mar 302015
 

miss universe japan2015Nunca o concurso para a Miss Japão deu tanto o que falar.
No dia 12 de março de 2015, a representante de Nagasaki, Ariana Miyamoto, venceu o concurso Miss Japan em Tóquio, competindo com outras 44 finalistas japonesas. A vitória de Ariana iniciou uma controvérsia estética. Miyamoto, de 20 anos, é a primeira Miss Japan “haafu” (do inglês “half”, meio), como os japoneses se referem aos mestiços, os miscigenados.
Linda, alta, de olhos puxados, pelo nome e pelo tipo físico, Ariana Miyamoto até poderia ser nipo-brasileira. Nascida no Japão, filha de mãe japonesa e pai afro-americano, a escolha de Ariana como Miss Universe Japan foi certamente uma quebra de preconceitos e o reconhecimento dos mestiços na sociedade japonesa. Ariana nasceu na cidade de Sasebo, na província de Nagasaki, e lá cursou o ensino fundamental. Depois, fez o colegial nos Estados Unidos, mas reside no Japão. Ela tem habilitação para pilotar motos de grande porte e tem 5º dan de Shodô, caligrafia japonesa.

A miscigenação em todas as sociedades globalizadas é um fenômeno relativamente recente. No Japão, sociedade culturalmente fundada em estéticas e características seculares, a aceitação e convívio com os “haafu” ainda é um desafio para muitos. Infelizmente, Ariana se tornou centro de uma polêmica no Japão, sendo criticada  ser “pouco japonesa” e não representar a “típica beleza japonesa”, caracterizada por olhos mais puxados e pele branca.
Apesar da controvérsia, que ganhou destaque na imprensa internacional, o reinado da Miss Japan 2015 já começou em preparação para o próximo concurso Miss Universe, que ocorrerá em janeiro de 2016. Se ao ser eleita Miss Japan Ariana Miyamoto dividiu opiniões, caso seja escolhida Miss Universe ela fará história e abrirá portas para outras mestiças.

Veja muitas outras fotos da Miss Japan Ariana Miyamoto na página do facebook dela.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)