ago 182017
 

O Imoni é uma sopa com imo (inhame) típica da região de Tohoku e é principalmente popular na província de Yamagata, onde acontece o festival Imonikai. É feito uma panela gigantesca de imoni e, reunindo familiares e amigos, saboreiam o Imoni em frente a um grande rio.
O 2º Imonikai do Yamagata Kenjinkai do Brasil acontece no dia 3 de setembro de 2017, das 12 às 15 horas, no bairro da Liberdade, em São Paulo.
Além do Imoni, haverá apresentações de Minyo (instrumentos tradicionais), Taiko, rodadas de bingo e venda de karague, refrigerantes, e sakeja!

Local: Iwate Kenjinkai – R. Thomaz Gonzaga, 95 – Liberdade – 1º Andar.
Entrada: R$15 – Inclusos: Imoni à vontade e 4 cartelas de bingo
(crianças de até 5 anos não pagam, de 6 a 9 anos pagam meia entrada, também com direito as cartelas).

Equipe que trabalhou no Imonikai 2016

Informações culturais: Consta que o inhame começou a ser consumido no Período Jomon no Japão, mas se tornou popular no Período Edo, quando passou a ser plantado intercalado com o arroz. Nessa época, o Imoni não deveria conter carne bovina ou suína, uma vez que isso não era acessível para os cidadãos comuns. A maior festa Imonikai de Yamagata serve 30 mil tigelas de Imoni, mas escolas e empresas também organizam eventos semelhantes para seus alunos e funcionários.

jun 302017
 

39º Tanabata Matsuri – Festival das Estrelas 2017, acontece no bairro da Liberdade, em São Paulo, nos dias 15 e 16 de julho de 2017. Diversas atrações, algumas internacionais fazem parte da programação no palco este ano. Destaque para o show de Dragão Japonês, que faz parte do Festival Kunchi, considerado um dos três maiores festivais do Japão. Esse dragão foi inteiramente feito no Japão e trazido com muita dificuldade, por ser um material frágil e não dobrável. Vale a pena ver!

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO – 15/7/2017

10:30 Taiko Tenryuu Wadaiko
10:50 Ginástica Rádio Taisso – Liberdade
11:00 Ginástica Kenko Taisso
11:10 Ginástica Ritmica Rizumu Taisso-ACAL
11:25 Ninjutsu Associação Bujinkan Hattori Hanzo
11:50 Taikô Tangue Setsuko Taiko Kai
12:15 Música Delphina
12:40 Musica Japonesa Marina Kondo
13:05 Música Japonesa Mariko Nakahira
13:30 Música Japonesa Treasure Garden
14:05 Banda Big Bang Attack
14:00 Abertura Oficial Carlos Takahashi
14:10 Cerimônia Xintoísta Templo Xintoísta Nambei Jingu
15:00 Taikô Parada
15:15 Taikô Dragão Japonês
15:20 Dança Japonesa Tottori Kenjinkai – Kassa Odori
15:30 Saudação das Autoridades Carlos Takahashi
16:05 Dança Japonesa Hanayagui Kinryuu kai
16:20 Dança Japonesa Buyo-Bu/ACAL
16:25 Dança Japonesa Shinsei/ACAL
16:30 Dança Japonesa Buyo-bu /ACAL
16:40 Dança Japonesa Shinsei – ACAL
16:45 Dança Japonesa Buyo-Bu ACAL
 16:55 Dança Japonesa Shinsei/ACAL
17:00 Taikô Taikô/ACAL
17:30 Banda Animadness
18:10 Banda Gaijin Sentai
19:00   Encerramento

