jul 292014
 
bonsai encontro ABCO grupo ABC do Bonsai vai realizar o segundo encontro dos membros e abrir o evento ao público em geral, nos dias 30 e 31 de agosto. Com uma proposta “educacional”, diferente dos outros eventos relacionados a bonsai, este acontecimento visa reunir as pessoas (com ou sem conhecimento prévio) para disseminar a arte.
No evento haverá palestras e workshop em três níveis de conhecimento: o básico, o intermediário e o avançado. No caso do curso, será necessário a inscrição, devido ao espaço limitado de 50 vagas. A inscrição poderá ser feita até o dia 15 de Agosto pelo endereço http://encontroabcdobonsai.aeteh.net/inscricao.php
O evento contará com os seguintes palestrantes:
Charles White de São Paulo – SP (24 anos praticando a arte do bonsai)
Elio Nowacki de Curitiba – PR (12 anos praticando a arte do bonsai)
Joaquim Victor de São Paulo – SP (10 anos praticando a arte do bonsai)
Mac Donald Fernandes de São Bernardo do Campo – SP (4 anos praticando a arte do bonsai)
Neste evento de ENTRADA FRANCA, também haverá uma exposição com mais de 30 peças de bonsai, apresentando os principais estilos e sub-estilos, tendo como curador Sérgio Siqueira, que tem mais 30 anos da prática da arte do bonsai. Além das aulas, demonstrações e exposição, teremos várias tendas de vendas, onde se poderá adquirir ou encontrar mudas de plantas, pré-bonsais, bonsais, vasos de cerâmicas, ferramentas, fertilizantes entre outros produtos relacionado a jardinagem com um toque oriental.
O grupo ABC do Bonsai é formado por membros do fórum ABC do Bonsai, que hoje conta com mais de 1500 participantes em todo o Brasil, no qual trocam informações e conhecimentos num ambiente bem descontraído dentro do fórum do site www.abcdobonsai.com.br.
Serviço:

Charles White, Cintia Souza, Sergio Siqueira (em pé), Militino Hayashida e Rodrigo Tadelle.

Charles White, Cintia Souza, Sergio Siqueira (em pé), Militino Hayashida e Rodrigo Tadelle.

Evento: II Encontro do ABC do Bonsai 2014 em São Paulo
Quando: 30 e 31 de agosto de 2014, das 9h às 17h. 
Onde: Rua Vigário Albernaz, 834 – Vila Gumercindo, São Paulo – SP.
Site do ABC do Bonsai – www.abcdobonsai.com.br
Facebook do ABC do Bonsai – www.facebook.com/abcdobonsai
jul 242014
 
Criação da Yayoi Kusama para a Louis Vuitton

Criação da Yayoi Kusama para a Louis Vuitton

A artista plástica Yayoi Kusama é um caso curioso. Uma forma de esquizofrenia congênita a faz enxergar bolinhas em tudo o tempo todo. Ao longo de décadas ela transformou aquilo que poderia ser um problema incapacitante em arte, vencendo suas próprias limitações e a depressão. Sua carreira iniciada no Japão e desenvolvida nos Estados Unidos trouxe a público uma condição antes mostrada de forma ingênua e cômica através da Brotoeja, personagem de quadrinhos popular na décadas de 1950 e 1960.

Hoje aos 85 anos e morando por vontade própria numa instituição psiquiátrica no Japão, Yayoi Kusama desfruta da consagração internacional com suas instalações que representam sua particular maneira de enxergar o mundo. Seu modo de lidar esteticamente com as bolinhas que povoam seu campo de visão fizeram dela uma respeitada e requisitada designer e artista pop. Mais ativa que nunca, ela assina roupas, acessórios, obras de arte, performances e é reconhecida como uma das mais completas artistas multimídia do Japão contemporâneo.

A exposição YAYOI KUSAMA: OBSESSÃO INFINITA é a primeira mostra da artista no Brasil e uma oportunidade única de conhecer sua incrível trajetória. Só vai até 27 de julho no Instituto Tomie Ohtake, na Rua Coropés, 88 – Pinheiros, São Paulo.

Revista Brotoeja que era editada pela Rio Gráfica

Revista Brotoeja que era editada pela Rio Gráfica

Aviso do Instituto Tomie Ohtake! Atenção: O Instituto Tomie Ohtake abre de terça a domingo das 11 às 20 horas. Devido à grande procura e à capacidade máxima permitida de visitantes na exposição de Yayoi Kusama, a entrada na fila da exposição ocorre até às 17 horas.
Para uma melhor visita, aconselhamos chegar o mais cedo possível, já que o fluxo de pessoas é maior na parte da tarde. Qualquer dúvida, pedimos que consultem a equipe do Instituto na recepção.

