jul 052022
 

Depois de um intervalo de dois anos causado pela pandemia, o tradicional Tanabata Matsuri da Liberdade está de volta, nos dias 9 e 10 de julho de 2022, no horário das 10h30 às 18 horas. O palco principal está instalado na praça da Liberdade, e a praça de alimentação, que já funciona nos finais de semana, foi ampliado para a rua Galvão Bueno, abrigando mais 32 barracas. A promoção é da Associação Cultural e Assistencial da LIberdade (ACAL).

Veja a programação completa:

dez 292020
 

Hyakunin Isshu é uma antologia de poemas curtos “waka”, reunidos pelo poeta Fujiwara no Sadaie (ou Teika), que viveu de 1162 a 1241, e também é o nome de um jogo de baralho “Karuta”, muito popular no Japão. Trata-se de um jogo aparentemente intelectual, onde os participantes procuram entre as cartas o poema que está sendo lido. Atualmente, após o sucesso do mangá “Chihayafuru” de Yuki Suetsugu, depois transformado em animê e mais tarde em filmes para cinema (foto), são os jovens que mais praticam essa modalidade no Japão e no mundo. O jogo de Hyakunin Isshu exige muita velocidade e, por isso mesmo, um bom preparo físico dos participantes.

No Brasil também existem muitos praticantes, e o grupo Meguriai Karuta Kai, de São Paulo, resolveu fazer a cobertura da primeira partida ao vivo, com comentários em português. O evento é presencial e reúne os melhores do mundo e estará acontecendo no Templo Omi Jingu, na província de Shiga, que homenageia o Imperador Tenji (626 a 672). O Imperador Tenji é o autor do primeiro dos 100 poemas que compõem o jogo de Hyakunin Ishuu, e por isso, o Omi Jingu é considerado o santuário de Karuta. O local ficou famoso depois que foi cenário do filme “Chihayafuru”, mas o local sedia há muito mais tempo os tradicionais campeonatos de Karuta.

No dia 8 de janeiro de 2021 (sexta-feira), serão transmitidas pelo Youtube as partidas que decidem os melhores jogadores de karuta do mundo, em que os vencedores recebem o título de Queen e Meijin. As partidas acontecem no formato melhor de cinco (ganha quem vence três). Os membros do Meguriai realizarão a cobertura ao vivo da primeira partida, com chamada no Google Meets por volta das 21h30 (horário a confirmar) para explicar as regras do jogo e esclarecer dúvidas dos participantes. O evento tem previsão de terminar por volta das 23h30, será gratuito e aberto a todos.

A inscrição será realizada mediante preenchimento do formulário: https://forms.gle/HbCRdWxdoYTEwYRK8

Para quem quer entender um pouco mais sobre o jogo antes da transmissão, veja aqui os comentários escritos pelo grupo Meguriai sobre as partidas que definiram os competidores do Campeonato de Queen e Meijin. https://meguriaikai.wordpress.com/2020/11/16/a-partida-do-desafiante-2020-impressoes/

 

ago 312019
 

Quatro associações das províncias da região de Shikoku, ao Sul do Japão, se unem para realizar o tradicional Undokai (leia-se undoukai), gincana poliesportiva, no Colégio Santa Amália, em São Paulo, no dia 15 de setembro, das 9 às 16 horas.  O ingresso é simbólico: R$ 5,00. Não se preocupe com a chuva. O local é coberto!

As atividades físicas e recreativas, na forma de brincadeiras, são para crianças de todas as idades. Que tal corrida de revezamento, ou passar a bola? E a prova de pegar emprestado? De jogar a bola na cesta? Venha reviver esses bons momentos e traga a família toda!

As províncias de Shikoku que organizam o Undokai são: Ehime, Kagawa, Kochi e Tokushima. Haverá no local barracas de alimentos típicos.