PROGRAMAÇÃO DE DOMINGO 16/7/2017

10:30 Taikô Grupo Kodaiko – Embu
10:55 Ginástica Ritmica Rizumu Taisso – ACAL
11:15 Arte Marciais Aikido Maruyama
11:35 Arte Marciais Okinawa Goju-Ryu Karatê-Do
11:55 Música Japonesa Ricardo Nakase
12:20 Dança Japonesa Buyo-bu/ACAL
12:35 Música Japonesa Marina Kondo
13:10 Música Japonesa Vitor  Kinjo e banda
13:30 Dança Infantil Japonesa Grupo de Odori Midori Sato
13:35 Musica infantil Japonesa Kaori Yokota
14:00 Taikô Infantil Mika Youtien
14:20 Dança Infantil  Japonesa Grupo de Odori Midori Sato
14:25 Cantor infanto-juvenis Ryu Murakami
  Cantores infanto-juvenis Renato Gunji, Mariana  e Flávia Gunji
  Cantores infanto-juvenis Matheus e Sati Suguieda e Ayna Watanabe
  Cantores infanto-juvenis Bianca Takahashi, Akira e Júlia Kuno
15:25 Cantor Infanto-juvenis Hikaru Takahashi
15:30 Taikô Infantil Grupo de Taikô Mary Nishimura
15:55 Música Japonesa Treasure Garden
16:25 Banda Senpai OLd School
16:50 Cantor e Dançarino Teddy Shigueyana
17:15 Banda Uchiná
17:40 Banda J-Rox
18:00 Encerramento  

maio 102017
 
Do dia 20 a 28 de maio de 2017, os apreciadores da cultura japonesa poderão experimentar uma movimentada imersão realizada em duas localidades: o Pavilhão Japonês, no Parque Ibirapuera, e o Bunkyo, no bairro Liberdade em São Paulo. Serão dois finais de semana se estendendo por uma semana contínua de atividades orientadas por praticantes e especialistas de diversas artes japonesas. No Bunka Matsuri – A Festa da Cultura Japonesa o público poderá conhecer e vivenciar, entre outras atividades, a cerimônia do chá, exposição de ikebana, praça de alimentação de comida típica, oficinas culturais com especialistas da arte japonesa, visitas ao Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, show de música e dança folclórica japonesa. 
Veja a programação variada para família e todas as idades!
DIA 20 DE MAIO – SÁBADO – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
10h e 14h – Oficina como Vestir Yukata – Sessão de Fotos
11h e 15h – Iki Iki Taissô (Ginástica)
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Bonsai
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Artes Plásticas
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Origami
 
DIA 21 DE MAIO – DOMINGO – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
11h e 15h – Iki Iki Taissô (Ginástica)
11h, 12h, 13h, 14h- Cerimônia do Chá
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Bonsai
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Artes Plásticas
10h30 e 13h30 – Oficina de Ikebana
 
DIA 22 DE MAIO – SEGUNDA – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Artes Plásticas
10h30, 13h00, 14h30 – Oficina de Ikebana
 
DIA 23 DE MAIO – TERÇA – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
10h30, 13h00, 14h30 – Oficina de Oshibana
10h30, 13h00, 14h30 – Oficina de Cerâmica
 
DIA 24 DE MAIO – QUARTA – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Bonsai
10h30, 13h00, 14h30 – Poesia, Haicai e Nome em japonês
 
DIA 24 DE MAIO -QUARTA – No Bunkyo Liberdade
19h30 – Desfile de Quimono e Jantar com o Chef Shin Koike (adesão)
 
DIA 25 DE MAIO – QUINTA – No Pavilhão Japonês
10h às 17h – Aberto para visitação
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Origami
10h30, 13h, 14h30 – Oficina de Kirigami
 
DIA 27 DE MAIO – SÁBADO – No Bunkyo Liberdade
Apresentações artísticas e culturais, exposições, gastronomia, visita ao Museu da Imigração Japonesa, bazar e oficinas (Origami em tecido, Furoshiki, Shodô, Mangá, Origami, Kirigami, Oshibana, Shogui, Go, Soroban, Etiqueta Japonesa, Caminho de Shikoku) e campeonato de Hashi.
 
PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL
10h – Abertura
10h05 – Rizumu Taissô ACAL (Ginástica)                                                      
10h25 – Mika Youtien Taikô                                                        
10h45 – Shizuoka Goju Kan – Karatê                                        
11h05 – Grupo Min – Shamissen                                             
11h20 – Heisei Yosakoi Soran (dança)                                                
11h45 – Cantora Harumi Miyamura                                                        
12h – Cerimônia de Abertura                                                   
13h – RKMD-Ryukyu Koku Matsuri Daikô                             
13h25 – Aikidô Maruyama                                                       
13h55 – Cantor Ricardo Nakase                                                      
14h15 – Hanayagi Ryu Ryutita Kai (Dança)                                             
14h30 – Kyowa e Kodaiko (TAIKO)                                              
14h50 – Hokkaido Yosakoi Soran (Dança)                                            
15h10 – Cantor Joe Hirata                                                                   
15h40 – Iwai Shunen Osaka Naniwa kai (Dança)                                     
15h50 – Teatro da Cerimônia do Chá               
16h15 – Kiendaiko                                                                     
16h40 – Shinsei ACAL Yosakoi Soran                                         
16h55 – Cantor Teddy Shigueyama                   
17h20 – Heisei Street Dance                                       
17h35 – Shinkyo Daiko                                                               
18h00 – Desfile Moderno de Quimono                                        
 
