ago 132014
 

universo de miyazaki otomo kon_SalvadorA CAIXA Cultural Salvador e a produtora Nuage.art.br apresentam, de 26 a 31 de agosto, a mostra de cinema “O Universo de Miyazaki, Otomo e Kon” com 18 longas-metragens de animação. A mostra, com curadoria de Jansen Raveira e Simone Evan, exibe a cinematografia de Miyazaki e se expande para as obras de Katsuhiro Otomo e Satoshi Kon, cineastas marcados pelo refinamento nas produções e temáticas fora do convencional industrial.
A mostra traz para Salvador a oportunidade de assistir a uma cinematografia rica e rara. A programação busca não só apresentar filmes que não alcançaram as telas brasileiras, mas também debater a relevância e a influência da técnica dos mestres japoneses dentro do cinema de animação.
Além da exibição dos filmes, a preços populares, a mostra promoverá um curso sobre a obra de Miyazaki, de 26 a 29, das 16h15 às 18h15, e uma oficina de mangá, de 27 a 29, das 16h15 às 18h15. Ambos terão inscrições gratuitas, a serem realizadas no site nuage.art.br/mok de 09 a 19 de agosto.
A oficina de mangá pretende abordar noções de desenho, espacialidade e estilo de narrativa através do desenho impresso. Os alunos produzirão os seus próprios mangás durante as aulas, ao mesmo tempo em que participarão de um estudo estético dos mangás de Hayao Miyazaki, Katsuhiro Otomo e Satoshi Kon.
Já o curso, intitulado O Universo de Hayao Miyazaki, abordará o cinema de Miyazaki e a cultura japonesa. Terá como professores Janete Oliveira e Jansen Raveira, este último um dos curadores da mostra.
A programação da mostra de cinema ainda prevê o debate Miyazaki, Otomo e Kon: Clássicos ou Transgressores?, sábado, dia 30, às 18h. Levando em conta a produção em massa da indústria cultural japonesa, os presentes discutirão se a produção de longas animados em técnicas basicamente artesanais torna esses cineastas clássicos ou transgressores.

O Universo de Miyazaki | Otomo | Kon
Local: CAIXA Cultural Salvador – Salão Nobre
Endereço: Rua Carlos Gomes, 57, Centro.
Telefone: (71) 3421-4200
Datas: de 26 a 31 de agosto de 2014 (de terça-feira a domingo)
Horários e sinopses dos animês da Mostra: Veja aqui
Lotação: 80 lugares – Ingressos: preços populares
Curso O Universo de Hayao Miyazaki: de 26 a 29 de agosto, das 16h15 às 18h15, gratuito
Oficina de Mangá: de 27 a 29 de agosto, das14h às 16h, gratuita
Debate Miyazaki, Otomo e Kon: Clássicos ou Transgressores?: sábado, 30 de agosto, 18h, entrada franca
Inscrições para o curso e a oficina no site nuage.art.br/mok

jun 202014
 
17 festival tubasa

A cantora japonesa Tsubasa é uma das atrações do 17º Festival do Japão

Graças a uma programação mais dinâmica e variada, e a uma apresentação mais informal, o palco cultural (na área interna) acabou se tornando o principal palco de atrações, atraindo principalmente os jovens do Festival do Japão. A programação de 2014, que terá a coordenação no palco de Augusto Takeda (Babu), conta com as seguintes atrações:

17º FESTIVAL DO JAPÃO – PROGRAMAÇÃO DE SHOWS – Palco Cultural

Sexta-Feira – Dia 4 de julho de 2014
12h30 – Tenryu Wadaiko e convidados – Tokubetsu Show de Integração – Taikô & dança
13h10 – Sakurá Fubuki da Federação Sakurá e Ipê do Brasil – Taikô
13h50 – Radio Taissô * – Ginástica
14h30 – Diogo Miyahara – Cantor de animê & tokusatsu
15h00 – Confederação Brasileira de Aikido – Brazil Aikikai – Arte Marcial & Workshop
15h45 – Tenryu Wadaiko e convidados – Tokubetsu Show de Integração – Taikô & dança
16h30 – Shinkyo Daiko – Taikô
17h00 – Jogo do Brasil (se houver)
17h00 – Diogo Miyahara – Cantor de animê & tokusatsu
17h30 – Banda Single – Animê & Tokusatsu
18h35 – Sorteio de brindes – Intervalo & sorteio

