jul 292015
 

hibiki akito oiranHibiki Family é um grupo formado no Japão, cujos integrantes têm formação em Nihon Buyo (dança japonesa), em instrumentos musicais tradicionais, e em teatro popular japonês. O grupo, que se apresentou no Brasil em 2007 e 2008, na comemoração do Centenário da Imigração Japonesa, volta com o repertório renovado, que mistura o teatro tradicional com bastante humor.
Na apresentação no Bunkyo, Hibiki Family contará com a participação do grupos Yuubi – Japanese Dance Company e Kiraku (de Taikô estilo Sukeroku).
No final de semana, dias 8 e 9 de agosto, Hibiki Family e os dois grupos fazem três apresentações. Sábado às 14h e domingo às 11h e também às 15h.

Show do Hibiki Family, Yuubi Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku
Dias: 8 e 9 de agosto de 2015 – Sábado, às 14h – Domingo, às 11h e às 15h
Local: Grande Auditório do Bunkyo – R. São Joaquim, 381 – Liberdade – São Paulo – SP – (Estação São Joaquim do Metrô)
Convite: R$ 100,00 – Locais de venda: Pontos de Venda: Bunkyo: (11) 3208-1755 – Rua São Joaquim, 381,
Jukunen-kai: (11) 3209-5935 – Rua Siqueira Campos, 134, Restaurante Kidoairaku: (11) 3207-8569 – Rua São Joaquim, 394, e Doceria Segredo dos Doces (Akashiya): Rua Galvão Bueno, 13, Liberdade.

O Hibiki Family fará um jantar beneficente em prol do Hospital Santa Cruz no dia 5 de agosto.
Local: Blue Tree Hotels Premium Morumbi – Av. Roque Petroni Junior, 1000 – São Paulo – SP
Convite: R$ 350,00 – Informações: (11) 5080-2045 / 5080-2352, com Yuli, Juliana e Daniela

hibiki familyHIBIKI FAMILY

HIBIKI AKITO, nascido em Hokkaido (Japão), foi criado no Brasil e a partir dos 6 anos começa a aprender o Nihon buyo, taiko, shamisen e kendo, além de canto. Retorna ao Japão aos 20 anos de idade e entra no grupo de Taishuu Engeki – tradicional teatro popular no Japão. Aos 24 anos, junto com Kazuma e Yuka, cria seu próprio grupo: o Hibiki Family, que neste ano comemora 10 anos.

HIBIKI KAZUMA, nascido em São Paulo, a partir dos 4 anos começa a aprender Nihon Buyo, wadaiko, tsugaru shamisen e kendo. Junto com Akito vai ao Japão e entra no grupo de Taishuu Engeki. Com a criação do Hibiki Family passa a integrar o grupo.

HIBIKI YUKA começou suas atividades com o famoso artista Nakamoto Koji. Junta-se ao Hibiki Family e desde então vem realizando inúmeros shows no Japão.

jul 282015
 

linda sansei 9125_oLinda Sansei (リンダ3世) é um grupo de J-Pop da comunidade brasileira no Japão. Com uma média de 15 anos de idade, todas são estudantes e começaram na província de Gunma. Elas falam português e japonês com fluência, e cantam nos dois idiomas. No início, em 2013, Linda III Sei se apresentava mais em eventos da comunidade brasileira de Gunma, mas agora é convidado de diversos eventos e programas. Por cantarem e dançarem samba, além de músicas próprias no estilo pop, os japoneses começaram a notar o talento dessas jovens. Só neste ano, as meninas já se apresentaram no Festival Brasil 2015, em Tóquio, no Yokohama Kawaii Parade (J-Pop Culture Festival), em Yokohama, no Ashikaga Idol Collection de Tochigi, no Festival de Inverno de Tsumagoi, entre muitos outros eventos.

linda sansei1617_oApesar da agenda cheia, e sem deixar de lado a escola, as meninas do Linda Sansei (leia-se Linda San-sei) aceitaram dar uma entrevista exclusiva para o nosso site. A entrevista está agendada e resolvemos abrir a oportunidade para o público, brasileiro ou japonês, fazer as perguntas. A carioca Mutsumi, as gêmeas paraenses Shiori e Sayuri, e as brasileiras nascidas em Gunma Sakura e Yukaren, esperam a sua pergunta.