DIA 28 DE MAIO – DOMINGO – No Bunkyo Liberdade
Apresentações artísticas e culturais, exposições, gastronomia, visita ao Museu da Imigração Japonesa, bazar e oficinas (Origami em tecido, Furoshiki, Shodô, Mangá, Origami, Kirigami, Oshibana, Shogui, Go, Soroban, Etiqueta Japonesa, Caminho de Shikoku) e campeonato de Hashi.
 
PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL
10h30 – Cantora Tatiane Kakazu
10h40 – Ryufukikai (Dança)
10h55 – ACAL  Buyou-bu Ikeshiba (Dança)
11h10 – Cantoras Yuri e Yumi Kataoka
11h20 – Shan Shan Kassaodori (Dança)
11h35 – Kyo Fujima Ryu (Dança)
11h50 – RKMD-Ryukyu Koku Matsuri Daikô
12:05 – INTERVALO
13h30 – Requios Gueino Eisa Taikô
13h45 – Cantora Mariane Suzuke
13h55 – Akemi Matsuda e Kawaii Revolution Stars (Show)
14h25 – Hanayagui Ryu Kinryukai (Dança)
14h40 – Kenko Taissô (Ginástica)
14h55 – Cantora Elaine Hara
15h05 – Fujima Ryu Nihon Buyo (Dança)
15h20 – Cantor Sérgio Tanigawa

*Programação Sujeita a Alterações

Onde: Pavilhão Japonês(Parque Ibirapuera — portão 10) – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº — São Paulo — SP – (em frente ALESP) * próximo ao Museu Afro e ao Planetário.
Bunkyo Liberdade: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa – (Bairro Liberdade) – Rua São Joaquim, 381 — São Paulo — SP – (próx. Metrô São Joaquim) 
mar 072017
 

expo washiA importadora de papéis Washi, World Paper, está trazendo quatro especialistas japoneses das cidades de Kochi e Saitama para palestra e exposição. Kochi é conhecida pelos papéis de restauro, enquanto Saitama é famosa por fabricar os papéis Hosokawa, que são considerados Patrimônio Cultural Intangível pela Unesco. Os especialistas em Washi são:

Hiroyoshi Chinzei – proprietário da fábrica de papéis de menor gramatura do mundo, 1,6g/m2.
Satomi Tamura – artista plástica que produz papéis Washi e é maker de papéis Hosokawa, patrimônio Cultural pela UNESCO.
Kayoko Ichinomiya – diretora da Paper One Co. Inc representante dos papeis Washi.
Shigeo Nakamura – técnico em papéis Washi.

O evento acontece no dia 23 de março de 2017, às 18h30, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (Bunkyo), na Rua São Joaquim, 381 – Liberdade, São Paulo/SP.

Ingresso: R$ 30,00 a ser pago no local.

O papel Washi é sempre uma produção artesanal, cuja técnica tem 1.300 anos de história. Por utilizar fibras de determinadas plantas cultivadas no Japão tem uma qualidade única, e por isso, é preferido por artistas de shodô, ukiyo-ê e origami. Washi também é utilizado em embalagens especiais e na decoração de residências.

Informações: https://www.facebook.com/WorldPaperPapeisEspeciais/

out 202016
 

20150613_YUI_SP (11)Depois do enorme sucesso no ano passado, o grupo YUI – Trio de Instrumentos Tradicionais do Japão volta ao Brasil para duas únicas apresentações. O primeiro show acontece em Salvador, em 27 de outubro, seguindo para São Paulo, em 30 de outubro.

O trio é formado por Chie Hanawa (tsugaru shamisen), Ko Kakinokihara (koto) e Yoshimi Tsujimoto (shakuhachi) e apresenta em seu repertório músicas tradicionais japonesas e algumas peças originais do trio, destacando a harmonia e sonoridade e as novas possibilidades de sons dos três instrumentos tradicionais japoneses.

