fev 252015
 

NampoKurachi0051Com muito pesar, comunicamos o falecimento de Sanshi Kurachi, conhecido também como Nampo Kurachi, nome que recebeu como mestre de shodô, a arte da caligrafia japonesa. O falecimento ocorreu na noite do dia 22 de fevereiro de 2015, em São Paulo, no Hospital de Sapopemba, onde ficou internado por 25 dias.

Um dos fundadores da Shodo Aikokai do Brasil, Nampo Kurachi rapidamente se destacou como um reconhecido calígrafo. Na primeira participação do grupo brasileiro no concurso da associação japonesa Hokushin, em 1981, Kurachi surpreendentemente viu seu trabalho ser publicado com destaque, obtendo o nível 10, que é o primeiro degrau por onde passam todos os artistas da caligrafia japonesa. Depois, galgando um a um todos os níveis, chegou ao nível 1, para finalmente, obter o 1º grau. Os graus são méritos concedidos apenas a aqueles que passaram por todos os níveis inferiores, e são em ordem crescente.

Nampo Kurachi chegou ao 5º grau nessa escala hierárquica, quando prestou exame e foi aprovado como professor (kyoushi), um dos poucos no Brasil.

O mestre Kurachi nasceu em 1921, e chegou ao Brasil em 1934, trabalhando primeiro no campo, e depois na tinturaria. Grande apreciador da música, dirigiu a Aozora, uma banda que animava bailes e festas nos anos 60 e 70. Os ensaios da banda aconteciam aos domingos na sala da residência dele, que ficava na Avenida Itaboraí, no Bosque da Saude. Foi também jurado de muitos concursos de música japonesa, ainda na fase anterior ao do karaokê, quando os concursos eram chamados de “nodojiman”.

Com sua calma oriental e budista (todos os anos, há décadas, ele reservou a manhã do primeiro dia do ano para ir ao seu templo NIshi Hongwanji, da Praça da Árvore, em São Paulo, e rezar pela paz no mundo), e sua grande vontade de cultivar a arte, Nampo Kurachi não aparentava a idade que tinha. Lecionou shodô na Aliança Cultural Brasil-Japão, na Associação da Província de Aichi, e na Escola Oshiman, todas em São Paulo. Ele continuou, até os últimos momentos, preocupado com as suas obrigações como professor da Aliança Cultural, onde ministrava aulas às quartas.

Bastante reconhecido no meio artístico, Nampo Kurachi apareceu com freqüência dando entrevistas para revistas e jornais, e também para programas de TV, como o Fantástico, da Globo.

A missa do Sétimo Dia de Sanshi Kurachi será realizada no templo budista Honpa Honganji do Brasil (Nishi Honganji), na rua Changuá, 108, perto do metrô Praça da Árvore, em São Paulo, no sábado, dia 28/02/2015, às 15 horas.

Mais sobre a história do Shodô e Shodô no Brasil: veja nosso link

  One Response to “Nampo Kurachi, o mestre do Shodô”

  1. O mestre Nanpo Kurachi foi um grande artista, viveu tranquilo, deixou alguns discípulos e uma infinidade de shodôs perfeitos. Ele gostava de ensinar. Agora, ele deve estar no céu divulgando e ensinando a sua arte. Agradeço a todos que enviaram mensagens de apoio à família nessa hora difícil.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)