Faça você também uma pergunta para o Linda Sansei, que ela será publicada neste site junto com a resposta do grupo (ou da integrante). Perguntas inoportunas ou impróprias serão excluídas, e as semelhantes serão agrupadas.

Envie e-mail para: linda-sansei@culturajaponesa.com.br ou preencha o “Your Comment” abaixo.

Mais informações sobre o grupo? http://linda3.jp/ Há uma página com formulário para quem quiser ingressar no grupo. Se você for brasileira, morar no Japão, e tiver entre 10 e 15 anos, esta pode ser a sua chance!
Veja o último video-clipe de Linda Sansei:

linda sansei5629_o

jul 282015
 

ceramica casarao do cha mogi

A arte da cerâmica se desenvolveu em diversas partes do mundo, inclusive no Japão, onde foram recuperadas peças feitas no período Neolítico (11 mil a.C.). A partir do século IV, o país recebeu grande influência chinesa, porém, criou seu próprio caminho ao valorizar o trabalho de artesãos que criaram métodos próprios de produção da cerâmica. Hoje, existem vários estilos reconhecidos e as peças continuam sendo produzidas manualmente, uma a uma, como objetos de grande valor artístico.

A HISTÓRIA DO TORNO

Os primeiros tornos surgem como meio de facilitar a modelagem da peça, sem a necessidade de o ceramista andar em volta dele.  Provavelmente eram compostas de uma roda pesada que girava entorno de um eixo fixado ao chão, rodada por um bastão. Na etapa seguinte, surgem tornos movidos com o pé, que consiste numa base circular conectada por um eixo a uma roda pesada. Logo, surgem tornos de pé com pedais que facilitaram o trabalho do ceramista. Os tornos sempre foram largamente utilizados no Japão, para fazer todos os tipos de instrumentos domésticos, como vasos, copos e pratos.

Hoje, é mais comum os ceramistas utilizarem tornos elétricos que são movidos por um motor e possuem um pedal para a regulagem da velocidade.

A TÉCNICA

O torno é um importante instrumento do ceramista para a modelagem das peças cerâmicas. A peça é torneada colocando-se a argila macia em cima do disco, no centro do aparelho, molha-se as mãos ou os instrumentos para diminuir o atrito com o barro e, então a argila é afinada e modelada no formato do objeto. O Processo é rápido: em pouco tempo as peças são modeladas.

Nascido em Mogi das Cruzes, filho do ceramista Akinori Nakatani inicia-se na cerâmica aos 15 anos. Em 2008 conclui o curso de Bacharelado em Artes Visuais pela Faculdade Belas Artes e, desde então, dedica-se à pesquisa das possibilidades da cerâmica de Alta Temperatura no seu atelier em Mogi das Cruzes. Foto: Jonny Ueda, Jornal O Diário de Mogi, 2014

Nascido em Mogi das Cruzes, filho do ceramista Akinori Nakatani inicia-se na cerâmica aos 15 anos. Em 2008 conclui o curso de Bacharelado em Artes Visuais pela Faculdade Belas Artes e, desde então, dedica-se à pesquisa das possibilidades da cerâmica de Alta Temperatura no seu atelier em Mogi das Cruzes. Foto: Jonny Ueda, Jornal O Diário de Mogi, 2014

No dia 2 de agosto, domingo, será realizada uma demonstração do uso de torno na cerâmica, pelo artista Yuuki Nakatani, no Casarão do Chá de Mogi das Cruzes. A atividade faz parte do 2º Festival de Cerâmica, com exposição e vendas de 70 ceramistas, área de lazer e área de alimentação com pratos variados e o chá preto, que deu origem ao Casarão de Chá. Aliás, o próprio Casarão, construido pelo japonês Kazuo Hanaoka, em estilo japonês, aproveitando-se as curvaturas próprias das árvores em sua estrutura, já vale o passeio. O Festival de Cerâmica tem entrada franca.