20150613_YUI_SP (16)wagakki_yui_02TRIO YUI

Formado por três musicistas graduadas pelo Curso de Música Tradicional Japonesa do Departamento de Música da Universidade de Belas Artes de Tóquio, o trio foi aclamado logo em sua primeira apresentação, em Quioto, em outubro de 2009. No ano seguinte, as jovens criaram uma obra original, que se tornou música tema para promover o “TBS Akasaka Sacas”, um grandioso empreendimento comercial em Tóquio.

Sua discografia traz o primeiro álbum, Hajimari no oto (O som do início), e Tada, kimi ni (Apenas, para você). Hoje em dia, o Yui atua principalmente em Tóquio.

Veja a matéria da viagem anterior do grupo no Brasil e uma entrevista exclusiva:
http://www.culturajaponesa.com.br/?p=5594

SALVADOR
Data e horário: 27 de outubro de 2016 (quinta) às 20h
Local: Cine Teatro SESC Casa do Comércio (546 lugares) – Av. Tancredo Neves, 1109 – Pituba
Duração: 90 minutos – Classificação: livre
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) | R$ 5,00 (meia)
Ingressos a venda na bilheteria do Sesc e também pelo site www.compreingressos.com
SÃO PAULO
Data e horário: 30 de outubro de 2016 (domingo) às 16h
Local: Teatro FECAP (400 lugares) Av. Liberdade, 532 – Liberdade
Duração: 90 minutos – Classificação: livre
ENTRADA FRANCA – Retirar os ingressos na entrada do Teatro FECAP duas hora antes do início do espetáculo. Máximo de 2 ingressos por pessoa, sujeito à lotação do espaço.
jul 062016
 

O tradicional e principal evento da comunidade nipo-brasileira do bairro da Liberdade, o Tanabata Matsuri 2016, será realizado nos dias 16 e 17 de julho de 2016. Normalmente, é realizado uma semana antes, mas este ano, como coincidiria com o Festival do Japão, foi postergado, para que o público pudesse prestigiar os dois eventos.
Veja a programação do 38º Tanabata Matsuri 2016:
Sábado – 16/7/2016F1000025
10h30 – Taiko Tenryuu Wadaiko
11h00 – Karen Taira cantora
11h30 – Ricardo Nakase cantor
12h00 – Arte Marcial Instituto Paulo Tsujimoto
12h35 – Taiko Tange Setsuko
13h05 – Marina Kondo cantora
13h50 – Ryu Jackson Murakami cantor
14h00 – Bruno Maessaka cantor
14h00 – abertura oficial no Torii da Liberdade com Carlos Takahashi e cerimônia xintoista com o reverendo Osaka, do Templo Nambei Jingu.
14h15 – Joe Hirata cantor
15h00 – Parada Taikô
15h15 – Awaodori – dança de Tokushima
15h30 – autoridades
16h05 – Dança Hanayagi Kinryuukai

Karen Taira é atração de sábado no Tanabata da Liberdade

Karen Taira é atração de sábado no Tanabata da Liberdade

16h15 – Ginástica Rizumu Taisso ACAL
16h30 – Ginástica Kenko Taisso
16h40 – Dança Tanabata Ondo ACAL
16h45 – Grupo Shinsei ACAL
16h50 – Dança Buyou bu – ACAL
16h55 – Grupo Shinsei ACAL
17h05 – Taikô ACAL
17h25 – Grupo Shinsei e Buyo-bu ACAL
17h35 – Kaori Kaneagae cantora
18h00 – Bruno Maessaka cantor
18h25 – Edson Saito e Banda Yes – 19h encerramento
Domingo 17/7/2016
10h30 – Ikkon Wadaiko
10h55 – Ginástica Rizumu Kenko Taisso ACAL
11h00 – Buyo-bu ACAL
11h05 – ginástica Rizumu Kenko Taisso ACAL
11h15 – Ninjutsu Bujinkan Hattori Hanzo
11h25 – Dança Buyo-bu ACAL
11h35 – Mariko Nakahira cantora japonesa
12h05 – Okinawa Gojuryu Karatê
12h25 – Aikido Maruyama
12h50 – Taiko Mika Youtien
12h15 – Marina Kondo cantora
13h45 – dança tradicional Márcio Galvão e Eduardo Yoshimoto
14h10 – Misa Kamiyama cantora
14h50 – banda Heroes
15h25 – Akemi Matsuda – cantora Kawaii
15h55 – banda Elisios
16h25 – Teddy Shigueyama cantor
17h00 – banda Uchiná
17h35 – banda J-Rox – 18h encerramento.
O palco fica na praça da Liberdade, na saída do metrô Liberdade, mas as ruas Galvao Bueno e dos Estudantes também são parcialmente interditados e enfeitados com o Tanabata. Papéis coloridos são vendidos no local para se pendurar os pedidos.