“O modelo do atual undoukai foi criado no século XIX, no início da Era Meiji (1868-1912), e embora atualmente a “gincana poliesportiva” seja essencialmente um evento civil e familiar, na origem era uma atividade militar. Registros da Marinha indicam que o primeiro undoukai teria sido realizado em março de 1874, num centro de alojamentos em Tóquio, sob a orientação de um instrutor inglês. Então chamado de “athletic sport”, o dia de competições abrangeu alguns tipos de corridas, arremesso de peso e algumas disputas de caráter mais divertido, como a “perseguição ao porco” (prova na qual vence o rapaz que conseguir pegar apenas com as próprias mãos um estabanado suíno besuntado com banha, que foge de seus perseguidores correndo a esmo), atividade aparentemente associada às festividades de colheita agrícola na Inglaterra. Em 1878, a Escola Agrícola de Sapporo, na província de Hokkaido, promoveu um evento parecido com o “athletic sport” de Tóquio, ao qual se deu o nome de Rikigeikai (reunião de força e arte). Alguns anos depois, em 1885, a Universidade de Tóquio realizou uma competição do tipo, na qual usou-se pela primeira vez a expressão undoukai, que era o nome do Departamento de Esportes da Tōkyō Daigaku, Universidade de Tóquio. Saiba mais sobre Undoukai no nosso link.

Colégio Santa Amália, na Avenida Jabaquara, perto da estação Saúde do metrô. A entrada é pela rua de trás, a Rua Fiação da Saúde, 480.

jun 042019
 

O 20º Bunkasai – Festival da Cultura Japonesa da Associação Ishikawa-ken do Brasil será realizado nos dias 8 e 9 de junho de 2019. Exposição de peças artísticas de professores e alunos dos cursos de aquarela, cerâmica, etegami e ikebana, com venda das peças.

O evento será aberto com a apresentação de canto clássico japonês – Utai, e de Kôto (instrumento musical de cordas japonesa).  No sábado, também teremos a já tradicional venda do Moti (bolinhos de arroz de puro motigomê), além do Karê Rice no almoço, preparado pelo Seinen-bu – departamento jovem.

Serviço:

20º Festival da Cultura Japonesa – Bunkasai da Associação Ishikawa-ken do Brasil

Endereço: Rua Tomás Carvalhal, 184 – Paraíso, São Paulo – (próximo à estação Paraíso do metrô)

Data: 08 e 09 de junho de 2019 – Horário: das 10h às 17h

Workshops gratuitos (vagas limitadas):

Sábado dia 08/06:

11h00 – 17h00: Etegami

13h00 – 14h00: Ikebana

15h00 – 16h00: Aquarela

Domingo dia 09/06:

10h00 – 16h00: Etegami

11h00 – 12h00: Aquarela

14h30 – 15h30: Aquarela

Palestra: Arte e Arquitetura no Japão

Palestrante: Marina Pereira de Lacerda – Domingo às 10h30

Inscreva-se para as oficinas gratuitas pelo telefone: (11) 3884-8698. Participe!

fev 212019
 

Numa época em que ninguém sabia o que era mangá, a não ser os japoneses e os descendentes que dominavam o idioma, um grupo iniciou um trabalho voluntário de divulgação dessa cultura pop como arte japonesa. A Abrademi surgiu da junção da comissão de exposição de quadrinhos e ilustrações da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa (Bunkyo) com a Associação dos Amigos de Mangá, fundada dentro da Universidade de São Paulo pela professora Dra. Sonia Maria Bibe Luyten, a pioneira a tocar nesse assunto nos meios acadêmicos.

Roberto Kussumoto, Kimil Shimizu, José Yukuo Oki, Noriyuki, Roberto Higa e Margarete Shibuya Itai, três anos antes da fundação da Abrademi, na entrada lateral do Bunkyo.

Dubladores: Ulisses Bezerra, Letícia Quinto e Élcio Sodré no MangáCon

Incentivada pelo sr. Masuichi Omi, então presidente do Bunkyo, que via no mangá a facilidade de divulgação da cultura japonesa, a Abrademi começou, em fevereiro de 1984, realizando aulas de desenho e exposições. O mestre Tezuka Osamu, Deus do Mangá, visitou o Brasil no final de setembro daquele ano. Os grandes jornais deram destaque e as suas palestras foram bastante concorridas, assim como os desenhos animados de Tezuka exibidos no MASP. A Abrademi coordenou a parte brasileira dessa exposição no MASP, com artes originais de artistas como Júlio Shimamoto, Eugênio Colonesse, Jorge Kato, Osnei Furtado, Louis Chilson, Jayme Cortez, Cláudio Seto, Roberto Higa, Eduardo Vetillo, Novaes, Paulo Fukue, Watson Portela, Roberto Kussumoto, Seabra, Vilachã, Rodval Matias, Mozart Couto, Gedeone Malagola, Rodolfo Zalla, Flávio Colin, Franco de Rosa, Kimil Shimizu, Michio Yamashita, e muitos outros, além de desenhistas amadores da Abrademi. Na ocasião, Tezuka Osamu ministrou uma aula para a Abrademi, no Bunkyo da Liberdade.