Sábado – Dia 5 de julho de 2014
10h00 – Radio Taissô – Ginástica
10h25 – Tenryu Wadaiko da Associação Cultural de São Miguel Paulista – Taikô
11h05 – Workshop da Confederação Brasileira de Aikido – Brazil Aikikai – Arte marcial
12h05 – Mágicos do Bem – Mágica
12h35 – Rádio Taisso – Ginástica
13h00 – Show de Humor “Pay Per Riu” com Marcos Aguena, Rodrigo Cáceres e Celso Jr. Stand up comedy
13h35 – Raijin Taikô – Assoc. Iwate Kenjinkai – Taikô
14h05 – Banda Single – Animê & Tokusatsu
15h05 – Parada Taikô para o palco principal & Sorteio de brindes Intervalo/sorteio
15h20 – Fundação Japão – INSPI – Cantores Internacionais
15h45 – Câmara do Comércio e Indústria – Clube de Dojyou Sukui em São Paulo – Pantomima
16h05 – ACCEPA – Shureikan Karate do Goju-ryu – Projeto Karatequinha * Arte marcial
16h40 – Parada Cosplay – WCS – Cosplay
16h55 – Sorteio de brindes – Intervalo/sorteio
17h00 – Jogo do Brasil (se houver)
17h05 – Tsubasa – Cantora Internacional *
17h40 – Banda Single & Diogo Miyahara – Cantores de tokusatsu
18h15 – Show de Humor “Pay Per Riu” com Marcos Aguena, Rodrigo Cáceres e Celso Jr. Stand up comedy
18h50 – Associação Kenko Taisso do Brasil e da Shinsei ACAL – Dança
19h15 – ShinkyoDaiko – Taikô
19h50 – Street Dance & Batalhas & DJ e Agradecimentos – Dança

Domingo – Dia 6 de julho de 2014
10h00 – Radio Taissô – Ginástica
10h35 – Associação Naguinata do Brasil – Arte marcial
11h00 – Isshou Matsuri Dance – Dança
11h25 – Nancil (Sanchin) * – Cantora internacional
11h50 – Associação Kenko Taisso do Brasil & Shinsei ACAL – Ginástica & Dança
12h20 – Tsubasa – Cantora internacional
12h50 – Hanabi Soran – Dança (Yosakoi)
13h15 – Fundação Japão – INSPI * – Cantores Internacionais
13h40 – Mariana Suzuke – Cantora
14h10 – RyuKyu Koku Matsuri Daikô – Assoc. Okinawa Kenjinkai – Taikô
14h50 – Country Club Valinhos e ADC Rigesa – Shotokan-ryu Karate-dô
15h25 – Joe Hirata – Cantor
16h10 – Parada Taikô do palco principal para o cultural Taikô
16h30 – Encerramento com Banda Uchiná & Grupo Uta no Tomo – Banda & Dança
*Programação sujeita a alteração – Rev. 08 – 18/06/2014

Veja as fotos do 16º Festival do Japão 2013

O 17º Festival do Japão acontece no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Haverá ônibus gratuito saindo da estação Jabaquara do metrô, ida e volta.

abr 232014
 

selo berubara_sheetselo naruto_sheet

Reconhecimento definitivo da animação como arte no Japão e um dos principais meios de difusão da cultura pop nipônica no exterior, os Correios do Japão (Nippon Yuubin / JP Post) completaram recentemente 10 Anos de Emissão de Selos de Animês célebres. Impressos em 6 cores esses belos selos são altamente colecionáveis e disputados tanto por filatelistas como por otakus. A cada edição são impressas 15 milhões de folhas de 10 selos cada, com uma ilustração lateral especial.
As primeiras séries, de 2003 a 2005, foram chamadas de séries “Ciência, Tecnologia e Animação” e apenas parte dos selos tinham imagens de um animê. A partir de 2005 os Correios do Japão passaram a lançar séries exclusivas de selos de animê, chamadas “Heróis e Heroínas de Animê”. Veja a seguir quais séries já foram homenageadas pelos Correios do Japão:

2003: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Tetsuwan Atomu (Astroboy)
2004: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Super Jetter, 2 séries diferentes
2004: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Fushigina Melmo, 2 séries diferentes
2004: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Kagaku Ninja Tai Gatchaman (G-Force), 2 séries diferentes
2004: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Mazinger Z (Eur: Goldorak; EUA: TranZor)
2005: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Doraemon
2005: “Ciência, Tecnologia e Animação” – Time Bokan, 2 séries diferentes
2005: “Heróis e Heróinas de Animê” – Pokémon
2005: “Heróis e Heróinas de Animê” – Mobile Suit Gundam
2006: “Heróis e Heróinas de Animê” – Ginga Tetsudõ 999 (Galaxy Express 999)
2006: “Heróis e Heróinas de Animê” – Meitantei Conan, 1a. versão
2007: “Heróis e Heróinas de Animê” – Neon Genesis Evangelion
2007: “Heróis e Heróinas de Animê” – Mirai Shõnen Conan
2008: “Heróis e Heróinas de Animê” – Manga Nihon Mukashi Banashi
2008: “Heróis e Heróinas de Animê” – Patlabor
2009: “Heróis e Heróinas de Animê” – Ge Ge Ge no Kitarõ
2009: “Heróis e Heróinas de Animê” – Meitantei Conan, 2a. versão
2009: “Heróis e Heróinas de Animê” – Naruto
2010: “Heróis e Heróinas de Animê” – Keroro Gunsõ
2010: “Heróis e Heróinas de Animê” – Full Metal Alchemist
2010: “Heróis e Heróinas de Animê” – Chibi Maruko-chan
2011: “Heróis e Heróinas de Animê” – One Piece
2011: “Heróis e Heróinas de Animê” – Berusaiyu no Bara (Lady Oscar)
2012: “Heróis e Heróinas de Animê” – Dragon Ball Kai
2012: “Heróis e Heróinas de Animê” – Arai Guma Rascal
2013: “Heróis e Heróinas de Animê” – Arupusu no Shõjo Haiji (Heidi)
2013: “Heróis e Heróinas de Animê” – Doraemon

?? CMYKselo onepiece_sheet

Veja os selos em https://www.post.japanpost.jp/kitte_hagaki/stamp/anime.html

fev 192014
 

palestra_watsukiA Fundação Japão em São Paulo promove, em 27 de fevereiro, a partir das 19h30, na FNAC Pinheiros, em São Paulo, um encontro com a escritora e roteirista de mangá e anime Kaworu Kurosaki. Vinda diretamente do Japão, Kaworu falará sobre o processo de criação de um mangá e comentará a trajetória do Rurouni Kenshin, sucesso em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde foi lançado com o nome de Samurai X, em 2001, pela editora JBC.
Aos futuros manga-ka (como são denominados no Japão os autores de mangá), Kaworu explicará os caminhos a ser percorridos, fazendo um paralelo com a sua própria experiência. A escritora promete, inclusive, revelar algumas curiosidades por trás dos bastidores a partir da sua participação na concepção da história da obra Rurouni Kenshin – Dai Zero Maku (Episódio Zero), lançado no Japão, em 2012.
Outro aspecto interessante deste bate-papo será participar da análise das características e diferenças de uma mesma cena da obra Rurouni Kenshin (Samurai X) na visão de um escritor, de um autor de mangá e de um autor de animê.
Nascida no Japão, Kaworu Kurosaki passou sua infância no Brasil (fala português). Casada com Nobuhiro Watsuki, autor de Rurouni Kenshin (Samurai X) e Busou Renkin, Kaworu atualmente escreve adaptações literárias e roteiros. Kaworu também foi roteirista do animê Captain Tsubasa, lançado no Brasil com o título de “Super Campeões”, e games como Wild Arms the 5th Vanguard, lançado para o Playstation 2.

