jul 042016
 
A Fundação Japão traz duas atrações internacional de grande prestígio em todo o mundo. A dupla de street dance japonesa Hilty & Bosch se apresentará pela primeira vez no país nos dias 9 e 10 de julho, no Festival do Japão. No evento, realizado no São Paulo Expo Exibition & Convention Center, os dançarinos se apresentarão no Palco Principal ao som do beatboxer e multivocalista japonês Reatmo.
Já no dia 12 de julho, às 19h30, haverá uma nova performance da dupla, com a participação especial do grupo brasileiro Cia. Discípulos do Ritmo, que fará a abertura do espetáculo. Aberto ao público e com entrada gratuita, a apresentação acontece no Auditório MASP Unilever, e novamente contará com o som de Reatmo.

 
HILTY & BOSCH
Hilty & Bosch é dupla de dança japonesa que vem se apresentando em todo o mundo, surpreendendo pela sincronicidade e leveza de movimentos, mesmo com toda a energia e dinamismo em palco. Formada pelos japoneses YOU e JIN, a dupla tem se tornado cada vez mais popular internacionalmente.
Enquanto YOU traz para a dupla a sensibilidade natural para a música e movimentos versáteis de improviso, JIN é velocidade, potência e movimentos acrobáticos incríveis. Ambos vencedores de diversos campeonatos e batalhas de dança, juntos o sucesso é ainda maior. Somente no YouTube, seus vídeos já somam mais de 20 milhões de acessos.
Com performances já realizadas em mais de 30 países e 150 grandes cidades, dos cinco continentes, a participação da dupla também é bastante requisitada em workshops, programas de TV, concursos de dança, comerciais de TV, desfiles de moda e muito mais.
REATMO
O beatboxer e multivocalista japonês vêm ganhando reputação mundialmente por sua presença viva e dinâmica. Com um equipamento básico, que inclui o software de produção Ableton Live, o aplicativo Lemur em seu iPad e um teclado controlador Korg MIDI, ele é capaz de criar e manipular infinitas variações musicais a partir de sons emitidos exclusivamente por sua boca.
Já aos 19 anos de idade, Reatmo venceu o Beatbox Battle Championship, em Boston, nos Estados Unidos. Desde então, segue aperfeiçoando sua técnica e suas habilidades e incorporando novas tecnologias. Hoje, suas apresentações são incríveis experiências audiovisuais.
Entre os admiradores do beatboxer está o grupo Maroon 5, que entrou em contato com Reatmo após assistir aos covers de suas músicas disponíveis Youtube.
CIA. DISCÍPULOS DO RITMO
Para abrir a apresentação de 12 de julho, no Auditório MASP Unilever, uma atração promete levantar o público de São Paulo. Com o espetáculo “Tá Limpo!”, a Cia. Discípulos do Ritmo traz ao palco o resultado do intercâmbio cultural entre o Brasil e Alemanha, com coreografia e concepção musical do alemão Storm. Nesta grande surpresa, integrantes da Cia. revelam o resultado de uma trilha musical em uma empresa de limpeza com seis faxineiros dançarinos.
mar 102016
 

Charaku-Sanshotei-Michyo-Kagami-e-Hanna-HayashiyaO Hospital Santa Cruz promove uma sessão gratuita de teatro clássico japonês de variedades. O evento será composto por apresentação de Daikagura (arte japonesa tradicional de malabarismo), Kamikiri (arte japonesa de cortar papel) e o tradicional Rakugo (popular arte japonesa de contar histórias).
No dia 17 de março, quinta, o espetáculo ocorre no Hotel Blue Tree Morumbi, às 20h30.
No dia 18, a apresentação acontece no salão nobre da Faculdade de Direito da USP, a partir das 10h30.
A técnica do corte de papel será apresentada pela Hana Hayashiya, cuja especialidade é retratar silhuetas humanas, animais, signos do zodíaco chinês, símbolos de sorte e cenas tradicionais japonesas. Hana já se apresentou em Paris e Taiwan.
A sessão de Rakugo será feita por Charaku Sanshotei, que tem mais de 50 anos de experiência. Durante a apresentação, o artista se senta em uma pequena almofada e entretém a plateia contando histórias cômicas, fazendo o papel de narrador e de outras personagens, utilizando-se de mímica e de diversos adereços. Charaku tem em seu repertório mais de 100 histórias.
O malabarismo ficará a cargo de Michiyo Kagami, artista formada no Centro de Treinamento em Artes Tradicionais Japonesas do Teatro Nacional, onde, além do Daikagura, aprendeu a tocar instrumentos como tambor, flauta e shamisen, um instrumento de corda. Michiyo iniciou sua carreira em 2011 e se apresenta no Japão e no exterior.
Os interessados podem fazer suas reservas ligando no (11) 5080-2141. As vagas são limitadas.