mar 222016
 

hanamatsuri elefanteA ACAL – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade, em conjunto com a Federação das Escolas Budistas do Brasil, a Associação dos Admiradores do Buda Xaquiamuni e a Aliança Feminina Budista do Brasil, promove o 50º HANAMATSURI, Festa das Flores, comemorando o aniversário do Buda Xaquiamuni, que será realizado na praça da Liberdade, em São Paulo. O Buda estará comemorando 2640 anos de nascimento.

PROGRAMAÇÃO:

De 04 a 08 de abril de 2016 (segunda a sexta-feira), das 10 às 16 horas:
Oferenda de chá adocicado (amachá) nas tendas montadas na praça da Liberdade, abençoando o público presente com a sabedoria de Buda. Grátis!

hanamatsuri 0050Dia 09 de abril de 2016(sábado) – Solenidades:
10h00 – Abertura religiosa com presença de ilustres convidados, autoridades civis e militares.
10h10 – Música.
10h25 – Palavra das autoridades.
10h35 – Música e distribuição de ramalhetes de flores aos convidados.
11h30 – Após a solenidade, o cortejo solene do elefante branco sairá da Praça da Liberdade, acompanhado de fanfarra e de crianças com roupas típicas, de diversas escolas participantes, seguindo pela rua Galvão Bueno, rua Américo de Campos e avenida da Liberdade até o nº 365, sede da ACAL.

Saiba o significado do elefante branco e sobre o Hanamatsuri.

fev 222016
 

yumehina-IÚnica sucessora no mundo do mestre Hoichi Okamoto (Hyakki Dondoro), Michika Iida vem ao Brasil para duas apresentações de seu exclusivo Teatro Yumehina. As apresentações acontecem nos dias 12 e 13 de março, no Teatro FECAP, localizado no bairro da Liberdade, em São Paulo. Com entrada franca, os ingressos deverão ser retirados na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo, com um limite máximo de 2 ingressos por pessoa.
Natural da Província de Kagoshima, no Japão, Michika Iida viu sua vida se transformar ao assistir, em 1997, um documentário sobre o mestre Hoichi Okamoto. Na época, aos 25 anos de idade, era funcionária de uma empresa e morava em Kagoshima.
yumehina-Iida MichikaAssim, naquele mesmo ano ingressou no Hyakki Dondoro e, desde então, seguiu os passos do líder do grupo, Hoichi Okamoto, conhecido por apresentações enérgicas ao manipular bonecos de tamanho natural. Como integrante do grupo, participou da criação das peças e dos bonecos, bem como esteve presente em apresentações em diversos países da Europa e inclusive no Brasil.
De uma das vezes em que esteve no país, em 1996, lembra da descontração e entusiasmo do público. “Foram inesquecíveis a sintonia e o entusiasmo do público perante o ‘amor’ retratado nas peças”, recorda.
Debutou nos palcos em 1998. Em 2000, se apresentou em festivais na França, Itália, Grécia. Em 2001, criou o “Yume Ningyo Hiina” para mostrar seu próprio universo, passando a se apresentar por todo o Japão. Em 2006, já independente do Dondoro, começa a trilhar o seu próprio caminho, conquistando novas fronteiras com a confecção e manipulação de seus próprios bonecos e peças. Sua obra foi apresentada ao público pela primeira vez em Tóquio, em 2008. Apresentou-se nos maiores festivais de teatro de bonecos do Japão, em Nova Iorque (EUA), na Turquia, além de participações em projetos colaborativos de TV, cinema, artes tradicionais e jazz.