Caravana do Rio coordenada pelo Allen.

A Abrademi publicou fanzines (Clube do Mangá e outros), promoveu debates, e já na década de 1990, começou a organizar eventos de mangá e animê, sendo a MangáCon, a pioneira em eventos desse tipo, com shows de dubladores, cantores, lojinhas, exposição de posters, exibição de vídeos, concurso de cosplay, animê-kê e anime dance. A última MangáCon foi em 2000. Mais sobre a Abrademi.

Dia 17 de março de 2019 – Domingo – Das 10 às 17 horas.

Local: Associação Cultural Mie – Av. Lins de Vasconcelos, 3352 – bem na saída do metrô Vila Mariana. Há estacionamento pago no local. As inscrições são feitas pelo Sympla, pelo link: https://www.sympla.com.br/festa-dos-35-anos-da-abrademi__457100

Será servido um Brunch (Buffet a partir das 12h00) , com: café( doce e amargo)/água mineral com e sem gás/ leite ou chá / 03 tipos de frutas da época (mamão, abacaxi, melão ou melancia)/ mini-croissant recheado de presunto e catupiry ou presunto / mini-gravatinhas( massa folhada) de parmesão e gergelin/ lanches utilizando mini-pão francês com cobertura de parmesão, gergelin, mini-integral recheados com queijo fresco, blanquet de peru, salame e presunto / salgadinhos: mini-esfihas de carne ou calabreza ou queijo, quibe ou risolis misto ou coxinha/ strudel de maçã ou mini-carolinas de chocolate / sucos naturais de laranja, abacaxi/ refrigerantes ( guaraná e cola, nas versões normal e zero e/ou light). E um bolo de aniversário, é claro!

Aula do mestre Tezuka Osamu para a Abrademi em São Paulo. Jo Takanashi traduziu tudo na hora. Jal e Franco de Rosa estão na foto.

 

  • Haverá apresentação de slides com a história da Abrademi.
  • Exibição de videoclipes do AnimeDance e exibição de vídeos históricos, como os momentos marcantes da MangáCon.
  • Recortes de jornais e materiais históricos serão expostos.
  • Haverá um painel na parede para os desenhistas exercitarem sua arte.

    Tezuka Osamu – Ribon no Kishi

  • Exposição Tezuka Osamu – Este ano completam 30 anos sem Tezuka e 35 anos da vinda do Deus do Mangá ao Brasil
  • O desenhista Guilherme Raffide, do álbum “Nikkei” fará retratos em caricatura de mangá dos presentes o desenhista Francisco de Assis fará caricaturas dos presentes (ambos sem cobrar).

     

     

     

  • Bate-papo com o editor, roteirista e desenhista Franco de Rosa e outros profissionais

     

     

  • O desenhista Marco Antonio Cortez estará expondo e vendendo seus trabalhos
  • Show especial do cantor Diogo Miyahara interpretando temas de animê tokusatsu.

– A Abrademi estará colhendo depoimentos para o livro comemorativo que será lançado ainda este ano. Venha participar e compartilhar sua experiência com os amigos e com os demais colegas de outras fases da Abrademi!

Arte de Guilherme Raffide

 

Arte de Francisco de Assis

Franco de Rosa

No valor do ingresso já está incluído o brunch, bem como as bebidas e bolo descritos acima. A Abrademi está custeando a

Arte de Marco Antonio Cortez

locação do salão e os voluntários farão os preparativos, e os participantes só estão pagando o brunch. O INGRESSO será vendido por lotes. O ingresso Antecipado 2 poderá ser adquirido até o dia 12/03/2019. Menores de 10 anos terão desconto na compra antecipada até o dia 12/03/2019. Na porta do evento, o ingresso será vendido sem desconto, ou seja, por R$ 50,00 e R$ 25,00 (menores de 10 anos).

Show Diogo Miyahara na Abrademi

As inscrições são feitas pelo Sympla, pelo link: https://www.sympla.com.br/festa-dos-35-anos-da-abrademi__457100

Venha comemorar conosco neste evento que vai, com certeza, ficar na história!