SERVIÇO
Teatro Clássico Japonês de Variedades
Data: 17 de março – Hora: 20h30
Local: Blue Tree Morumbi (Av. Roque Petroni Junior, 1000 – São Paulo/SP)
Mais informações: (11) 5080-2141 – tratar com Mariangela ou Juliana
Data: 18 de março – Hora: 10h30
Faculdade de Direito da USP – Largo São Francisco, Centro

O mesmo espetáculo será apresentado no Rio de Janeiro, na Sala Cecília Meirelles (Rua da Lapa, 47 – Lapa), no dia 16 de março, às 20 horas.

mar 012016
 
linda sansei1617_o

A partir da esquerda: Sayuri, Yukaren, Mutsumi, Sakura e Shiori – Linda Sansei

O grupo de J-Pop formada por brasileiras está com a agenda lotada. Mesmo assim, entre um ensaio e outro, conseguiram tempo para responder às perguntas de fãs coletadas pelo site CulturaJaponesa.

Maria Lamezon: Vocês já pensaram em fazer um blog/ameblo? Seria muito legal saber mais sobre o dia a dia de vocês, os treinos e tal.
O que ser uma Idol significa pra vocês? E, se vocês não fossem idols, o que gostariam de fazer? Gosto muito do grupo, continuem se esforçando.

(Mutsumi) Nós gostaríamos de fazer sim um blog, mas agora está um pouco difícil porque estudamos todas em período integral, e ainda temos os ensaios, shows, gravações e a preparação para tudo isso, por isso fica um pouco difícil.

(Todas) Para nós, ser idol significa um sonho realizado!

(Sayuri) Se não fosse idol eu gostaria de ser modelo.

Diego Agnelo: Qual a musica brasileira favorita de vocês?

(Mutsumi) Mas Que Nada, do Jorge Ben Jor, que está no nosso disco.

Lucas Falzoni: Sayuri e Shiori – quando vocês acordam estão mais parecidas?

(Shiori) Antes de fazer maquiagem e descabeladas, acho que a gente se parece mais rs.

Artur Daniel: Vocês têm vontade de se apresentar no Brasil um dia? Qual o maior sonho de vocês? Sou muito fã de vocês, beijos e continuem sendo o meu grupo de J-Pop favorito.

(Mutsumi) Obrigada! O nosso maior sonho é poder fazer uma apresentação no Brasil, um dia!

Iohana Araújo: Olá, meninas. Eu acompanho o grupo desde a sua estreia e fiquei um pouco afetada com a saída da Naomi. Gostaria de saber como vocês lidaram com isso e também saber um pouco sobre a nova integrante. Também gostaria de saber se vocês pretendem voltar com o ‘Viva Linda Sansei’.

(Mutsumi) No começo foi bem difícil para nos acostumarmos com a saída da Naomi, porque tínhamos laços de amizade muito fortes com ela. Mas como o grupo não podia parar, nos esforçamos para seguir em frente.

(Sakura) Quando entrou como estagiária a Yukaren era bem tímida e quase não conversava com a gente. Mas por ela ser bem esforçada e carismática, tornou-se membro do grupo e hoje é querida por todas nós, e pelos fãs também.

(Sayuri) Como agora temos os 3 canais no YouTube, com 3 vídeos novos toda semana, não temos previsão de voltar com o‘Viva Linda Sansei’

Bryan Cristofer: Vocês pretendem vir ao Brasil em breve? Como tem sido para vocês morar no Japão, foi difícil se adaptar, ser aceitas? Como foi tudo? Obrigado, beijosss, amo vocês meninas.

(Sakura) O primeiro ano na escola foi o mais difícil, acho que para as outras meninas também foi igual. Porque eu não sabia falar japonês, nem segurar o hashi direito nas refeições, não queria ir para a escola mais. Mas agora eu tenho amigas japonesas também e ir para a escola é muito divertido!

浩二:日本の普通の高校通っているのですか。日本人の同級生と友達に成れましたか。

(Yukaren) サユリとシオリは普通の高校で私、ムツミとサクラは普通の中学校です。日本人の友達と一緒にいるとすごく楽しいです。日本語や日本のことについて色々教えてくれます。

Rafael Moreira Haubrich: O que o público aí do Japão acha de brasileiras em um grupo de j-pop? Eles gostaram tanto quanto nós brasileiros gostamos?

(Shiori) Eles gostam porque acham exótico, diferente de tantos grupos que existem no Japão, tanto pelo nosso visual quanto pela “ginga” brasileira.

Fatima Syllen: Oiii vocês são muito lindas quando vocês virão para o Brasil?

(Sakura) Oi! Como frequentamos a escola japonesa, nós só nos apresentamos aos fins de semana no Japão, mas queremos muito nos apresentar um dia no Brasil, quem sabe num período de férias!

Domingos Adriano: Olá Meninas? Gostei muito de Vocês, até porque são Linda. Espero poder conhecer-vos uma por uma.

(Mutsumi) Obrigada!! Nós queremos muito também um dia conhecer todos do Brasil que tem nos apoiado!

