ago 312015
 

Hiroshima livroNo dia 6 de agosto de 1945 Hiroshima sucumbiu diante do poder de destruição da bomba atômica. Foram mais de 140 mil mortos pela explosão e pelas consequências da radiação.
Em 2015 completam-se 70 anos dessa tragédia que jamais deve ser esquecida para que o ser humano não cometa o mesmo erro. Conhecer melhor essa história nos faz refletir sobre o uso indiscriminado das armas de grande poder de destruição e os perigos da energia nuclear, que pode devastar a vida de milhares de pessoas.
Os hibakushas, nome dado aos sobreviventes, viveram anos de medos e incertezas.
Takashi Morita que era policial do Batalhão Especial do Exército Imperial do Japão, estava na rua a 1.300 metros da explosão. Kunihiko Bonkohara foi salvo pelo pai aos 5 anos de idade. Junko Watanabe foi atingida pela chuva negra quando criança e só soube que era sobrevivente aos 38 anos. Tae Il Bae, coreano nascido no Japão, sobreviveu à radiação e à Guerra da Coreia. Em busca de paz e esperança vieram para o Brasil.
Baseado no depoimento desses sobreviventes o livro conta a incrível e emocionante jornada vivida por eles.

Lançamento do Livro – “Adeus, Hiroshima – Sobreviventes da bomba recomeçam a vida no Brasil”.
Sessão de autógrafos com a autora Denise Bertola, que morou no Japão e é jornalista do jornal Asahi Shimbun no Brasil. Haverá a presença de representantes da Associação Hibakusha Brasil pela Paz e do Secretário Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o ex-senador Eduardo Suplicy.

Quarta-feira, 02 de Setembro de 2015 – 20:30 – Espaço Exposição – LIVRARIA CULTURA – BOURBON SHOPPING SÃO PAULO – Rua Palestra Itália, 500 – Piso 3 – Loja 211 – São Paulo – SP

ago 052014
 

expo hiroshima nagasaki campinasA Associação Paulista de Medicina (APM), a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas e o Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas promovem, em 8 de agosto de 2014, às 20h, a cerimônia de abertura da exposição “Hiroshima e Nagasaki: um agosto para nunca esquecer!”.

O evento, com entrada gratuita, já está aberto ao público desde o dia 4 de agosto, e ficará em cartaz até 16 de agosto, na sede da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, localizada na região central da cidade.

Todo o material da mostra veio diretamente do Japão, por intermédio da Associação Médica de Hiroshima. São 30 pôsteres com imagens e textos informativos e cinco DVDs que reúnem testemunhos dos sobreviventes, documentários e animações japonesas.

Hiroshima e Nagasaki

O lançamento das bombas atômicas nas cidades de Hiroshima e Nagasaki ocorreu no final da Segunda Guerra Mundial, em 6 e 9 de agosto de 1945, respectivamente. Estima-se que 220 mil pessoas foram mortas nos ataques, e outros milhares sofreram graves sequelas pela exposição à radiação.

A tragédia guardou histórias simbólicas como a da menina Sadako Sasaki, que é retratada na exposição. Personagem da luta pela paz, ela tinha dois anos de idade na época do ataque. Devido à radiação teve leucemia, e após compreender que a doença fora causada pela guerra, passou a dobrar origamis de Tsuru (pássaro da paz) em manifestações públicas por sua saúde e pela paz.

Segundo o curador da exposição dr. Ruy Tanigawa, secretário-geral da Associação Paulista de Medicina, a mostra busca exibir as consequências da arma nuclear, mostrando para o público seus efeitos impactantes no Japão e no mundo, e a importância em relação à paz. “A exposição será direcionada principalmente aos mais jovens, no sentido de promover uma ação educativa pela paz entre os povos”. Mais informações pelo telefone (11) 3188-4304 ou pinacoteca@apm.org.br.

“Hiroshima e Nagasaki: um agosto para nunca esquecer”
Cerimônia de abertura: 8 de agosto de 2014, às 20h
Exposição: de 4 a 16 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h
Local: Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas
Endereço: Rua Delfino Cintra, 63, Centro, Campinas/SP
Informações e agendamento de grupos: (19) 3231-2811 ou eventos@smcc.com.br

Veja a matéria completa sobre a bomba de Hiroshima e as fotos da época.