Mais informações em: http://www.institutotomieohtake.org.br/programacao/exposicoes/yayoi-kusama/

jul 242014
 

okinawa teatro gazeta 2014Em comemoração aos 10 anos de sua fundação, o Teatro Nacional de Okinawa e a Fundação Japão promovem o espetáculo Danças e Canções de Okinawa – Novos Ares de Ryukyu. O evento acontece no dia 20 de agosto de 2014, no Teatro Gazeta, com entrada gratuita.

São cinco dançarinos e quatro músicos selecionados pelo mestre Michihiko Kakazu, diretor de arte do Teatro Nacional de Okinawa, que também vem ao Brasil para dirigir o espetáculo. A apresentação inclui desde as peças mais clássicas até as mais alegres e dinâmicas, reunindo em um único espetáculo o diversificado encanto da dança, dos cantos, da música e das narrativas de Okinawa. Além do figurino vistoso, a música chama atenção por ser inteiramente executada ao vivo, no palco, ao som de instrumentos tradicionais japoneses, como o koto, taiko ou o sanshin, o clássico instrumento de três cordas.

Os ingressos (até dois por pessoa) poderão ser retirados a partir de 5 de agosto, na bilheteria do Teatro, de terça a domingo das 14h às 20h.

Danças e Canções de Okinawa – Novos Ares de Ryukyu
Data: 20 de agosto de 2014 (quarta-feira) –Horário: 20h
Local: Teatro Gazeta – Endereço: Av. Paulista, 900 – Estacionamento conveniado: Multipark – Rua São Carlos do Pinhal, 303 – subsolo (desconto com selo do Teatro Gazeta, válido somente no horário de apresentação do espetáculo). Vá de metrô!
Duração: 120 minutos

Os artistas – A apresentação no Brasil contará com a participação dos artistas Osamu Aka, Naoya Ishikawa, Satoru Arakaki, Yoshikazu Sanabe, Shigeo Miyagi; e dos músicos Toshimichi Arakaki, Itsuo Nakamura, Sanehito Takamiyagi, Kazuki Tamashiro. Além da direção de arte, de Michihiko Kakazu, o espetáculo conta com a direção de palco de Michiaki Nakamura.

okinawa ryukyuKumiodori de Okinawa – Okinawa é uma bela ilha cercada por mar azul, localizada a Sudoeste do Japão. Conhecida como o Reino de Ryukyu no passado, estabeleceu contato com diversos países da Ásia, o que permitiu que reunisse uma rica cultura. Típico no local, o Kumiodori, que ao pé da letra significa “dança em conjunto”, é estruturado por canto, música e dança. Em 2010, no intuito de preservar a arte clássica teatral da ilha de Okinawa, o Kumiodori foi designado Patrimônio Cultural Imaterial pela UNESCO. A denominação refere-se a práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados. Acredita-se que a primeira apresentação de Kumiodori tenha ocorrido em 1719, durante um banquete. Na ocasião, duas peças tradicionais – Shushin Kaneiri e Nido Tekiuchi – foram apresentadas com o intuito de entreter diplomatas chineses que viajavam ao local.
Passadas de geração para geração, as apresentações passaram a incluir o público em geral, não apenas na plateia, mas também praticando a arte.

Michihiko Kakazu – Dançarino da dança de Ryukyu e divulgador do Kumiodori, Michihiko Kakazu nasceu na cidade de Naha, em 1979, e já aos quatro anos de idade começava a praticar a dança de Okinawa. Discípulo do já falecido Nozo Miyagi, hoje é mestre na Associação Nori no Kai do Estilo Miyagi, com vasta atuação como roteirista e ator de teatro contemporâneo e também de novas peças de Kumiodori.
Em abril de 2013, foi nomeado diretor de arte do Teatro Nacional de Okinawa. Sua trajetória inclui diversas apresentações no exterior, incluindo participação como dançarino no espetáculo da Comitiva de Artes de Okinawa organizado pela Fundação Japão no ano de 2000, em comemoração ao encontro do G8. Em 2011, foi membro do Conselho de Artes de Okinawa em turnê de espetáculos pela Europa. A convite da Associação da Província de Okinawa do Brasil, realizou uma apresentação em São Paulo, em agosto de 2012.