Maria Paula: Muitos grupos idols têm cores definidas para seus integrantes, Linda Sansei tem isso? Se sim, qual a cor de cada uma?
E quais são seus cantores (brasileiros ou não) favoritos?

(Sayuri) Como nós somos brasileiras, usamos muito as cores do Brasil em algumas das fantasias, mas não há uma cor definida para cada membro.  Nossos artistas preferidos são BTS (K-POP Sayuri & Shiori), Momoiro Clover Z (Sakura), E-girls (Yukaren), Ariana Grande (Mutsumi).

Camila Pontes: Como vocês lidam com o fato de serem brasileiras (ou terem origem brasileira) e trabalharem no mercado japonês competindo com japoneses? Vocês já se sentiram em um nível inferior aos grupos idols japoneses de sucesso como AKB48 ou Morning Musume’15?

(Mutsumi) Os grupos AKB48 e Morning Musume são uns dos maiores e mais famosos do Japão, têm melhor preparação e produção, e com certeza são superiores. Em relação aos outros grupos menores, nos sentimos inferiores na questão da comunicação com os fãs japoneses, já que as outras idols fazem isso muito bem. Mas continuaremos treinando para melhorar e nos comunicar cada vez melhor com nossos fãs.

Cintia Welp Albuquerque: Olá, sou professora de uma escola tradicional aqui da minha cidade, uma escola centenária e com mais de 3000 alunos. Dou aula para 22 crianças de 5 anos e estamos estudando sobre crianças de diferentes culturas. Para entendermos seus costumes, brincadeiras e maneiras de viver. Gostaria de saber se poderíamos marcar uma troca virtual através de vídeo com transmissão simultânea para que as crianças conheçam o trabalho de vocês. E que vocês possam enriquecer nosso projeto sobre o Japão.

(Shiori) Olá! É um projeto muito bacana, gostaríamos muito de participar! Mas a dificuldade está no fato de que nós estudamos em período integral e só nos reunimos aos fins de semana para eventos e ensaios, já que cada uma mora em cidade diferente.

Palloms Bia: Qual o grupo de J-pop vocês gostam mais? Qual grupo de J-pop que inspiram vocês?

Fairies (Sayuri, Shiori, Mutsumi), Momoiro Clover z (Sakura), E-girls (Yukaren)

Rafa Blues: Como se adaptaram no Japão?

(Sayuri) No começo tudo era estranho e diferente do que estávamos acostumadas, mas os japoneses são muito atenciosos e pacientes. Os amiguinhos da escola e os professores nos ensinaram muitas coisas, e como viemos para o Japão ainda muito crianças, foi mais fácil para nos adaptarmos.

西村真紀:学校でクラブ活動していますか。それぞれ興味は別ですか。これからも頑張ってください。

(Shiori) 私とサユリはダンス部に入りました。メンバー全員の趣味はダンス、ファッション、音楽です!

Tiemi Takechi: Como é o nome dos fãs ou do fandom do Linda Sansei? Como vocês fazem para saber quem é a Sayuri e quem é a Shiori? Vocês têm regras como integrantes do Linda Sansei? O que vocês estariam fazendo hoje se não tivessem formado o grupo? Beijos ao Linda Sansei e muito sucesso.

(Mutsumi) Nós chamamos nossos fãs de Lindinhos e Lindinhas! Se observar bem, a Sayuri e a Shiori têm os rostos um pouco diferentes, mas aqui vai uma dica fácil: a Sayuri tem uma covinha (covona enorme) na bochecha direita, e a Shiori tem uma pinta na bochecha esquerda. Nós temos várias regras no grupo, como por exemplo não poder namorar, não cortar o cabelo sem autorização, se bronzear (porque no Japão o bonito é ser branquinha), postar em redes sociais, horários etc. Se nós não fôssemos idols, talvez hoje estaríamos só estudando, como garotas normais. Na verdade é bem puxado estudar e levar a carreira, não sobra tempo nenhum pra passear com as amigas da escola. Mas nós somos muito amigas no grupo e amamos o que fazemos! Muito obrigada!

Linda Sansei (リンダ3世) é um grupo de J-Pop da comunidade brasileira no Japão. Com uma média de 15 anos de idade, todas são estudantes e começaram na província de Gunma. Elas falam português e japonês com fluência, e cantam nos dois idiomas. No início, em 2013, Linda III Sei se apresentava mais em eventos da comunidade brasileira de Gunma, mas agora é convidado de diversos eventos e programas. Por cantarem e dançarem samba, além de músicas próprias no estilo pop, os japoneses começaram a notar o talento dessas jovens. No último ano, as meninas se apresentaram no Festival Brasil 2015, em Tóquio, no Yokohama Kawaii Parade (J-Pop Culture Festival), em Yokohama, no Ashikaga Idol Collection de Tochigi, no Festival de Inverno de Tsumagoi, Busta Times in Shinjuku Marz, Carnaval de Oizumi 2016, Club Voice Mito de Ibaraki, entre muitos outros eventos.