DEMONTRAÇÃO DE TORNO
DATA: 02/08/2015
LOCAL: CASARÃO DO CHÁ
13:00 – INÍCIO DA DEMONSTRAÇÃO
14:00 – TÉRMINO DA DEMOSTRAÇÃO

No mesmo dia, o artista Osvaldo Perez fará demonstração da técnica de Raku Tradicional e de Raku Nu, com queima, das 9 às 15h30. Também será realizada uma oficina de apitos e ocarinas de Mayy Koffler, das 10 às 15h30 (com pausa para almoço). Essa oficina é paga. Informações: acasaraodocha@gmail.comhttp://www.casaraodocha.org.br/

Veja como chegar ao Casarão do Chá, que fica na Estrada Nagao, km 3, bairro Cocuera, Mogi das Cruzes http://casaraodocha.org.br/wp/?page_id=24

ceramica mayy kofflerceramica osvaldo perez

 

jul 212015
 

jica3Funcionários e voluntários, incluindo os ex-bolsistas, estarão fornecendo informações no Festival do Japão sobre as bolsas de estudos para descendentes nikkeis, além de outras da JICA, como a bolsa de mestrado, que está com as inscrições abertas, e a bolsa para estudantes de idioma japonês que tenham entre 12 e 16 anos.

É uma boa oportunidade para saber como é essa experiência, ouvindo diretamente quem participou recentemente.
O estande da JICA estará na Tenda 120 anos, juntamente com a JETRO e Fundação Japão, na praça do Bon Odori, logo depois da catraca de entrada.

18º FESTIVAL DO JAPÃO
24/07/15 – sexta – 12 às 21 horas
25/07/15 – sábado – 10 às 21 horas
26/07/15 – domingo – 10 às 18 horas
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo
Obs. Melhor deixar o carro e pegar metrô. Na estação Jabaquara sai ônibus gratuito para o local. Há voluntários na estação sinalizando o local do ônibus.

Ingressos: R$15,00 (antecipado*) e R$18,00 (no dia) *Veja onde adquirir ingressos antecipados.

jul 212015
 

Comida típica é a principal atração de qualquer “matsuri”, e aqui vai a relação do que estará disponível no 18º Festival do Japão 2015, no São Paulo Expo Imigrantes, em São Paulo. Parte desses pratos só é servido neste evento, pois os ingredientes são trazidos do Japão especialmente para isso. Diferentemente dos anos anteriores, este ano, as barracas de alimentação estarão na área coberta. As barracas seguem a ordem numérica abaixo e ficam nas bordas do salão, , exceto as barracas 38 a 51, que ficam mais no meio, mas todos ficam no fundo a partir da entrada:

1 NAGANO – Nozawana zuke (conserva), pastel, shiitake gohan (risoto de cogumelo shiitake).

2 MIYAGUI – Gyutan (língua de boi assada), kaisen sossu yakissoba (macarrão com molho inglês e frutos do mar), gyoza, harakomeshi (arroz temperado com salmão).

3 GIFU – Shimeji com bacon (cogumelo com bacon grelhado), espetinho de lula, mitarashi dango (espetinho de massa de arroz com feijão doce), ika kushiyaki (lula grelhada), sanmá grelhado, sake, shochu (bebida feita com batata doce).

18 festival do japao yaki nishin4 HOKKAIDO – Yaki nishin (arenque grelhado), yaki ika (lula grelhada), chocolate e fondue de frutas, hijiki okowa, crepe de chocolate.

5 ENKYO PIPA – Yakitori (espetinho de frango), karê (arroz com curry), doces.

6 CHIBA – Yakissoba (macarrão com verdura e carne grelhados), gyoza, sushi, sashimi, hot roll (sushi frito), temaki, harumaki (rolinho primavera), robata yaki (espetinho), udon.