Teatro Nacional de Okinawa – Inaugurado em 2004, o Teatro Nacional de Okinawa, na cidade de Urasoe, é um marco para a cultura local. Construído pelo governo federal japonês, é o primeiro no gênero a ser construído fora das cidades de Tóquio e Osaka. A construção do novo teatro é a prova do reconhecimento e prestigio de sua cultura na região. O novo templo da cultura tem 14 mil metros quadrados de área construída, numa área de 24 mil metros, e capacidade para 600 pessoas.

Depois da apresentação em São Paulo, o grupo segue para o Rio de Janeiro, e depois para apresentações na Bolívia, nas cidades de Santa Cruz de La Sierra e La Paz.

jul 242014
 

40 bazar ikoi no sono 2014O 40º Bazar Beneficente Ikoi no Sono acontece nos dias 16 e 17 de agosto de 2014, na sede da entidade que fica na Rua Jardim de Repouso São Francisco, 881 – Parque Maria Helena, Guarulhos – SP. No dia 16 das 11 às 17 horas e no dia 17 das 9 às 17 horas.
O Bazar terá atrações para toda família como praça de alimentação, bazar com produtos importados, artesanato, brincadeiras, show, confecções e sacolão com frutas, legumes e verduras a preço de custo, além de flores e produtos típicos.

Programação do 40º Bazar Beneficente Ikoi no Sono 2014: No sábado – ACESA Fujimbu, Nihongo Gakko, Fujinkai São Caetano do Sul, Musicoterapia Kibo no Ie, Fernanda Nakai, Mika Youtien Taiko, Ryu Jackson, Karen Taira, Teddy Shigueyama, Escola Fujima, Karaokê NAK, Cabaré Três Vinténs, Dança Kitsume, Edson Miyabara, Sociedade Folclórica Boliviana e a dupla Daian e Bueno. No domingo – Radio Taisso, Tenryu Wadaiko, ACAL Fujinkai e Shinsei ACAL, Dança Senior Ikoi no Sono, Mariana Suzuka, Kenko Taisso, Requios Gueinou Doukoukai, Edson Saito YES Band, Shinkyo Daiko, Karen Ito, Teatro Kagura, cantora japonesa Mariko Nakahira, São Miguel Fujinkai, Joe Hirata, Rizumu Taisso, Corpus Line e Edgar Ishida.

ikoi no sono mapaTransporte gratuito saindo da Rua da Glória, 326, Liberdade. No sábado ida das 10 às 12 horas e volta das 15 às 17 horas. No domingo a ida será das 8 às 11 horas e a volta das 15 às 17 horas. Tel/Fax  (11) 2480-1122 / 2480-2256. Quem vai de carro poderá ampliar o mapa. Ingresso: contribua com R$ 3,00 e concorra a uma TV 42′!

A Assistência Social Dom José Gaspar iniciou as atividades em 1942, contando com o amparo da Igreja Católica. A entidade presta assistência social, moral e material às pessoas necessitadas, sem distinção de credo, raça, ou nacionalidade. Em 1958, no 50º aniversario da imigração japonesa no Brasil, a Assistência Social Dom José Gaspar inaugurou o Jardim de Repouso São Francisco – “Ikoi-No-Sono”, no município de Guarulhos. Destinava- se à residência dos idosos japoneses, mas relativamente capazes, de 56 a 60 anos. Atualmente, os pedidos de ingressos são de idosos fragilizados, de 80 a 90 anos, dependentes ou semi-dependentes, que necessitam de cuidados especializados.

Saiba mais sobre Ikoi no Sono

jul 232014
 

No dia 19 de julho de 2014, foi realizado o primeiro encontro de pessoas vestidas com quimono que se tem notícia no Brasil. Foi uma iniciativa da Associação Brasileira de J-Fashion para incentivar as pessoas a usarem o quimono constantemente, como acontece no Japão. Como faz parte da moda japonesa, o quimono tem vários estilos e está sempre evoluindo, como se pôde ver neste primeiro encontro ou passeio, também chamado de Kimono Walk, quando foram vistos quimonos e yukatas tradicionais, quimonos não tão tradicionais, hakama, e um moderno quimono jovem.

Apesar do pequeno número de participantes, foi surpreendente a recepção calorosa do público que se amontoou para tirar fotos. Eventos como o Tanabata Matsuri da Liberdade precisam receber mais pessoas usando quimono, pois tem tudo a ver com os festivais do Japão. “Vamos ver se conseguimos levar mais pessoas no próximo encontro”, resumiu a presidente da J-Fashion, Cristiane A. Sato, no final do passeio que terminou no café do Espaço Kazu.

