, que ainda hoje está presente no Japão.

O público alvo do curso são as pessoas que apreciam ou têm curiosidade sobre o Japão, e aqueles que pretendem visitar o país no futuro, seja como turista, a negócios, para trabalhar ou como estudante, para que tenham maior proveito da oportunidade à partir do conhecimento de sua história.
O curso é realizado na sede da Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil, na Avenida Lins de Vasconcelos, 3352 – 1º andar – Vila Mariana, São Paulo – SP.

A próxima aula:  
Programação (domingo – 9h às 12h com um pequeno intervalo)
– 26 abril *  – Aula 4 – Período Edo – Fechamento dos portos e desenvolvimento de uma cultura própria

Esta inscrição é para quem deseja fazer inscrição para a aula avulsa do dia 26/abril/2020. Não é necessário ter assistido as anteriores. O Sympla cobra uma taxa de 10% sobre o valor da aula. Em compensação, poderá ser pago com cartão de crédito, boleto ou débito on line do banco Itaú. *Essa aula estava marcada inicialmente para o dia 22/3, mas foi adiada para 26/4 em função da propagação da pandemia.

Não haverá reembolso por desistência. 

Período Edo: Quando o Japão era mais Japão!

Esse curso, com algumas diferenças na distribuição do conteúdo, foi realizado em 2017 na Associação Cultural Mie para mais de 200 alunos em todas as aulas e foi repetido em 2018 e 2019 alcançando também grande sucesso e sofreu algumas atualizações para 2020.

A iniciativa é da Abrademi (Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações) em conjunto com o departamento cultural da Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjin do Brasil.

Os professores são:
– Cristiane A. Sato, formada em Direito pela USP, autora do livro JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa e presidente da Associação Brasileira de J-Fashion, palestrante em universidades, entidades, embaixada e consulado geral do Japão, foi bolsista da JICA em 2016, na Universidade de Kanazawa.
– Francisco Noriyuki Sato, formado em Jornalismo pela USP, autor dos livros História do Japão em Mangá, Banzai – História da Imigração Japonesa no Brasil, entre outros, é presidente da Abrademi, diretor cultural da Associação Cultural Mie Kenjin e editor do site culturajaponesa.com.br. Foi bolsista da JICA, em 2014, e ministrou palestras em universidades e museus do Japão em 2016 e 2019. Foi um dos palestrantes da 60ª Convenção dos Nikkeis e Japoneses do Exterior.

A programação do Curso Completo de História do Japão 2020: (domingos – 9h às 12h com um pequeno intervalo)
– 02 fev   – Aula 1 – Ocupação do arquipélago. Períodos Jomon, Yayoi, Asuka e Nara (encerrada)
– 16 fev   – Aula 2 – Períodos Heian e Kamakura – origem dos samurais (encerrada)
– 08 mar – Aula 3 – Períodos Muromachi e Sengoku – guerra civil e chegada dos portugueses (encerrada)
– 26 abr – Aula 4 – Período Edo – isolamento do Japão e fortalecimento de uma cultura própria
– 17 mai  – Aula 5 – Período Edo final – abertura dos portos, chegada dos ocidentais, —
– 24 mai – Aula 6 – Período Meiji – modernização e reformas, —
– 07 jun – Aula 7 – Períodos Taisho e Showa início, —
– 21 jun  – Aula 8 – Segunda Guerra e Showa final – reconstrução, —
– 05 jul  – Aula 9 – Era Heisei até hoje, —
– 19 jul   – Aula 10 – História de Okinawa

Para qualquer comunicação, utilize o endereço: abrademi@abrademi.com

fev 052020
 

O objetivo é facilitar a compreensão da cultura japonesa através de explicações sobre o passado e o presente do Japão.
O público alvo são as pessoas que apreciam ou têm curiosidade sobre o Japão, e aqueles que pretendem visitar o país no futuro, seja como turista, a negócios, para trabalhar ou como estudante, para que tenham maior proveito da oportunidade à partir do conhecimento de sua história.
Haverá certificados aos participantes que participarem de 7 das 10 aulas (é preciso assinar a lista de presença no início da aula)

O curso é realizado na sede da Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil, na Avenida Lins de Vasconcelos, 3352 – 1º andar – Vila Mariana, São Paulo – SP.

A próxima aula:
Programação (domingo – 9h às 12h com um pequeno intervalo) 
– 16 fevereiro   – Aula 2 – Períodos Heian e Kamakura – origem dos samurais

Obs. Está programada uma demonstração de “Hyakunin Isshu”, um jogo de cartas, com 100 poemas curtos, criado entre os períodos Heian e Kamakura, que continua popular até hoje. Início: 12 horas. Grátis e opcional para os alunos.