Veja o site oficial de Linda Sansei: http://linda3.jp/  A página no facebook

群馬県の日系ブラジル人コミュニティより、2013年に結成された平均年齢15歳の5人組ブラジリアンガールズユニット。
全員学生であるため休日を中心に群馬県を拠点に活動中。

fev 222016
 

yumehina-IÚnica sucessora no mundo do mestre Hoichi Okamoto (Hyakki Dondoro), Michika Iida vem ao Brasil para duas apresentações de seu exclusivo Teatro Yumehina. As apresentações acontecem nos dias 12 e 13 de março, no Teatro FECAP, localizado no bairro da Liberdade, em São Paulo. Com entrada franca, os ingressos deverão ser retirados na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo, com um limite máximo de 2 ingressos por pessoa.
Natural da Província de Kagoshima, no Japão, Michika Iida viu sua vida se transformar ao assistir, em 1997, um documentário sobre o mestre Hoichi Okamoto. Na época, aos 25 anos de idade, era funcionária de uma empresa e morava em Kagoshima.
yumehina-Iida MichikaAssim, naquele mesmo ano ingressou no Hyakki Dondoro e, desde então, seguiu os passos do líder do grupo, Hoichi Okamoto, conhecido por apresentações enérgicas ao manipular bonecos de tamanho natural. Como integrante do grupo, participou da criação das peças e dos bonecos, bem como esteve presente em apresentações em diversos países da Europa e inclusive no Brasil.
De uma das vezes em que esteve no país, em 1996, lembra da descontração e entusiasmo do público. “Foram inesquecíveis a sintonia e o entusiasmo do público perante o ‘amor’ retratado nas peças”, recorda.
Debutou nos palcos em 1998. Em 2000, se apresentou em festivais na França, Itália, Grécia. Em 2001, criou o “Yume Ningyo Hiina” para mostrar seu próprio universo, passando a se apresentar por todo o Japão. Em 2006, já independente do Dondoro, começa a trilhar o seu próprio caminho, conquistando novas fronteiras com a confecção e manipulação de seus próprios bonecos e peças. Sua obra foi apresentada ao público pela primeira vez em Tóquio, em 2008. Apresentou-se nos maiores festivais de teatro de bonecos do Japão, em Nova Iorque (EUA), na Turquia, além de participações em projetos colaborativos de TV, cinema, artes tradicionais e jazz.

yumehina-KazeTeatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Criado na década de 70, no Japão, o Teatro Dondoro, do Mestre Hoichi Okamoro, ou Hyakki Dondoro, traz como principal característica a utilização de bonecos em tamanho natural, que contracenavam com seu criador. “‘Hyakki’, ou espíritos sem limites, representa a ideia de que “o boneco é um recipiente oco que recebe o espírito do ser humano”, afirmava o Mestre Okamoto, diz Michika.
Embora o Japão apresente tradição em teatro de bonecos, Michiko expica as principais diferenças entre sua arte e as demais existentes no país, como o Bunraku.
“O estilo desenvolvido pelo mestre Hoichi Okamoto não pertence a nenhum outro gênero. Por exemplo, enquanto no Bunraku um boneco é manipulado por 3 pessoas, os meus são manipulados apenas por mim. Também no Bunraku, há o boneco, o recitador e o instrumento shamisen. No meu estilo, exceto em obras específicas, não há texto, somente música. Também no meu caso, não exerço somente o papel de manipuladora. Com o uso de máscaras, para que o corpo fique parecido com o boneco, contraceno com o boneco”.
Após anos de estudos e dedicação ao lado de seu grande mestre, a partir de seu falecimento, em 2010, Michika Iida tornou-se a única representante e sucessora do Teatro Dondoro.
Assim, surgiu o Teatro Yumehina, da união das antigas denominações de ‘Sonho’ (Yume) e ‘Bonecos’ (Hina), hoje também chamado de Teatro de Bonecos de Michika Iida. Em suas apresentações, traz expressões cênicas ímpares, a partir da presença de bonecos de tamanho natural confeccionados pela própria artista.
O processo de confecção, explica a artista, é iniciado pela parte da cabeça, o que acaba determinando o tempo de produção, que gira em torno de 2 meses.
“Normalmente utilizo um boneco por peça, mas cada boneco não se limita a uma única peça, pois trabalho novas combinações de cabeça, corpo e figurino, ampliando as possibilidades de variação de personagens”. Seus bonecos ganham vida no palco, bailando e atuando neste universo mágico e misterioso.