7 KIBO-NO-IÊ – Sonho.

8 KAGOSHIMA – Karukan Manju (doce especial típico da província), satsuma age (massa de peixe prensada e frita), churrasco, oniguiri (bolinho de arroz), anchova grelhada.

9 FUKUOKA – Tonkotsu lamen (macarrão com caldo de carne de porco), yakizakana (peixe grelhado), temaki. – Não abre sexta-feira.

18 festival do japao sanma10 IKOI NO SONO – Teishoku de sanmá (peixe grelhado), yakizakana (anchova grelhada), tonkatsu (milanesa), kakigoori (raspadinha), ichigo daifuku (bolinho de araruta com recheio de morango e feijão azuki), batata louca.

11 TOKYO – Kaminari yakissoba, gyudon (arroz com carne), ebi kushikashi (camarão), yakissoba especial, karaage (frango frito). – Não abre sexta-feira.

12 TOCHIGUI – Yakissoba, gyoza, kanpyo izushi (sushi), amazake (bebida doce à base de sake).

13 NARA – Kaki no hazushi (prato típico da província), okonomiyaki (panqueca japonesa), oshiruko (caldo doce de feijão e mochi).

14 MIYAZAKI – Chicken nanban (frango grelhado – nanban é uma influência européia), café, amazake. – Não abre sexta-feira.

15 NIIGATA – Shiro mochi (bolinho de arroz), sasadango (bolinho típico da província), na mochi, yakisoba, tempurá e sushi.

16 YASSURAGI HOME – Gyoza, cocada, shimeji itame (cogumelo refogado), e temaki.

17 AICHI – Misso kushikatsu, miso nikomi udon, sorvete de matchá (chá verde), inari zushi, e pastel.

18 festival do japao katsuo no tataki18 KOCHIKatsuo no tataki (sashimi levemente grelhado), Tai no mushi (peixe cozido no vapor), sugata zushi (peixe cru com arroz de sushi), yakisoba, tempurá, motiiri udon (macarrão com caldo quente), e sakura mochi (mochi com folha de cerejeira).

19 SAGA – Tempurá de sorvete e pastel.

20 IWATE – Sanriku wakame udon (macarrão com caldo quente), gyoza, korokke bentô (croquete), karê udon.

21 KUMAMOTO – Karashi renkon (raiz de lótus temperada com mostarda japonesa), nikuman (pão chinês), korokke bentô (refeição), ohagui (bolinho de arroz envolto por pasta doce de feijão), kinpirá renkon, brigadeiro de matchá (chá verde), choux cream (doce japonês). – Não abre na sexta-feira.

22 SANTO AMARO – Temaki, yakissoba, takoyaki (bolinho de polvo), tempurá, pastel, suco (natural: laranja/melancia), karaage (frango frito), mochi, e tempurá de sorvete.

23 WAKAYAMA – Kansaifu okonomiyaki (panqueca japonesa).

24 NAGASAKI – Nagasaki udon (macarrão com caldo quente). – Não abre na sexta-feira.

25 YAMANASHI – Houtou (sopa dos samurais), nikuman (pão chinês), karê raisu (arroz com curry), lamen.

26 KODOMO NO SONO – Yakissoba, tempurá, tempurá especial.

27 EHIME – Udon, gyoza, taruto (torta rocambole), sakepirinha (bebida doce de sake), e sakê. – Não abre sexta-feira.

28-YAMAGUCHI – Ichigo daifuku (massa de araruta com recheio de morango e feijão doce), bari bari soba (yakisoba crocante), choshu tempurá. – Não abre sexta-feira.

29 SHIGA – Niku udon (macarrão com carne e caldo quente), gyoza, tokusen karê (arroz com curry especial).

30 GUNMA – Kakiage ebi tempurá (tempurá de camarão), bentô.

31 FUKUSHIMA – Kitakata lamen (lamen típico da província), oniguiri (bolinho de arroz), gyoza, shiitake sanduíche, gelatina de café. – Não abre sexta-feira.