Esta inscrição é para quem deseja fazer inscrição para a aula do dia 16/fevereiro/2020. Há ainda a opção da inscrição única para o Curso Completo, mas será preciso preencher outro formulário (clique aqui). O Sympla cobra uma taxa de 10% sobre o valor da aula. Poderá ser pago com cartão de crédito, boleto ou débito on line do banco Itaú.

Não haverá reembolso por desistência. 

Esse curso, com algumas diferenças na distribuição do conteúdo, foi realizado em 2017 na Associação Cultural Mie para mais de 200 alunos em todas as aulas. Foi repetido em 2018 e 2019 alcançando também grande sucesso e sofreu algumas atualizações para 2020.

Os professores são:
– Cristiane A. Sato, formada em Direito pela USP, autora do livro JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa e presidente da Associação Brasileira de J-Fashion, palestrante em universidades, entidades, embaixada e consulado geral do Japão, foi bolsista da JICA em 2016, na Universidade de Kanazawa.
– Francisco Noriyuki Sato, formado em Jornalismo pela USP, autor dos livros História do Japão em Mangá, Banzai – História da Imigração Japonesa no Brasil, entre outros, e é presidente da Abrademi e editor do site culturajaponesa.com.br. Foi também bolsista da JICA, em 2014, e ministrou palestras em universidades e museus do Japão em 2016 e 2019.

A iniciativa é da Abrademi (Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações) em conjunto com o departamento cultural da Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjin do Brasil.

Para qualquer comunicação, utilize o endereço: abrademi@abrademi.com

Apoio Institucional:   

jan 142020
 

O objetivo é facilitar a compreensão da cultura japonesa através de explicações sobre o passado e o presente do Japão. O curso abordará a história completa do Japão, com o mesmo conteúdo das escolas japonesas, mas comparando com fatos da história ocidental. O público alvo são as pessoas que apreciam ou têm curiosidade sobre o Japão, e aqueles que pretendem visitar o país no futuro, seja como turista, a negócios, para trabalhar ou como estudante, para que tenham maior proveito da oportunidade à partir do conhecimento de sua história.
Haverá certificados aos participantes que participarem de 7 das 10 aulas (é preciso assinar a lista de presença no início da aula)

O curso será realizado na sede da Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil, na Avenida Lins de Vasconcelos, 3352 – Vila Mariana, São Paulo – SP.

As aulas que fazem parte do curso são as seguintes:
Programação (domingos – 9h às 12h com um pequeno intervalo) – Local: Sala de reunião
– 02 fev   – Aula 1 – Ocupação do arquipélago. Períodos Jomon, Yayoi, Asuka e Nara
– 16 fev   – Aula 2 – Períodos Heian e Kamakura – origem dos samurais
– 08 mar – Aula 3 – Períodos Muromachi e Sengoku – guerra civil e chegada dos portugueses
– 26 abr – Aula 4 – Período Edo – isolamento do Japão e fortalecimento de uma cultura própria
– 17 mai  – Aula 5 – Período Edo final – abertura dos portos, chegada dos ocidentais
– 24 mai – Aula 6 – Período Meiji – modernização e reformas
– 07 jun – Aula 7 – Períodos Taisho e Showa início
– 21 jun  – Aula 8 – Segunda Guerra e Showa final – reconstrução
– 05 jul  – Aula 9 – Era Heisei até hoje
– 19 jul   – Aula 10 – História de Okinawa

A inscrição para o curso completo está encerrada, mas há a opção do pagamento por cada aula. Nesse caso, a inscrição é feita pelo outro formulário (clique aqui se desejar se inscrever para a aula 4). O Sympla cobra uma taxa de 10% sobre o valor total. Poderá ser pago com cartão de crédito, boleto ou débito on-line do banco Itaú.

Não haverá reembolso por desistência. 

Esse curso, com algumas diferenças na distribuição do conteúdo, foi realizado em 2017 na Associação Cultural Mie para mais de 200 alunos em todas as aulas. Foi repetido em 2018 e 2019 alcançando também grande sucesso e sofreu algumas atualizações para 2020.

Os professores são:
– Cristiane A. Sato, formada em Direito pela USP, autora do livro JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa e presidente da Associação Brasileira de J-Fashion, palestrante em universidades, entidades, embaixada e consulado geral do Japão, foi bolsista da JICA em 2016, na Universidade de Kanazawa.
– Francisco Noriyuki Sato, formado em Jornalismo pela USP, autor dos livros História do Japão em Mangá, Banzai – História da Imigração Japonesa no Brasil, entre outros, e é presidente da Abrademi e editor do site culturajaponesa.com.br. Foi também bolsista da JICA, em 2014, e ministrou palestras em universidades e museus do Japão em 2016 e 2019.