Serviço: Teatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Dia 12 de março de 2016 (sábado), às 20h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Kaze (A Deusa do Vento e o Imperador Criança)
Dia 13 de março de 2016 (domingo), às 18h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Keshin (A Encarnação)

Teatro FECAP – Av. Liberdade 532, Liberdade, São Paulo – SP
Duração do espetáculo – aproximadamente 70 minutos – Capacidade – 400 lugares
Recomendado para maiores de 12 anos – Entrada franca
Retirar os ingressos na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo. Máximo de 2 ingressos por pessoa, sujeito à lotação do espaço.
Mais informações: Fundação Japão em São Paulo
Realização: Fundação Japão, Apoio: FECAP – Fundação Álvares Penteado

set 012015
 

hanabi 2015Os 120 anos de amizade Brasil-Japão serão comemorados com várias atividades durante todo o dia, no Autódromo de Interlagos, no dia 12 de setembro de 2015. Com muitas atrações especiais e a mais esperada de todas, a queima de fogos para fechar o grande dia!
Programado para o dia 12 de setembro de 2015, o “Hanabi Matsuri” promoverá justamente a integração entre as duas nações, através da música, danças, pratos típicos e a mobilização da comunidade nipobrasileira.

Atrações:

Oreskaband – Originária de Osaka, da cidade de Sakai, essa banda de ska rock é formada por 6 garotas de 22 anos.

KAO=S – Grupo combina elementos tradicionais japoneses e estilos modernos como o rock, além de apresentar em seus espetáculos encenações e elementos teatrais.

Família Lima – grupo brasileiro originário do Rio Grande do Sul, apresentará sucessos do seu repertório.

Animadness – grupo brasileiro especializado em J-Pop e J-Rock e temas de animê e tokusatsu.

Kawaii Kei e J-Fashion – J-Fashion Walk apresentará a moda japonesa nas mais variadas épocas e estilos. Organizada pela parceria entre Kawaii Kei, Lolita Association e Harajuku BR, terá duas versões: às 14h será mais tradicional (com kimonos, yukatas e trajes típicos) e às 18h será aberta a todos que quiserem participar. Seja Decora, Lolita, Gyaru, Visual Kei ou qualquer outro estilo.

PROGRAMAÇÃO

11:00 – ABERTURA DOS PORTÕES
12:00 – BANDA ANIMADNESS
13:20 – TAIKO – ABT
14:15 – PEÇA MADAME BUTTERFLY
15:30 – SHOW KAO=S
16:45 – SHOW ORESKABAND
18:05 – CERIMONIAL
18:40 – WADAIKO SHO
19:00 – SHOW FAMÍLIA LIMA
20:10 – FOGOS DE ARTIFÍCIO

Local: Autódromo de Interlagos – Avenida Jacinto Júlio, 33 (Portão K/R/F) – Interlagos – São Paulo

Data: 12 de Setembro de 2015 – Das 12:00 às 20:30

Contato: Yamato Eventos – 11 3275-7596 – contato@yamatocorp.com.br – site oficial Hanabi Matsuri

Oreskaband:

KAO=S

ago 172015
 

tosa katsuo no tatakiProgramação de sábado, dia 22/8/2015
09h25 – Ryuusei Taikô – Show & Workshop Taikô
10h00 – Rádio Taissô Ginástica
10h35 – Kenko Taissô – Ginástica
11h10 – Confederação Brasileira de Aikido – Brazil Aikikai
12h00 – ABRADEMI – História de Harimayabashi – Yosakoi
12h17 – Vinicius Sadao – Shamissen – Músico (Shamissen)
12h32 – Rizumu Kenko Taissô Dança
13h04 – Radio Taissô – Ginástica
13h26 – Grupo Hokague – anúncio da batalha samurai – Teatro Cosplay
13h30 – Mariko Nakahira – Cantora internacional do Japão*
14h02 – Gold Undsilber – (Dança Alemã) – Dança
14h30 – Ryuusei Taikô – Show Taikô
15h05 – Cerimonial de Abertura Oficial Cerimonia Oficial
15h50 – Joe Hirata – Cantor
16h 35 – Ichimujin – Músicos Internacionais do Japão*
17h20 – Street Dance – Show Case – Dança
17h50 – Eduardo Yukio Nakajima Cantor
18h07 – Grupo Hokague – Sadako Teatro Japonês
18h40 – Psy Cover Show Dança
19h00 – Eduardo Yukio Nakajima – Cantor
19h20 – K-pop – Dança
19h47 – Street Dance & Batalhas – Dança
20h50 – Agradecimentos

tosa ichimujin 2015Programação de domingo, dia 23/8/2015
09h25 – Ryuusei Taikô – Show & Workshop Taikô
10h00 – Radio Taissô – Ginástica
10h30 – Kenko Taissô – Ginástica
11h00 – Confederação Brasileira de Aikido – Brazil Aikikai
11h30 – Mariana Suzuke – Cantora
12h02 – Rizumu Kenko Taissô Dança
12h30 – Mariko Nakahira Taikô
13h02 – Academia Corpus Line – Yosakoi Matsuri & Soran
13h35 – ABRADEMI – História de Harimayabashi – Yosakoi
13h52 – Vinicius Sadao – Shamissen Músico (Shamissen)
14h05 – Karatê Kyokushin Arte Marcial
14h40 – Sakurá Fubuki – Taikô
14h45 – Parada Taikô da entrada do parque Av. Fran. Matarazzo ao palco principal na arena Parada Taikô & Cosplay
15h35 – Ichimujin – Músicos Internacionais *
16h20 – Country Club Valinhos e ADC Rigesa – Shotokan-ryu Karate-dô
16h50 – RyuKyu Koku Matsuri Daikô – Assoc. Okinawa Kenjinkai – Shotokan-ryu Karate-dô
17h17 – ABRADEMI – Lenda de Harimayabashi História
17h30 – Grupo Hokage – Crossover de personagens – Teatro Cosplay
18h10 – Gaijin Sentai & Diogo Miyahara – Banda de animê & tokusatsu
19h15 – Agradecimentos & Encerramento