32 FUKUI – Etizen oroshi soba (macarrão típico de trigo sarraceno), teppan yakissoba (grelhado), tempurá, e lamén. – Não abre sexta-feira.

33 HIROSHIMA – Hiroshimafu okonomiyaki (panqueca japonesa). – Não abre sexta-feira.

34 TOYAMA – Sukiyakidon (sukiyaki com arroz), tempurá, korokke (croquete), misoshiru, annin dofu (doce japonês).

35 OSAKA – Kansaifu yakissoba, naniwa udon (macarrão com caldo quente), bentô.

36 OKINAWA – Soba de Okinawa (macarrão com caldo quente), sata andagui (bolinho de chuva típico da província), pastel, yakisoba, shimeji batayaki, yakitori, ebi kushiyaki, temaki.

18 festival do japao sanuki udon37 KAGAWA – Sanuki udon (comida típica da província).

38 AOMORI – Maçã, ringo juice (suco de maçã), produtos de maçã.

39 TOKUSHIMA – Oniguiri (bolinho de arroz), takoyaki (bolinho de polvo).

40 MIE – Ichigo daifuku (massa de araruta recheada com morango e feijão doce), pastel (não é qualquer pastel, é da Yokoyama), pizza, bentô.

41 YAMAGATA – Temaki, nigiri zushi, bentô, gyoza.

42 AKITA – Kiritampo (cozido típico de Akita à base de caldo e carne de galinha, vegetais e cogumelos, com fatias de massa de arroz assadas na brasa), Chicken Katsu (espeto empanado crocante de frango com tempero oriental), Sakura Moti (doce típico à base de arroz moti e feijão azuki envolto em folhas de cerejeira), Sake importado de Akita ( em doses e em garrafas), Sakepirinha (coquetel à base de sake e frutas diversas)

43 KANAGAWA – Chuka manju (doce típico). – Não abre sexta-feira.

44 CARMO SAKURA – Sakura mochi (doce de feijão com folhas de sakura), bentô.

45 OITA – Dango jiru (caldo especial de macarrão da província), tori meshi (risoto de frango), gyu tataki (carne levemente grelhada), habucha (chá), hoshigaki (caqui seco).

46 OKAYAMA – Matsuri sushi (prato típico da província), kibi dango (doce de arroz típico da província), temaki, hiyashi udon.

18 Festival do Japao sakura mochi47 ISHIKAWASakura mochi (doce de feijão com folhas de sakura – essas foram colhidas nos melhores pés de sakurá de Ishikawa!), sanshoku ohagi (doce com feijão), Hijiki okowa (arroz temperado com alga hijiki), kare (arroz com curry).

48 SHIZUOKA – Sukiyaki don (carne e verdura grelhados com arroz). – Não abre sexta-feira.

49 SAITAMA – karepan (pão com curry), produtos de Saitama.

50 HYOGO – Temaki, chá (chá da província), lamen, bolo chiffon.

51 TOTTORI – Daisen okowa (arroz temperado – prato típico da província), wagyu gyudon (arroz com carne temperada – wagyu é aquela carne macia).

18º FESTIVAL DO JAPÃO
24/07/15 – sexta – 12 às 21 horas
25/07/15 – sábado – 10 às 21 horas
26/07/15 – domingo – 10 às 18 horas
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo

Ingressos: R$15,00 (antecipado*) e R$18,00 (no dia) *Ingressos antecipados pelo site e/ou Facebook (http://loja.likestore.com.br/festivaldojapao)

jul 062015
 

A 29ª Festa da Cerejeira de Garça foi realizada nos dias 3, 4 e 5 de julho de 2015, e alcançou pleno sucesso. A chuva, mais pesada nos dois primeiros dias do evento, não chegou a atrapalhar a programação, que transcorreu sem atrasos. No domingo, com menos chuva, mas ainda frio, o público lotou todas as áreas do parque e as barracas estiveram bem movimentadas. As fotos são de sábado e domingo. Alguns shows diurnos e os shows noturnos das bandas Gaijin Sentai, Homem de Lata, Phoma e Brasil 2000 não foram fotografados.