Veja as fotos dos belos quimonos que coloriram as ruas enfeitadas da Liberdade no 36º Tanabata Matsuri de 2014. Fotos de Roberto Kakazu

jul 212014
 

No dia 19 de julho de 2014, sábado, a Abrademi em parceria com a Associação Brasileira de J-Fashion e a Associação Mie Kenjin do Brasil, contando com o apoio da Fundação Japão, realizou a sua primeira Oficina Prática de Kawaii Obentô, com o chef Cláudio Kitamura. Com todas as 30 vagas ocupadas, a oficina de Kawaii Obentô foi uma surpresa pelo grande número de interessados. Tanto que a próxima oficina agendada para o dia 30 de agosto também está com a classe lotada e a Abrademi estuda a possibilidade de aumentar o número de vagas ainda para o dia 30.

A oficina foi completa, com o chef Cláudio mostrando desde a lavagem do arroz e seu preparo, tanto em panela elétrica como na normal. Tempero de arroz, Shari (arroz para Sushi), Salmão grelhado, Oniguiris, Recheios, Furikake e Cozidos estiveram entre os itens abordados, além das dicas de materiais e onde adquí-los. Cada aluno teve a oportunidade de preparar seu próprio kawaii obentô. Seguem as fotos da oficina de Kawaii Obentô. Clique na miniatura para ampliar:

jul 182014
 

As cantoras Karen Ito e Luciana Mello, filha de Jair Rodrigues, são as atrações musicais do Sukiyaki Solidário promovido pela Kibô-no-iê, que acontece dia 2 de agosto de 2014, das 19 às 23 horas, no Espaço Villa Noah, Rua Campo Verde, 266, Chácara Santo Antonio, em São Paulo. O Espaço Noah faz parte da rede de hotéis Blue Tree.

O convite custa R$ 120,00. Informações e venda pelo tel. 11 5549-2695, ou pelo e-mail eventos@kibonoie.org.br

Além de saborear um belo sukiyaki num local bonito, o contribuinte assistirá a shows inesquecíveis e ainda estará ajudando a Kibô-no-Iê.

A Sociedade Beneficente Casa da Esperança “Kibô-no-Iê” é uma entidade sem fins lucrativos de assistência e amparo à pessoa com deficiência intelectual. Fundada por Koko Ichikawa em 1963, foi oficialmente reconhecida em 8 de janeiro de 1970 e hoje acolhe cerca de 80 adultos em sua sede, localizada em Itaquaquecetuba. Saiba mais sobre a Kibô-no-Iê

kibo no ie_sukiyaki 2014B

jul 162014
 
Não esqueça de pendurar seu pedido no tanzaku...

Não esqueça de escrever seu pedido no tanzaku…

O 36º Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas do bairro da Liberdade será realizado nos dias 19 e 20 de julho de 2014, ocupando a praça da Liberdade e as ruas Galvão Bueno e Estudantes.
O evento, promovido pela ACAL – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade, tem a direção artística de Marcelino Hamazaki. Paulo Miyagui, Mieko Senaha , Jorge Suzuki , Elio Fujita e Gurê Katayama se revezam na apresentação das atrações.

 

PROGRAMAÇÃO SÁBADO DIA 19/JULHO/2014
12:00 – Ginástica Rizumu Kenko Taisso
12:25 – Taiko Tenryuu Wadaiko – São Miguel Paulista 12:55 – Cantores Karen Taira, Luigi Dias e Sayuri Taira 13:35 – Cantor Teddy Shigueyama
14:05 – Cantor Ryu Murakami (Jackson)
14:00 – Abertura Oficial no Torii – mestre de cerimônia Carlos Takahashi
14:15 – Cerimônia Xintoísta no Torii – Templo Xintoísta Nambei Jingu
Karen Taira é atração de sábado no Tanabata da Liberdade
Karen Taira é atração de sábado no Tanabata da Liberdade
15:00 – Tangue Setsuko Taiko Tai na pista
15:25 – Discurso – Saudação das autoridades
16:00 – Dança – Tanabata Ondo – Buyo-bu ACAL e Shinsei ACAL
16:05 – Dança – Kawachi Otokobushi – Buyo-bu ACAL + Shinsei ACAL
16:12 – Dança – Shiawase Ondo – Hanayagui Kinryu Kai
16:17 – Dança – Raça e Ginga Misturou – Hanayagui Kinryu Kai
16:24 – Dança – Asia no Kaizoku – Shinsei ACAL
16:32 – Taikô de Okinawa – Ryukyu Koku Matsuri Daiko
16:54 – Dança – Mito Komon Odori – Buyo-bu ACAL + Shinsei ACAL
16:59 – Dança – Yume Matsuri 0 Shinsei ACAL
17:06 – Cantora Mariana Suzuke
17:30 – Taikô de Okinawa – Requios Gueinou Doukoukai
17:55 – Previsão de Término
 