Grande Área de alimentação, com destaque para a culinária da província de Kochi, onde chama atenção o Katsuo no Tataki, um sashimi levemente grelhado e temperado.

Espaço de Cultura Japonesa da Abrademi, com oficinas gratuitas de mangá ministradas pelos desenhistas da cidade de Garça; e de origami pela equipe da professora Miyoko Takahashi.

Espaço Cosplay, com shows apresentações e workshops. Vestiários cosplay e guarda volumes, tudo gratuito! Área Central: Estúdio fotográfico Otaku Company, Swordplay Darastrix;  Pavilhão 1: Sala temáticas. Maid Café, Chest of Wonders, Lolitas – Devas, Rangers Brasileiros – fã Club, Stars of Destiny – Cavaleiros do Zodíaco, LHQ, desenho artístico
Beyond Project – manga, Star Wars – Orla Exterior, The Wizard Universe – Harry Potter. Pavilhão 2 Gamer: PS Party – Consoles com os melhores jogos do momento, Dance Party – Dance Games, Family Game – consoles com mais de 50 títulos, campeonatos durante todo o evento e Just Dance, Castelo Nerd – RPG de mesa e card game.

O 4º To-Sa Matsuri acontece nos dias 22 e 23 de agosto de 2015, das 9 às 20 horas, no Parque da Água Branca – Avenida Francisco Matarazzo, 455 – São Paulo. Fica a 200 metros da estação Barra Funda do metrô e nas imediações é fácil estacionar na rua. ENTRADA FRANCA!

Com o nome oficial de Parque Dr. Fernando Costa, o local é imenso, com 137 mil metros quadrados de área, com uma boa área verde preservada, era uma fazenda, com casas antigas em estilo normando e com vitrais no portal da entrada em estilo art déco projetados por Antonio Gomide. O parque em si merece ser visitado. Tem um aquário, um museu geológico, trilhas, trenzinho, bambuzal e grandes aves que vivem soltas. Saiba mais.

*Ichimujin é uma dupla japonesa, conhecida por compor e gravar temas de filmes e novelas. Gravou o tema do animê Hitman Reborn. Já se apresentaram em vários países, como México, Taiwan e Estados Unidos. Pela primeira vez no Brasil, Ichimujin veio como embaixador cultural de Kochi.

 

jul 292015
 

hibiki akito oiranHibiki Family é um grupo formado no Japão, cujos integrantes têm formação em Nihon Buyo (dança japonesa), em instrumentos musicais tradicionais, e em teatro popular japonês. O grupo, que se apresentou no Brasil em 2007 e 2008, na comemoração do Centenário da Imigração Japonesa, volta com o repertório renovado, que mistura o teatro tradicional com bastante humor.
Na apresentação no Bunkyo, Hibiki Family contará com a participação do grupos Yuubi – Japanese Dance Company e Kiraku (de Taikô estilo Sukeroku).
No final de semana, dias 8 e 9 de agosto, Hibiki Family e os dois grupos fazem três apresentações. Sábado às 14h e domingo às 11h e também às 15h.

Show do Hibiki Family, Yuubi Dance Company e Taiko Shuudan Kiraku
Dias: 8 e 9 de agosto de 2015 – Sábado, às 14h – Domingo, às 11h e às 15h
Local: Grande Auditório do Bunkyo – R. São Joaquim, 381 – Liberdade – São Paulo – SP – (Estação São Joaquim do Metrô)
Convite: R$ 100,00 – Locais de venda: Pontos de Venda: Bunkyo: (11) 3208-1755 – Rua São Joaquim, 381,
Jukunen-kai: (11) 3209-5935 – Rua Siqueira Campos, 134, Restaurante Kidoairaku: (11) 3207-8569 – Rua São Joaquim, 394, e Doceria Segredo dos Doces (Akashiya): Rua Galvão Bueno, 13, Liberdade.