yumehina-KazeTeatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Criado na década de 70, no Japão, o Teatro Dondoro, do Mestre Hoichi Okamoro, ou Hyakki Dondoro, traz como principal característica a utilização de bonecos em tamanho natural, que contracenavam com seu criador. “‘Hyakki’, ou espíritos sem limites, representa a ideia de que “o boneco é um recipiente oco que recebe o espírito do ser humano”, afirmava o Mestre Okamoto, diz Michika.
Embora o Japão apresente tradição em teatro de bonecos, Michiko expica as principais diferenças entre sua arte e as demais existentes no país, como o Bunraku.
“O estilo desenvolvido pelo mestre Hoichi Okamoto não pertence a nenhum outro gênero. Por exemplo, enquanto no Bunraku um boneco é manipulado por 3 pessoas, os meus são manipulados apenas por mim. Também no Bunraku, há o boneco, o recitador e o instrumento shamisen. No meu estilo, exceto em obras específicas, não há texto, somente música. Também no meu caso, não exerço somente o papel de manipuladora. Com o uso de máscaras, para que o corpo fique parecido com o boneco, contraceno com o boneco”.
Após anos de estudos e dedicação ao lado de seu grande mestre, a partir de seu falecimento, em 2010, Michika Iida tornou-se a única representante e sucessora do Teatro Dondoro.
Assim, surgiu o Teatro Yumehina, da união das antigas denominações de ‘Sonho’ (Yume) e ‘Bonecos’ (Hina), hoje também chamado de Teatro de Bonecos de Michika Iida. Em suas apresentações, traz expressões cênicas ímpares, a partir da presença de bonecos de tamanho natural confeccionados pela própria artista.
O processo de confecção, explica a artista, é iniciado pela parte da cabeça, o que acaba determinando o tempo de produção, que gira em torno de 2 meses.
“Normalmente utilizo um boneco por peça, mas cada boneco não se limita a uma única peça, pois trabalho novas combinações de cabeça, corpo e figurino, ampliando as possibilidades de variação de personagens”. Seus bonecos ganham vida no palco, bailando e atuando neste universo mágico e misterioso.

Serviço: Teatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Dia 12 de março de 2016 (sábado), às 20h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Kaze (A Deusa do Vento e o Imperador Criança)
Dia 13 de março de 2016 (domingo), às 18h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Keshin (A Encarnação)

Teatro FECAP – Av. Liberdade 532, Liberdade, São Paulo – SP
Duração do espetáculo – aproximadamente 70 minutos – Capacidade – 400 lugares
Recomendado para maiores de 12 anos – Entrada franca
Retirar os ingressos na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo. Máximo de 2 ingressos por pessoa, sujeito à lotação do espaço.
Mais informações: Fundação Japão em São Paulo
Realização: Fundação Japão, Apoio: FECAP – Fundação Álvares Penteado

nov 212015
 
Toyo Awaodori

Awaodori Represa

47° Toyo Matsuri do bairro da Liberdade, nos dias 5 e 6 de dezembro de 2015. Toyo Matsuri é a festa mais antiga realizada no Bairro da Liberdade. Este ano, completando 47 anos ininterruptos, traz, como sempre, atrações de cultura japonesa, como grupos de taikô e de dança folclórica, além de vários e conhecidos cantores. A jovem Karen Taira, além de participar como cantora, atuará como apresentadora, ao lado de uma equipe de apresentadores. No sábado, destaque para o grupo Shinsei ACAL, formado por jovens, que apresenta o yosakoi soran e outras danças rápidas, para o grupo Awaodori Represa, que apresenta a animada dança tradicional de Tokushima, e para a dupla Márcio Galvão e Eduardo Yoshimoto, que mostram a dança tradicional japonesa. No sábado e no domingo, destaque para o performático cantor Ricardo Nakase. Saiba como começou o Toyo Matsuri.

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO – DIA 5/DEZEMBRO/2015
10h30  Taikô Kiendaiko – Taikô – Pista
10h55  Vanilla – Grupo de dança – Palco
11h20  Karen Taira – Cantora – Palco
11h50  Takeshi Nishimura – Cantor – Palco

Grupo Vanila

Grupo Vanila

12h20  Taikô Mika Youtien – Taikô – Palco
12h45  Bruno Maessaka – Cantor – Palco
13h15  Ishin Yosakoi Soran – Grupo de dança – Palco
13h35  Mariana Suzuke – Cantora – Palco
14h05  Taikô Acal – Taikô – Pista
14h20  Kenko Taissô – Ginástica – Pista

