fev 202013
 

Inauguração do Cine Niterói na Rua Galvão Bueno

O site começou em novembro de 2012 e este é o nosso post de número 100. Para celebrar esse marco, resolvemos homenagear o Cine Niterói, fundado em 1953, que foi uma referência dentro da comunidade nipo-brasileira. Além da sala de cinema de dois andares, com assentos para 1.500 pessoas, o empreendimento contava com um restaurante no primeiro andar; um hotel nos dois andares seguintes, e um salão de festas no último pavimento. Era um empreendimento que certamente encheu de orgulho, não só a família Tanaka, dona do negócio, como também toda comunidade japonesa, que saía da triste situação do pós-guerra, quando o seu país foi derrotado. O primeiro filme exibido foi “Genji Monogatari”, traduzido como “Os Amores de Genji”. Todos os filmes eram legendados e toda segunda-feira entrava um novo filme no projetor. 20 mil pessoas passavam pela sala todas as semanas. Ao contemplar a alegria dos japoneses que lotavam sua casa, Yoshikazu Tanaka resolveu ser ainda mais ousado para dar ainda mais alegria ao seu público: foi ao Japão buscar os protagonistas dos filmes para se apresentarem na estréia das películas. Isso aconteceu várias vezes, e um dos convidados foi Koji Tsuruta, um galã na época. Nessas ocasiões, o convidado se hospedava no hotel da família, e as recepções aconteciam na ampla sala da casa de Susumu Tanaka (irmão de Yoshikazu). Sua filha, Zelinda, ainda se lembra dessas festas, quando a sua casa ficava cheia de destacadas personalidades da época.

Cine Niterói na Rua Barão de Iguape com a Av. Liberdade

Com o sucesso do Niterói, mais três salas surgiram no mesmo bairro para atender ao público nipo-brasileiro. Muitos filhos de agricultores vinham para estudar e trabalhar em São Paulo, tendo como referência essas salas. Surgiram várias pensões e restaurantes. E com isso, a Liberdade acabou se tornando o “bairro japonês”.
Outros cines que se especializaram em filmes japoneses: Tokyo (fundado em 1954 na Rua São Joaquim – depois recebeu o nome de Cine Álamo, e hoje é uma igreja evangélica), Jóia (fundado em 1958, no final teve o nome de Shochiku na praça Carlos Gomes – hoje é uma igreja evangélica), Nippon (fundado em 1959 na rua Santa Luzia – hoje é sede da Associação Aichi Kenjin). A primeira sede do Cine Niterói foi derrubada para a construção da Avenida Radial Leste-Oeste, e a segunda e última ficava na esquina da Av. Liberdade com a Rua Barão de Iguape. Cada cinema representava uma grande companhia japonesa. Tokyo exibia filmes da Nikkatsu, Niterói da Toei, Nippon da Shochiku, e Jóia da Toho.
Matéria mais completa sobre o Cine Niterói está no site: imigracaojaponesa.com.br

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)