O Hibiki Family fará um jantar beneficente em prol do Hospital Santa Cruz no dia 5 de agosto.
Local: Blue Tree Hotels Premium Morumbi – Av. Roque Petroni Junior, 1000 – São Paulo – SP
Convite: R$ 350,00 – Informações: (11) 5080-2045 / 5080-2352, com Yuli, Juliana e Daniela

hibiki familyHIBIKI FAMILY

HIBIKI AKITO, nascido em Hokkaido (Japão), foi criado no Brasil e a partir dos 6 anos começa a aprender o Nihon buyo, taiko, shamisen e kendo, além de canto. Retorna ao Japão aos 20 anos de idade e entra no grupo de Taishuu Engeki – tradicional teatro popular no Japão. Aos 24 anos, junto com Kazuma e Yuka, cria seu próprio grupo: o Hibiki Family, que neste ano comemora 10 anos.

HIBIKI KAZUMA, nascido em São Paulo, a partir dos 4 anos começa a aprender Nihon Buyo, wadaiko, tsugaru shamisen e kendo. Junto com Akito vai ao Japão e entra no grupo de Taishuu Engeki. Com a criação do Hibiki Family passa a integrar o grupo.

HIBIKI YUKA começou suas atividades com o famoso artista Nakamoto Koji. Junta-se ao Hibiki Family e desde então vem realizando inúmeros shows no Japão.

jul 282015
 

linda sansei 9125_oLinda Sansei (リンダ3世) é um grupo de J-Pop da comunidade brasileira no Japão. Com uma média de 15 anos de idade, todas são estudantes e começaram na província de Gunma. Elas falam português e japonês com fluência, e cantam nos dois idiomas. No início, em 2013, Linda III Sei se apresentava mais em eventos da comunidade brasileira de Gunma, mas agora é convidado de diversos eventos e programas. Por cantarem e dançarem samba, além de músicas próprias no estilo pop, os japoneses começaram a notar o talento dessas jovens. Só neste ano, as meninas já se apresentaram no Festival Brasil 2015, em Tóquio, no Yokohama Kawaii Parade (J-Pop Culture Festival), em Yokohama, no Ashikaga Idol Collection de Tochigi, no Festival de Inverno de Tsumagoi, entre muitos outros eventos.

linda sansei1617_oApesar da agenda cheia, e sem deixar de lado a escola, as meninas do Linda Sansei (leia-se Linda San-sei) aceitaram dar uma entrevista exclusiva para o nosso site. A entrevista está agendada e resolvemos abrir a oportunidade para o público, brasileiro ou japonês, fazer as perguntas. A carioca Mutsumi, as gêmeas paraenses Shiori e Sayuri, e as brasileiras nascidas em Gunma Sakura e Yukaren, esperam a sua pergunta.

Faça você também uma pergunta para o Linda Sansei, que ela será publicada neste site junto com a resposta do grupo (ou da integrante). Perguntas inoportunas ou impróprias serão excluídas, e as semelhantes serão agrupadas.

Envie e-mail para: linda-sansei@culturajaponesa.com.br ou preencha o “Your Comment” abaixo.

Mais informações sobre o grupo? http://linda3.jp/ Há uma página com formulário para quem quiser ingressar no grupo. Se você for brasileira, morar no Japão, e tiver entre 10 e 15 anos, esta pode ser a sua chance!
Veja o último video-clipe de Linda Sansei:

linda sansei5629_o

jun 022015
 

O autor de Rurouni Kenshin (Samurai X) virá do Japão acompanhado da roteirista Kaworu Kurosaki especialmente para encontro com fãs.

capa_kenshin_siteA Fundação Japão em São Paulo traz para o Brasil, em julho, o mangaká (desenhista de mangá) Nobuhiro Watsuki, responsável por títulos como Rurouni Kenshin, conhecido no Brasil como Samurai X; Busou Renkin (Alquimista Armado) e Embalming – Another Tale of Frankenstein.

Acompanhado da escritora e roteirista de mangá e anime, Kaworu Kurosaki, Watsuki participará de encontros com os fãs em São Paulo, no Centro Cultural São Paulo, e também durante a 21ª Fest Comix, que acontece no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, de 17 a 19 de julho.

Nestes encontros, Watsuki e Kaworu falarão sobre o processo de criação de seus principais sucessos, projetos para o futuro e também revelarão diversas curiosidades sobre suas trajetórias e rotinas junto aos mangás.

No primeiro deles, em 17 de julho, no Centro Cultural São Paulo, uma palestra às 19h30 será conduzida pela professora Sonia M. Bibe Luyten, Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações da Universidade de São Paulo, com tese sobre mangá, e Francisco Noriyuki Sato, presidente da Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações (ABRADEMI).

No dia seguinte, Nobuhiro Watsuki e Kaworu Kurosaki participam da 21ª Fest Comix, às 14h, no São Paulo Expo.

Diante da possibilidade de vir ao país, o mangaká não poupou elogios ao público brasileiro, sempre fiel às suas criações.

Desenho feito especialmente por Nobuhiro Watsuki para essa ocasião

Desenho feito especialmente por Nobuhiro Watsuki para essa ocasião

“A vinda de Nobuhiro Watsuki ao Brasil, promovida pela Fundação Japão, será um acontecimento marcante para todos os fãs e admiradores de
sua obra, especialmente o Samurai X”, afirma a professora Sonia Luyten, que é também idealizadora do primeiro núcleo de estudos sobre mangá no Brasil, na década de 1970, na ECA/USP, que deu origem à ABRADEMI.