Para qualquer comunicação, utilize o endereço: abrademi@abrademi.com

fev 212019
 

Numa época em que ninguém sabia o que era mangá, a não ser os japoneses e os descendentes que dominavam o idioma, um grupo iniciou um trabalho voluntário de divulgação dessa cultura pop como arte japonesa. A Abrademi surgiu da junção da comissão de exposição de quadrinhos e ilustrações da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (Bunkyo) com a Associação dos Amigos de Mangá, fundada dentro da Universidade de São Paulo pela professora Dra. Sonia Maria Bibe Luyten, a pioneira a tocar nesse assunto nos meios acadêmicos.

Roberto Kussumoto, Kimil Shimizu, José Yukuo Oki, Noriyuki, Roberto Higa e Margarete Shibuya Itai, três anos antes da fundação da Abrademi, na entrada lateral do Bunkyo.

Dubladores: Ulisses Bezerra, Letícia Quinto e Élcio Sodré no MangáCon

Incentivada pelo sr. Masuichi Omi, então presidente do Bunkyo, que via no mangá a facilidade de divulgação da cultura japonesa, a Abrademi começou, em fevereiro de 1984, realizando aulas de desenho e exposições. O mestre Tezuka Osamu, Deus do Mangá, visitou o Brasil no final de setembro daquele ano. Os grandes jornais deram destaque e as suas palestras foram bastante concorridas, assim como os desenhos animados de Tezuka exibidos no MASP. A Abrademi coordenou a parte brasileira dessa exposição no MASP, com artes originais de artistas como Júlio Shimamoto, Eugênio Colonesse, Jorge Kato, Osnei Furtado, Louis Chilson, Jayme Cortez, Cláudio Seto, Roberto Higa, Eduardo Vetillo, Novaes, Paulo Fukue, Watson Portela, Roberto Kussumoto, Seabra, Vilachã, Rodval Matias, Mozart Couto, Gedeone Malagola, Rodolfo Zalla, Flávio Colin, Franco de Rosa, Kimil Shimizu, Michio Yamashita, e muitos outros, além de desenhistas amadores da Abrademi. Na ocasião, Tezuka Osamu ministrou uma aula para a Abrademi, no Bunkyo da Liberdade.

Caravana do Rio coordenada pelo Allen.

A Abrademi publicou fanzines (Clube do Mangá e outros), promoveu debates, e já na década de 1990, começou a organizar eventos de mangá e animê, sendo a MangáCon, a pioneira em eventos desse tipo, com shows de dubladores, cantores, lojinhas, exposição de posters, exibição de vídeos, concurso de cosplay, animê-kê e anime dance. A última MangáCon foi em 2000. Mais sobre a Abrademi.

Dia 17 de março de 2019 – Domingo – Das 10 às 17 horas.

Local: Associação Cultural Mie – Av. Lins de Vasconcelos, 3352 – bem na saída do metrô Vila Mariana. Há estacionamento pago no local. As inscrições são feitas pelo Sympla, pelo link: https://www.sympla.com.br/festa-dos-35-anos-da-abrademi__457100

Será servido um Brunch (Buffet a partir das 12h00) , com: café( doce e amargo)/água mineral com e sem gás/ leite ou chá / 03 tipos de frutas da época (mamão, abacaxi, melão ou melancia)/ mini-croissant recheado de presunto e catupiry ou presunto / mini-gravatinhas( massa folhada) de parmesão e gergelin/ lanches utilizando mini-pão francês com cobertura de parmesão, gergelin, mini-integral recheados com queijo fresco, blanquet de peru, salame e presunto / salgadinhos: mini-esfihas de carne ou calabreza ou queijo, quibe ou risolis misto ou coxinha/ strudel de maçã ou mini-carolinas de chocolate / sucos naturais de laranja, abacaxi/ refrigerantes ( guaraná e cola, nas versões normal e zero e/ou light). E um bolo de aniversário, é claro!

Aula do mestre Tezuka Osamu para a Abrademi em São Paulo. Jo Takanashi traduziu tudo na hora. Jal e Franco de Rosa estão na foto.

 

  • Haverá apresentação de slides com a história da Abrademi.
  • Exibição de videoclipes do AnimeDance e exibição de vídeos históricos, como os momentos marcantes da MangáCon.
  • Recortes de jornais e materiais históricos serão expostos.
  • Haverá um painel na parede para os desenhistas exercitarem sua arte.

    Tezuka Osamu – Ribon no Kishi

  • Exposição Tezuka Osamu – Este ano completam 30 anos sem Tezuka e 35 anos da vinda do Deus do Mangá ao Brasil
  • O desenhista Guilherme Raffide, do álbum “Nikkei” fará retratos em caricatura de mangá dos presentes o desenhista Francisco de Assis fará caricaturas dos presentes (ambos sem cobrar).