Cerimônia Xintoísta no Torii da Rua Galvão Bueno
14h35  Radio Taissô Liberdade – Ginástica – Pista
14h50  Rizumu Taissô – Acal Ginástica/dança – Pista
15h15  Parada Taikô – Taikô – Rua Galvão Bueno até Praça da Liberdade
15h30  Awaodori Represa – Dança folclórica – Pista
15h50  Saudação das Autoridades – Palco
16h15  Odori – Acal – Dança folclórica – Pista
16h25  Kasa Odori – Tottori Kenjinka – Dança folclórica – Pista
16h35  Shinsei Acal – Dança folclórica Jovem – Pista
16h45  Hanayagui Kinryukai – Dança folclórica – Pista
16h55  Odori – Acal – Dança folclórica – Pista
17h05  Shinsei – Acal – Ipê Ondo – Dança folclóric – Pista
17h15  Hanayagui Kinryukai – Dança folclórica – Pista
17h25  Odori – Acal – Dança folclórica – Pista
17h35  Shinsei Acal – Dança folclórica – Pista
17h45  Ricardo Nakase – Cantor – Palco
18h25  Banda Uchiná – Banda – Palco
19h00 – Encerramento

PROGRAMAÇÃO DE DOMINGO – DIA 6/DEZEMBRO/2015toyo 2015
10h30  Tenryuu Wadaiko – Taikô – Palco
10h55  Rizumu Taissô – Acal Ginástica/dança – Palco
11h05  Odori – Acal – Dança Palco
11h15  Rizumu Taissô – Acal Ginástica/dança – Palco
11h25  Odori – Acal – Dança – Palco
11h35  Rizumu Taissô – Acal Ginástica/dança – Palco
11h45  Aikido Maruyama – Artes marciais – Palco
12h10  Tangue Setsuko Taiko Tai – Taikô – Palco
12h35  Okinawa Goju-Ryu Karatê-Do Hozinkai – Artes marciais – Palco
12h55  Associação Bujinkan Hattori Hanzo Ninjutsu – Palco
13h15  Karen Taira, Sayuri Taira e Luiggi Dias – Cantores – Palco
13h55  Requios Geino Dokokai – Taikô – Palco
14h20  Takeshi Nishimura – Cantor – Palco
14h50  Karen Ito – Cantora – Palco
15h20  Márcio Galvão e Eduardo Yoshimoto – Dança folclórica – Palco
15h50  Teddy Shigueyama – Cantor – Palco
16h20  Ricardo Nakase – Cantor – Palco
17h00  Edson Saito e Banda Yes – Banda – Palco
17h40  Banda Elísios – Banda – Palco
18h10  Encerramento

set 302015
 

Hiroshima Kagura foto5O Teatro Kagura nasceu como forma de agradecer aos Deuses pela colheita de arroz no outono. O prato principal do japonês foi sempre o arroz. O povo japonés, desde a antiguidade, acreditava que os alimentos são feitos pela força dos Deuses da Terra, da Água, do Sol, ou seja, da Natureza. E também achava que vários Deuses do Cosmos protegiam o seu povo.

Hiroshima Kagura do JapaoDesde a antiguidade, o Kagura vem assimilando outras culturas e, atualmente, não é apenas o festival de outono oferecido aos Deuses, mas sim, a apresentação de fatos históricos e da mitologia japonesa em forma de artes cênicas. E assim, há cerca de 70 peças diferentes de Kagura e de vários grupos no Japão, mas há uma concentração maior na região de Hiroshima. “Iwami Kagura” é um dos estilos mais populares desse teatro, e cerca de 100 grupos se concentram nessa região de Iwami que fica na divisa entre Shimane e Hiroshima. Para a apresentação, que será única no Brasil, 17 artistas foram selecionados dentre esses grupos. Hoje, o Teatro Kagura, que teve origem rural dentre os produtores de arroz, é considerado patrimônio cultural do Japão e é divulgado no mundo inteiro.

Apresentação única: Dia 25 de outubro de 2015, às 15 horas. ENTRADA FRANCA.

Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa – Bunkyo – Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – São Paulo.

Hiroshima Kagura foto1Distribuição de convites a partir das 13h30 no local (máximo 2 convites por pessoa). O auditório será aberto às 14 horas.

Serão apresentadas duas peças: “Momijigari” e “Yamata no Oroti” (as fotos são dessas duas peças)

Realização: Centro Cultural Hiroshima do Brasil, com patrocínio do Governo da Província de Hiroshima. O evento é realizado como parte das comemorações do 60º aniversário do Centro Cultural Hiroshima do Brasil.