Samurai X é um clássico, tanto em anime quanto em mangá, lançado no Brasil pela editora JBC. Concebido para durar apenas 30 semanas, a história de Battousai, o Retalhador, fez tanto sucesso que durou três anos, contabilizando 28 volumes encadernados no Japão e 56 na versão brasileira.

Esta série, explica a professora, faz parte das grandes obras primas do mangá, posteriormente transformadas em animê e em filme.

Quem é Nobuhiro Watsuki?

A trajetória deste jovem bem-humorado, que adora jogar videogame e coleciona bonecos de super-heróis, começou cedo. Ainda no colégio, sua obra Podmark ganhou o prêmio Pop Step Award, oferecido pela editora Shueisha a novos talentos.

Dali, Watsuki foi trabalhar como assistente de do já consagrado Takeshi Obata, produzindo os mangás Arabian Lamp e Chikara Mito Denzetsu. Em 1994, a editora Shueisha publicou Meiji Ken Kakuru Mantan (Crônicas de um Espadachim na Era Meiji), a primeira história protagonizada por Kenshin, que mais tarde voltaria no segundo volume de Samurai X.

Ainda em 1994, o mangá Samurai X (Rurouni Kenshin) passou a ser publicado semanalmente na revista Shonen Jump, a mesma de grandes sucessos do Japão, como Cavaleiros do Zodíaco e Yu Yu Hakusho.

Quem é Kaworu Kurosaki?

Escritora e roteirista de mangá e animê, Kaworu nasceu Japão e passou sua infância no Brasil. Casada com Nobuhiro Watsuki, atualmente escreve adaptações literárias e roteiros.

Kaworu também é roteirista do animê Captain Tsubasa, lançado no Brasil com o título “Super Campeões”, e games como Wild Arms the 5th Vanguard, lançado para o Playstation 2.

Palestra com Nobuhiro Watsuki e Kaworu Kurosaki
 Data: 17 de julho de 2015 (sexta) – Horário: 19h30
Local: Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa lotação (622 lugares) – Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – São Paulo – (ao lado da estação Vergueiro do metrô)
Entrada gratuita – A distribuição dos ingressos será iniciada duas horas antes do evento, com um limite máximo de 2 ingressos por pessoa.
 
Data: 18 de julho de 2015 (sábado) – Horário: 14h
Local: 21ª Fest Comix – São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo
Site oficial do evento: www.festcomix.com.br
 
Realização: Fundação Japão em São Paulo
Apoio:
ABRADEMI
Centro Cultural São Paulo
COMIX Book Shop
Editora JBC

 

maio 302015
 

kissmz_0A banda de heavy metal Kiss, quem diria, gravou um CD com o grupo pop Momoiro Clover Z. Foi o primeiro trabalho da banda americana com um outro artista e foi lançado em 28/1/2015 pela Evil Line Records, e abrangeu 120 países através do iTunes Store. O site oficial da banda conta que a música chegou a ser o número 1 do ranking dos Estados Unidos, Canadá, Suécia e Noruega. No ranking japonês Oricon, o CD single ocupou o segundo lugar no ranking do dia 9 de fevereiro.

Momoiro Clover Z na Japan Expo Paris com Ayaka Sasaki em destaque. Foto de Bruno Dj ph

Momoiro Clover Z na Japan Expo Paris com Ayaka Sasaki em destaque. Foto de Bruno Dj ph

Momoiro Clover Z já se apresentou várias vezes no tradicional Kouhaku Utagassen da TV NHK, mas teve um começo humilde, como vários grupos iniciantes, se apresentando nos finais de semana no Yoyogi Park, em Tóquio, a partir de 2008. O grupo gravou um dos temas do Pokémon e da Sailor Moon Crystal. Essa parceria com o Kiss resultou no 13º single da banda.

A proposta para a parceria foi feita pelos americanos, quando o guitarrista Paul Stanley assistiu a gravação ao vivo do Momoiro Clover Z e se encantou com a música e a coreografia das japonesas. A música gravada em conjunto tem o nome de “Yume no Ukiyo ni Saitemina”, com letras de Yuho Iwasato e Paul Stanley. A música é de Paul Stanley e Gregg Collins.

O videoclip da música produzido para os shows tem partes em desenho animado que mostra vários ícones da cultura japonesa, e ganhou o prêmio de Menção Especial do Short Shorts Film Festival & Asia 2015, que é o maior concurso de curtas daquele continente.

A banda Kiss realizou uma turnê comemorando os 40 anos de fundação e fez várias apresentações no Japão. No video abaixo, o show no Tokyo Dohme, em março de 2015, com a participação do Momoiro Clover Z. “Yume no mukou ni saitemina” e ‘Rock in Roll all night”.