     

     

     

  • Bate-papo com o editor, roteirista e desenhista Franco de Rosa e outros profissionais

     

     

  • O desenhista Marco Antonio Cortez estará expondo e vendendo seus trabalhos
  • Show especial do cantor Diogo Miyahara interpretando temas de animê tokusatsu.

– A Abrademi estará colhendo depoimentos para o livro comemorativo que será lançado ainda este ano. Venha participar e compartilhar sua experiência com os amigos e com os demais colegas de outras fases da Abrademi!

Arte de Guilherme Raffide

 

Arte de Francisco de Assis

Franco de Rosa

No valor do ingresso já está incluído o brunch, bem como as bebidas e bolo descritos acima. A Abrademi está custeando a

Arte de Marco Antonio Cortez

locação do salão e os voluntários farão os preparativos, e os participantes só estão pagando o brunch. O INGRESSO será vendido por lotes. O ingresso Antecipado 2 poderá ser adquirido até o dia 12/03/2019. Menores de 10 anos terão desconto na compra antecipada até o dia 12/03/2019. Na porta do evento, o ingresso será vendido sem desconto, ou seja, por R$ 50,00 e R$ 25,00 (menores de 10 anos).

Show Diogo Miyahara na Abrademi

As inscrições são feitas pelo Sympla, pelo link: https://www.sympla.com.br/festa-dos-35-anos-da-abrademi__457100

Venha comemorar conosco neste evento que vai, com certeza, ficar na história!

fev 162019
 

São duas palestras seguidas de um debate. O objetivo é transmitir os principais valores da cultura japonesa, dentro de seu contexto histórico, e como se mantém ainda hoje. Respeito ao próximo, cooperação mútua, preservação da tradição, evitar o desperdício, honestidade e gratidão são alguns dos aspectos a serem discutidos no evento.

Data: 21 de abril de 2019 – (domingo) Das 9 às 12h30. Local: Associação Cultural Mie – Av. Lins de Vasconcelos, 3352 – Estação metrô Vila Mariana

A programação será composta por:

– Palestra “Cultura Japonesa: Os Valores Essenciais“, com o professor Yuho Morokawa.

– Palestra “Os Valores Transmitidos pelos Imigrantes no Brasil“, com o professor Francisco Noriyuki Sato.

– Projeção de vídeos e debate aberto ao público.

ATENÇÃO: O ingresso é gratuito, mas pede-se que se faça doação de produtos de higiene pessoal (shampoo, condicionador, loção para o corpo, creme dental, por exemplo), em qualquer quantidade, que serão entregues à Sociedade Beneficente Casa da Esperança “Kibô-no-Iê”, entidade filantrópica de amparo à pessoa com deficiência intelectual, cujo trabalho poderá ser conferido no link: http://www.kibonoie.org.br/aspx/home.aspx

As entidades organizadoras e os palestrantes não receberão nenhuma remuneração. As despesas do evento serão custeadas com a venda de livros. Os livros à venda estão neste link: http://www.abrademi.com/index.php/livros-a-venda/

Reserve já a sua vaga gratuita pelo Sympla!

Yuho Morokawa é autor do livro “Os Japoneses e Seus Legados”. Natural de Pirajuí, cresceu na Primeira Aliança, município de Mirandópolis, e foi morar em Uraí e Londrina. Formado pela PUC em administração de empresas, foi contemplado com uma bolsa de estudos do Ministério da Agricultura do Japão, para estágio de um ano. Foi também bolsista da 4-H Foundation dos Estados Unidos. Trabalhou por 11 anos no 4-H Clube do Brasil, entidade educacional voltada aos jovens rurais. Foi gerente administrativo da Panasonic do Brasil por 16 anos e relações públicas da H. Stern Joalheiros por nove anos. Foi diretor do Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, e é atual vice-presidente do Centro Brasileiro de Língua Japonesa.

Francisco Noriyuki Sato é jornalista e editor formado pela Universidade de São Paulo. Foi assessor de comunicação da Cooperativa Agrícola de Cotia e da Jetro – Japan External Trade Organization. Um dos fundadores da Abrademi – Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações, é autor dos livros História do Japão em Mangá e Banzai História da Imigração Japonesa em Mangá. Foi bolsista da Jica em 2014 na Universidade de Kanazawa e ministrou palestras em universidades e museus no Japão em 2016. Ministra o Curso de História do Japão desde 2017 e edita livros de história.

Promoção: Abrademi, Associação Nippon Kaigi do Brasil e Associação Cultural Mie

Apoio Institucional: Fundação Japão e Centro Brasileiro de Língua Japonesa