PROGRAMAÇÃO DOMINGO DIA 20/JULHO/2014
12:00 – Taiko Himawari Daiko
12:30 – Ginástica – Rizumu kenko Taisso
O performático Ricardo Nakase é atração de domingo do Tanabata Liberdade

O performático Ricardo Nakase é atração de domingo do Tanabata Liberdade

13:00 – Dança – Ise Ondo e Mazai Kuzushi – Buyo-Bu ACAL
13:30 – Cantora Mariana Suzuke
14:00 – Cantor Bruno Maessaka
14:30 – Cantores Grupo Ricardo Nakase
15:00 – Artes Marciais – Instituto Maruyama de Aikidô
15:20 – Dança Japonesa – Suzume Odori – Shinsei ACAL
15:30 – Taikô
15:55 – Dança Japonesa – Yume Matsuri – Shinsei ACAL
16:20 – Kizuna Project – Grupo Muisical Nikkey
17:25 – Cantora japonesa Tsubasa
18:00 – Banda Musical Megaphonics
18:30 – Banda Musical Elísios
19:00 – Encerramento Obs. Sujeito a alteração
 
O que é Tanzaku? Veja no nosso link
Como é a lenda de Tanabata? Veja no nosso link
jul 142014
 

36 festa da azaleia Yassuragui Home 2014A 36ª Festa da Azaléia 2014 (第36回ツツジ祭り – Tsutsuji Matsuri) será realizada no dia 3 de agosto, das 9 às 17 horas, no Centro de Reabilitação Psicossocial Yassuragui Home, que fica na Rua Anézio Ruivo, 377, Sítio São Francisco, em Guarulhos. Para quem vai de São Paulo, pode-se seguir pela Via Dutra ou Ayrton Senna. Yassuragui fica entre as duas rodovias.

Além de uma boa variedade de barracas de alimentação, com pratos como yakissoba e tempurá, o evento conta com um bazar beneficente, com artesanato, frutas e flores. Haverá várias atrações no palco. O evento é beneficente e a renda será revertida para o Yassuragui Home e do Akebono Home, entidade que cuida de idosos e que fica ao lado do Yassuragui.

A entrada é franca, e o estacionamento também é gratuito. Grupos escoteiros voluntários tomam conta do estacionamento (por isso não tem flanelinha).

Para quem quiser ir de ônibus, ele sairá do Viaduto Mie Ken (na Rua da Glória, 400 – Liberdade), às 8 horas até 10 horas. Depois, retorno à tarde para o mesmo local. A passagem custa R$ 5,00 (ida e volta). Informações: 2480-4834.

 

jul 112014
 

festival de ceramica casarao do cha mogi 2014

festival de ceramica casarao do cha mogi
O Festival de Cerâmica do Casarão de Chá de Mogi das Cruzes acontece no domingo, 3 de agosto de 2014, das 10 às 17 horas, reunindo mais de mil peças de cerâmica, de diversos artistas, para venda. Haverá demonstração de torno e de queima da cerâmica (raku), além de uma feira de artesanato, comida, plantas e animais, e também degustação de chá.

A promoção é da Associação Casarão do Chá, que fica na Estrada do Chá, no bairro do Cocuera, em Mogi das Cruzes. Tel. 11 4792-2164.

O interessante é a oportunidade de visitar o Casarão do Chá, um dos ícones da imigração japonesa no Brasil. A casa foi erguida pelo carpinteiro japonês Kazuo Hanaoka em 1942 para abrigar uma fábrica de chá preto para exportação. Mas o negócio foi declinando e a fábrica foi abandonada, ficando 17 anos aguardando restauração. Essa é uma construção única no Brasil. Feita toda de madeira, não utiliza um único prego ou parafuso, e até troncos de árvores tortas no formato natural foram utilizados em seu interior. A parte frontal lembra um pouco o estilo de um castelo japonês, o que é incomum, mesmo no Japão. O prédio faz parte do patrimônio cultural nacional e foi tombado pelo IPHAN. Vale a pena visitar! Se não puder ir na ocasião do Festival de Cerâmica, poderá visitá-lo qualquer domingo, das 9 às 17 horas. A entrada é franca.

A Associação Casarão do Chá, fundada pelo famoso ceramista Akinori Nakatani, idealizou a reforma, que devido a sua complexidade, demorou para ser executada, sendo inaugurada no dia 1º de junho de 2014.
Veja no vídeo uma matéria recente sobre o Casarão de Chá