Data: 27 de fevereiro de 2014 (quinta) – Horário: 19h30
Local: FNAC – Loja Pinheiros – Praça dos Omaguás, 34, Pinheiros, São Paulo
Próximo a estação Faria Lima do metrô (Linha Amarela)
Informações: (11) 3579-2000 – Capacidade: 80 lugares – Evento gratuito
Retirada da senha 1 hora antes do evento, no local

jan 202014
 

“Kaguya Hime no Monogatari” (traduzido, “O Conto da Princesa Kaguya” – ainda sem título em português) é o mais recente filme do Studio Ghibli, premiado estúdio de animação japonês (Urso de Ouro de Melhor Filme do Festival de Berlim 2002 e Oscar de Melhor Animação em 2002 com “A Viagem de Chihiro”), que estreou nos cinemas japoneses no final de novembro de 2013. Baseado num tradicional conto folclórico japonês de mesmo nome, “Kaguya Hime no Monogatari” marca a volta de Isao Takahata, célebre diretor japonês que havia se aposentado da produção direta de animações para assumir a diretoria executiva do Studio Ghibli, do qual é sócio com o diretor de “A Viagem de Chihiro”, Hayao Miyazaki. “Kaguya Hime no Monogatari” é o primeiro animê dirigido por Takahata em 14 anos (o último foi “Hõhokekyo Tonari no Yamada-kun – My Neighbors the Yamadas”, não exibido em circuito comercial no Brasil).

Takahata, famoso por suas animações charmosas que mostram a infância com doçura característica, adotou a estética tradicional de ilustração de contos infantis em aguada em sua versão de “Kaguya Hime no Monogatari”. Trata-se da história de um casal de camponeses idosos sem filhos que encontram uma criança no interior oco de um pé de bambu mágico brilhante. Eles adotam a bebezinha, que rapidamente se transforma numa linda jovem, e se tornam imensamente ricos devido aos bambus mágicos. Logo aparecem vários pretendentes à mão da princesinha, que apesar de feliz com seus pais adotivos sofre por estar destinada a ter de partir para um reino distante na próxima lua cheia.

A estréia de “Kaguya Hime no Monogatari” no Japão trouxe várias especulações na mídia local a respeito do futuro do Studio Ghibli, cuja imagem está fortemente vinculada ao diretor Hayao Miyazaki e que anunciou sua aposentadoria ao lançar seu último animê em julho de 2013, “Kaze Tachinu” (título em inglês “The Wind Rises”, ainda sem título em português). Apesar de respeitados e célebres, Takahata e Miyazaki já possuem idades avançadas (78 e 73 anos, respectivamente) e ainda há incertezas quanto ao futuro do estúdio criado por eles e seu legado. Não se sabe ainda se “Kaguya Hime no Monogatari” será indicado ao Oscar, mas “The Wind Rises” de Miyazaki tem conquistado vários prêmios em mostras e festivais internacionais, como o da Associação dos Críticos de Nova York. Entretanto, apesar de sua mensagem pacifista, pelo fato de “The Wind Rises” ser baseado na história real do engenheiro que criou o caça Mitsubishi Zero, usado pelo Japão durante a Segunda Guerra Mundial, e por mostrar personagens que fumam (porque na vida real eram fumantes), o animê foi alvo de protestos na Coréia do Sul e nos Estados Unidos e sua indicação para o Globo de Ouro e o Oscar, mesmo com o apoio da Disney, ficaram pendentes até o último instante.

Assim, mesmo que “The Wind Rises” concorra, as chances de Miyazaki levar alguma das estatuetas são mínimas. No Japão, entretanto, “The Wind Rises” foi até o fim de dezembro/2013 a maior bilheteria dos cinemas no país (¥ 119,513,192). “Kaguya Hime no Monogatari”, apesar do lançamento em baixa temporada, em pouco menos de 2 meses de exibição alcançou a soma considerável de ¥ 19,217,168, batendo concorrentes internacionais de peso como “Guerra Mundial Z” com Brad Pitt, “Oz Mágico e Poderoso” com James Franco e Rachel Weisz, “Oblivion” com Tom Cruise, e o último Wolverine com Hugh Jackman.

Por Cristiane A. Sato – autora do livro “JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa