out 162017
 

Fato histórico: Cristiane A. Sato, da Associação de J-Fashion, ladeada pelos organizadores do evento, apresenta o Manifesto pró-Cultura Kawaii, no V Meeting Nacional Secret Garden, na Mansão Hasbaya, em São Paulo, no dia 14 de outubro de 2017.

“A beleza está nos olhos de quem vê. Abençoadas são as pessoas que apreciam a inocência, que protegem a infância e que praticam a ingenuidade e a lealdade no mundo de hoje. Paz é o privilégio das pessoas de boa vontade.

Poluição, violência, crime, corrupção, terrorismo, guerra, preconceito, xenofobia, sofrimento e solidão. É esse o mundo que queremos?

Por um mundo mais gentil, mais compreensivo, solidário e próspero, onde as pessoas possam se dar ao luxo supremo de recuperar parte da infância na vida adulta, queremos assimilar a Cultura Kawaii originada no Japão e difundi-la como instrumento de paz global. Sendo uma manifestação cultural única, livre de doutrinação política ou religiosa e que independe de um idioma para estabelecer comunicação, a Cultura Kawaii se mostra como o instrumento certo para unir povos e gerações diferentes mundo afora.

Manifestamo-nos em prol da Cultura Kawaii sabendo que é a primeira vez no mundo que isso ocorre. Aqui é o Brasil, o lugar mais distante do Japão no mundo. Mas é aqui, na “terra do tudo junto e misturado” que há espaço para assimilação e convívio. Aqui corações separados por oceanos, fronteiras e culturas se unem para gerar algo novo em conjunto.

Nós reconhecemos que a Cultura Kawaii é parte da Cultura Japonesa, que está integrada no cotidiano japonês, e que ela é parte da identidade japonesa há séculos. Nós vemos beleza nos netsuke, nas mulheres que vestem quimonos com desenhos de pintinhos e coelhos, nos doces wagashi e nas estátuas de jizõu e inari espalhadas por estradas e ruas.

Nós nos inspiramos no trabalho de artistas como Yumeji Takehisa, Junichi Nakahara, Riyoko Ikeda, Yumiko Igarashi, Macoto Takahashi e Eico Hanamura.

Nós entendemos que o sofrimento fez parte de fenômenos da Cultura Kawaii, e a importância dos efeitos terapêuticos do kawaii.

Só compreendemos a importância da Cultura Kawaii ao lembrar da dor que o confisco das bonecas Kewpie doll para fabricação de pólvora causou nas crianças durante a 2ª Guerra Mundial, e como a volta das bonecas após a guerra trouxe alento aos jovens sobreviventes durante a difícil reconstrução do Japão.

Ao saber que as 222 meninas-enfermeiras Himeyuri mantinham como tesouros em estojos escolares fotos de família e ilustrações da revista Shõjo no Tomo, pouco antes de se suicidarem durante a guerra.

Ao lembrar que uma criança em tratamento de câncer comoveu uma geração ao contar que a boneca Hello Kitty foi sua melhor amiga no hospital por ter ficado dias e noites ao seu lado.

Ao constatar que sobreviventes do Terremoto com Tsunami de 2011 e pacientes de doenças neurológicas respondem positivamente ao tratamento com o robô filhote de foca Paro.

Sim, acreditamos que a Cultura Kawaii é expressão de arte, estética, comunicação, e de cura da alma.

A Cultura Kawaii NÃO é fetiche ou apologia à pedofilia. Criminosos vêem malícia em tudo e todos. Denegrir ou proibir a Cultura Kawaii é censurar a arte e um ato de preconceito. Reduzir o espaço da infância penaliza social e culturalmente as pessoas boas que deviam ser livres. Somente o fim da impunidade e o afastamento dos criminosos da sociedade permitirá a todos liberdade de expressão e a queda de preconceitos.

Por essas razões, e para que o trabalho idealizado por Takamasa Sakurai não seja esquecido, lançamos o MANIFESTO PRÓ CULTURA KAWAII.

Aprenderemos, cultivaremos, divulgaremos e defenderemos a Cultura Kawaii. Toda beleza verdadeira começa na gentileza, na compreensão, na solidariedade e na inocência. Toda paz tem essa beleza.

Kawaii Forever!”

São Paulo, Brasil, em 14 de Outubro de 2017.

Assinaram inicialmente o manifesto:

Bianca Rocha – organização, V Meeting Nacional Secret Garden

Érika Barbosa – organização, V Meeting Nacional Secret Garden

Layla Carvalho – organização, V Meeting Nacional Secret Garden

Lea Dias – organização, V Meeting Nacional Secret Garden

Willian Souza – organização, V Meeting Nacional Secret Garden

Cristiane A. Sato – presidente, Associação Brasileira de J-Fashion

Francisco Noriyuki Sato – presidente, ABRADEMI Assoc. Bras. de Desenhistas de Mangá e Ilustrações, e editor do site www.culturajaponesa.com.br e professor de História do Japão

Dra. Makiko Matsuda – professora de Cultura Japonesa da Universidade de Kanazawa e professora visitante da Universidade de São Paulo – USP

Prof. Yoshikazu Shiraishi – professor no Tokyo Edo Culture Center e professor visitante da Universidade de São Paulo

Dra. Patrícia M. Borges – professora, Pontifícia Universidade Católica PUC-SP e Universidade de Osasco

Manifesto em inglês.   Manifesto em japonês.

jun 302017
 

A Fundação Japão apresenta, nos dias 8 e 9 de julho, o grupo de dança TRIQSTAR. Vindo diretamente do Japão, os quatro jovens dançarinos trazem ao Brasil o seu lema “do Japão para o mundo”. As apresentações acontecem dentro da programação do 20º Festival do Japão, nos dias 8 e 9 de julho, às 16h50 e 12h10, respectivamente. O festival acontece no São Paulo Expo, em São Paulo.

Após o evento, TRIQSTAR também realizará uma apresentação exclusiva no MASP Auditório, na terça-feira, 11 de julho, às 19h30, com ingressos gratuitos, que deverão ser retirados com antecedência na bilheteria local.

Com um estilo único que mistura movimentos de robô, slow-motion, waving e moonwalk, mais conhecido como Animation Style, ou Triqdance, o TRIQSTAR tornou-se mundialmente conhecido, especialmente na Ásia, após sua participação no programa Asia’s Got Talent. https://www.youtube.com/watch?v=rP9PqiyPr-0

Em 2015, a participação dos japoneses no programa reuniu fãs no mundo inteiro, colocando o grupo entre os 6 finalistas dentre os mais de mil inscritos daquela edição.

Nem mesmo a diva pop Madonna poupa elogios quando se trata de TRIQSTAR. Muito antes de tornarem-se mundialmente conhecidos, a cantora assistiu a alguns vídeos de suas performances e rapidamente trouxe Da-Yoshi (líder do grupo) para a sua equipe. Ele ficou encarregado de produzir coreografias, selecionar assistentes e elenco para seis canções da turnê mundial “Sticky & Sweet”, de 2008. Veja o grupo no Xperia Dance Live Japan: https://www.youtube.com/watch?v=ejSTmJvvkZE

Ao longo de sua carreira, TRIQSTAR esteve ao lado de outros importantes artistas japoneses, como AKB48, SMAP e Kyary Pamyu Pamyu, tanto em trabalhos de coreografia como atuando como dançarinos exclusivos (backup dancers).

Seu estilo “animation” de dança inclui movimentos inspirados nos teatros “Kabuki” e “Noh”, que transmitem o orgulho que têm de suas origens e a vontade de levar a cultura da dança tradicional japonesa para o resto do mundo.

No 20º Festival do Japão – Data e horário:
Sábado, 8 de julho de 2017, às 16h50
Domingo, 9 de julho de 2017, às 12h10
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Endereço: Rod. dos Imigrantes, km 1.5 – São Paulo

Ingressos:
R$ 22 (antecipado) | R$ 25 (no dia) | R$ 12 (meia-entrada)
Entrada gratuita:
Crianças até 08 anos | Mulheres acima de 60 anos | Homens acima de 65 anos
Informações: www.festivaldojapao.com


Apresentação no MASP – Data e horário:

Terça-feira, 11 de julho de 2017, às 19h30
Local: MASP Auditório – Museu de Arte de São Paulo
Endereço: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo

Classificação: livre – Capacidade: 374 lugares

ENTRADA FRANCA (Distribuição de ingressos na bilheteria do local 2 horas antes da apresentação. Limite de 2 ingressos por pessoa. Sujeito à lotação do espaço.)

jun 292017
 

O 20º Festival do Japão 2017 acontece nos dias 7, 8 e 9 de julho, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo. Além das atrações do palco, das oficinas culturais e dos estandes comerciais, os destaques ficam por conta da alimentação, coordenada por cada uma das 47 províncias japonesas. Apresentamos aqui o cardápio da província em ordem de número do estande.

  1. NAGANO – nozawana zuke (conserva), tempurá, shiitake gohan (risoto de shiitake), temaki, dorayaki (bolinho doce com recheio)
  2. OSAKA – Naniwa udon (macarrão com caldo quente), obentou, okonomiyaki (panqueca japonesa)
  3. SHIZUOKA – sukiyaki donburi (carne e verdura grelhada com arroz), conserva de berinjela, gyoza e doce
  4. IWATE – Sanriku wakame udon (macarrão com caldo quente), korokke (croquete), korokke bentou, gyoza
  5. KODOMO NO SONO – yakisoba, tempurá redondo, tenpura teishoku, tonjiru, temaki, bebidas
  6. YAMAGUCHI – ichigo daifuku (massa de araruta com recheio de morango e feijão doce), bari bari soba (yakisoba crocante), Choshu tempurá, karaage – fechado na sexta
  7. HIROSHIMA – okonomiyaki (panqueca japonesa à moda de Hiroshima fu) – fechado na sexta
  8. TOCHIGI – yakisoba, gyoza, kanpyo zushi (sushi típico da província), amazake (bebida doce à base de sakê)
  9. SAGA – tempurá de sorvete e pastel
  10. MIYAZAKI – chicken nanban (espetinho de frango), café, amazake (bebida doce à base de sake), umeboshi (conserva de ameixa japonesa)
  11. YAMANASHI – Houtou (sopa dos samurais, prato típico da província), nikuman (pão chinês), tonkatsu karê rice (arroz com curry e tonkatsu), lamen, ichigo daifuku (bolinho recheado com morango e pasta doce de feijão azuki)
  12. NAGASAKI – Nagasaki chanpon (macarrão com caldo quente), gyoza – fechado na sexta
  13. MIYAGI – gyutan (língua de boi assada), gyoza, kaisen sossu yakisoba (macarrão com molho inglês e fruto de mar), harakomeshi (arroz temperado com salmão), takenoko sushi meshi (arroz de sushi com broto de bambu), azuki aisu (raspadinha com feijão doce azuki), sendai dondon yaki
  14. YASSURAGI HOME – gyoza, tempurá, shimeji, temaki, harumaki (rolinho primavera), kani korokke (bolinho de kani), cocada e bebidas
  15. KAGAWA – Sanuki Udon (macarrão udon com caldo, comida típica da província)
  16. ENKYO PIPA – yakitori (espetinho de frango), yakizakana, karê rice (arroz com curry), doces caseiros, sushi
  17. IKOI NO SONO – Teishoku de sanma (peixe grelhado), yakizakana (anchova grelhada), tonkatsu (milanesa), kakigoori (raspadinha), ichigo daifuku (bolinho de araruta com recheio de morango e feijão), batata louca, bolinho de kani
  18. KOCHI – Tai no mushi (peixe cozido no vapor), sugata zushi (peixe cru com arroz de sushi), tataki (sashimi levemente grelhado), yakisoba, motiiri udon (macarrão com caldo quente) e sakura mochi (moti com folha de cerejeira)
  19. CHIBA – yakisoba (macarrão com verdura e carne grelhado), gyoza, sushi, sashimi, hot roll (sushi frito), harumaki (rolinho primavera), udon e robatta (espetinhos)
  20. SHIGA – gyoza, tokusen karê rice (arroz com curry especial), Kansaifu shoyu lamen (macarrão com caldo à moda de Kansai)
  21. GUNMA – kaki age ebi tempura (tempurá de camarão), obentou
  22. FUKUOKA – Hakata lamen (macarrão com caldo típico da província), temaki e tidori manju (bolinho tradicional da província)
  23. IBARAKI – sushi, sashimi, yakisoba, gyoza, harumaki, temaki, kuri-okowa (arroz com castanhas)
  24. ISHIKAWA – hijiki okowa (arroz temperado com alga hijiki), sakura mochi (doce de feijão com folhas de sakura), sanshoku ohagi (doce com feijão), gyudon (arroz com carne)
  25. GIFU – shimeji com bacon (cogumelo com bacon grelhado), mitarashi dango (espetinho de massa de arroz com feijão doce), takoyaki, lamen, ayu shioyaki (peixe grelhado)
  26. WAKAYAMA – Kansaifu Okonomiyaki (panqueca japonesa à moda de Kansai)
  27. OKINAWA – soba de okinawa (macarrão com caldo quente típico da província), sata andagui (bolinho de chuva típico da província), yakisoba, tempurá, shimeji, temaki
  28. EHIME – gyoza, nikkuman, taruto (rocambole), sakepirinha (bebida doce à base de sakê), amazake, udon – fechado na sexta
  29. HOKKAIDO – yaki nishin (arenque grelhado), yaki ika (lula grelhada), chocolate, fondue de frutas, chocolate e kurogoma pannacota (pannacota de gergelim preto)
  30. TOYAMA – sukiyaki don (sukiyaki com arroz), tempurá de verdura e camarão, korokke (croquete), annindoufu (doce tofu com amêndoas) e mini korokke
  31. NARA – kaki no ha zushi (prato típico da província), Okonomiyaki (panqueca japonesa), oshiruko (caldo doce de feijão e mochi)
  32. KIBO-NO-IÊ – Sonho
  33. KAGOSHIMA – Karukan Manju (doce especial típico da província), satsuma age (massa de peixe prensada e frita), espetinho, onigiri (bolinho de arroz), shimeji
  34. FUKUI – Etizen Oroshi Soba (macarrão típico de trigo sarraceno), pastel, teppan yakisoba, yakichozume (linguiça)
  35. TOTTORI – Daisen okowa (arroz temperado – prato típico da província), wagyudon (arroz com carne especial temperada)
  36. SAKURA IPÊ – sakura mochi (doce de feijão com folhas de sakura), obentou, bebidas
  37. OKAYAMA – matsuri sushi (prato típico da província), kibi dango (arroz típico da província), kurimanjyu (bolinho à base de castanhas), nikkuman (pão recheado), choux cream
  38. KUMAMOTO – Kumamoto setto (combo): 2 onigiris com folha de mostarda, uma porção de karashi renkon (raiz de lótus temperada com mostarda), uma porção de kinpira renkon (raiz de lótus refogada no shoyu), peixe buri (olho de boi) no missô grelhado e uma sobremesa: ikinari dango (doce de mochi, anko e batata doce cozido no vapor), karashi renkon, kinpira renkon, anmitsu, choux cream (carolina japonesa), melon pan e ikinari dango
  39. AOMORI – maçã, produtos de maçã
  40. HYOGO – temaki, lamen
  41. SAITAMA – karê pan, crepe
  42. AKITA – kiritanpo (bolinho de arroz com caldo e verduras, típico da província), chicken katsu (espetinho de frango temperado e frito), bentou (onigiri+chicken katsu), sakê, sakepirinha, sakura mochi
  43. FUKUSHIMA – Kitakata lamen (típico da província), oniguiri (bolinho de arroz), gyoza – fechado na sexta
  44. KYOTO-mitarashi dango (espetinho de bolinho de arroz com calda doce à base de shoyu) e outros tipos (anko – pasta de feijão doce, kinako – soja torrada, nori – algas), oshiruko (doce de azuki com mochi), chá verde
  45. MIE – Ichigo Daifuku (massa de araruta recheada com morango e feijão doce), merengue, gyoza e o famoso Cookie de Chá de ISE
  46. SHIMANE – maki zushi, shitake gohan (risoto de shiitake) e karê – fechado na sexta
  47. NIIGATA – shiro mochi (bolinho de arroz típico), anmochi (mochi recheado com pasta de feijão doce), produtos de Niigata
  48. YAMAGATA – sushi, temaki, hot roll, tsukemono (conserva japonesa), imoni (inhame cozido com carne bovina), gyoza, cerveja com sakê, shisomaki (sushi com folha de shiso), hoshigaki (caqui seco)
  49. TOKUSHIMA – onigiri, takoyaki (bolinho com polvo)
  50. AICHI – espetos de frango, camarão, porco e carne no missô, sorvete de machá, inarizushi, choux cream
  51. INSTITUTO GABI – yakisoba, tenpurá, takoyaki, obentou, temaki, hot roll, gyudon, karê, shimeji, batata frita, doces, suco natural (laranja e melancia), raspadinha
  52. KANAGAWA – sukiyaki donburi, nikuman (pão recheado), sanduíche de pernil e short cake (bolo de morango)
  53. OITA – dangojiru (caldo especial de macarrão da província), tori meshi (risoto de frango), gyuu tataki (carne levemente grelhada), hoshigaki (caqui seco), habucha (chá), shiitake seco

 20º FESTIVAL DO JAPÃO 2017

Não forma mais fila no estacionamento!

Para quem não foi em 2016, a entrada foi totalmente remodelada

20 Anos de Integração, Harmonia e Cultura
Data: 07, 08 e 09 de julho de 2017
07/07/17 – sexta – 12 às 21 horas
08/07/17 – sábado – 10 às 21 horas
09/07/17 – domingo – 10 às 18 horas
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo
Ingressos: R$ 22 (antecipado e online), R$ 25 (bilheteria no dia) e R$ 12 (meia-entrada, online e na bilheteria)
Estacionamento no local (terceirizado) – R$ 45
Transporte gratuito do metrô Jabaquara, das 8 às 22 horas
*Ingressos antecipados à venda nos pontos de vendas oficiais e pelo site.
* Entrada gratuita para crianças até 08 anos, mulheres acima de 60 anos e homens acima de 65 anos. * Meia-entrada apenas mediante documento de comprovação
Informações: www.festivaldojapao.com – Tel: (11) 3277-6108 / 3277-8569
Facebook: www.facebook.com/festivaldojapao
abr 092017
 

Na novela “A Força do Querer”, que começou a ser exibida pela TV Globo, às 21 horas do dia 3 de abril de 2017, há um curioso personagem chamado Yuri. Ele faz o papel de um cosplayer e se veste de “Goku”, personagem da série de animê Dragon Ball e fica o tempo todo, inclusive dentro de casa, com a típica roupa do desenho. Os fãs não gostaram disso, mas trata-se de uma novela da consagrada escritora Glória Perez, com o ator Adriano Alves no papel do Yuri, Ísis Valverde, Marco Pigossi e Juliana Paes.

abr 072017
 
A Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Vinhedo, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Vinhedo, está organizando o seu 8º FESTIVAL DO JAPÃO  na cidade de Vinhedo, SP, a 75 Km da Capital de São Paulo., nos dias  20 e 21 de Maio de 2017.
A festa terá início no sábado 20 de Maio  (10:00 às 22:00) e no domingo 21 de Maio (10:00 às 18:00 horas).
Comidas típicas, produtos japoneses e diversas atrações culturais, como taikô, aikidô, kassaodori, Teddy Shigueyama, Ryu Jackson e awaodori, fazem parte deste Festival do Japão em Vinhedo. Há também apresentação de cosplay para os fãs de mangá e animê e um espaço para as crianças.
Local do Evento: Parque Municipal Jayme Ferragut, no mesmo local onde é realizado todos os anos a Festa da Uva de Vinhedo. Mapa
jul 042016
 
A Fundação Japão traz duas atrações internacional de grande prestígio em todo o mundo. A dupla de street dance japonesa Hilty & Bosch se apresentará pela primeira vez no país nos dias 9 e 10 de julho, no Festival do Japão. No evento, realizado no São Paulo Expo Exibition & Convention Center, os dançarinos se apresentarão no Palco Principal ao som do beatboxer e multivocalista japonês Reatmo.
Já no dia 12 de julho, às 19h30, haverá uma nova performance da dupla, com a participação especial do grupo brasileiro Cia. Discípulos do Ritmo, que fará a abertura do espetáculo. Aberto ao público e com entrada gratuita, a apresentação acontece no Auditório MASP Unilever, e novamente contará com o som de Reatmo.

 
HILTY & BOSCH
Hilty & Bosch é dupla de dança japonesa que vem se apresentando em todo o mundo, surpreendendo pela sincronicidade e leveza de movimentos, mesmo com toda a energia e dinamismo em palco. Formada pelos japoneses YOU e JIN, a dupla tem se tornado cada vez mais popular internacionalmente.
Enquanto YOU traz para a dupla a sensibilidade natural para a música e movimentos versáteis de improviso, JIN é velocidade, potência e movimentos acrobáticos incríveis. Ambos vencedores de diversos campeonatos e batalhas de dança, juntos o sucesso é ainda maior. Somente no YouTube, seus vídeos já somam mais de 20 milhões de acessos.
Com performances já realizadas em mais de 30 países e 150 grandes cidades, dos cinco continentes, a participação da dupla também é bastante requisitada em workshops, programas de TV, concursos de dança, comerciais de TV, desfiles de moda e muito mais.
REATMO
O beatboxer e multivocalista japonês vêm ganhando reputação mundialmente por sua presença viva e dinâmica. Com um equipamento básico, que inclui o software de produção Ableton Live, o aplicativo Lemur em seu iPad e um teclado controlador Korg MIDI, ele é capaz de criar e manipular infinitas variações musicais a partir de sons emitidos exclusivamente por sua boca.
Já aos 19 anos de idade, Reatmo venceu o Beatbox Battle Championship, em Boston, nos Estados Unidos. Desde então, segue aperfeiçoando sua técnica e suas habilidades e incorporando novas tecnologias. Hoje, suas apresentações são incríveis experiências audiovisuais.
Entre os admiradores do beatboxer está o grupo Maroon 5, que entrou em contato com Reatmo após assistir aos covers de suas músicas disponíveis Youtube.
CIA. DISCÍPULOS DO RITMO
Para abrir a apresentação de 12 de julho, no Auditório MASP Unilever, uma atração promete levantar o público de São Paulo. Com o espetáculo “Tá Limpo!”, a Cia. Discípulos do Ritmo traz ao palco o resultado do intercâmbio cultural entre o Brasil e Alemanha, com coreografia e concepção musical do alemão Storm. Nesta grande surpresa, integrantes da Cia. revelam o resultado de uma trilha musical em uma empresa de limpeza com seis faxineiros dançarinos.
mar 102016
 

Charaku-Sanshotei-Michyo-Kagami-e-Hanna-HayashiyaO Hospital Santa Cruz promove uma sessão gratuita de teatro clássico japonês de variedades. O evento será composto por apresentação de Daikagura (arte japonesa tradicional de malabarismo), Kamikiri (arte japonesa de cortar papel) e o tradicional Rakugo (popular arte japonesa de contar histórias).
No dia 17 de março, quinta, o espetáculo ocorre no Hotel Blue Tree Morumbi, às 20h30.
No dia 18, a apresentação acontece no salão nobre da Faculdade de Direito da USP, a partir das 10h30.
A técnica do corte de papel será apresentada pela Hana Hayashiya, cuja especialidade é retratar silhuetas humanas, animais, signos do zodíaco chinês, símbolos de sorte e cenas tradicionais japonesas. Hana já se apresentou em Paris e Taiwan.
A sessão de Rakugo será feita por Charaku Sanshotei, que tem mais de 50 anos de experiência. Durante a apresentação, o artista se senta em uma pequena almofada e entretém a plateia contando histórias cômicas, fazendo o papel de narrador e de outras personagens, utilizando-se de mímica e de diversos adereços. Charaku tem em seu repertório mais de 100 histórias.
O malabarismo ficará a cargo de Michiyo Kagami, artista formada no Centro de Treinamento em Artes Tradicionais Japonesas do Teatro Nacional, onde, além do Daikagura, aprendeu a tocar instrumentos como tambor, flauta e shamisen, um instrumento de corda. Michiyo iniciou sua carreira em 2011 e se apresenta no Japão e no exterior.
Os interessados podem fazer suas reservas ligando no (11) 5080-2141. As vagas são limitadas.

SERVIÇO
Teatro Clássico Japonês de Variedades
Data: 17 de março – Hora: 20h30
Local: Blue Tree Morumbi (Av. Roque Petroni Junior, 1000 – São Paulo/SP)
Mais informações: (11) 5080-2141 – tratar com Mariangela ou Juliana
Data: 18 de março – Hora: 10h30
Faculdade de Direito da USP – Largo São Francisco, Centro

O mesmo espetáculo será apresentado no Rio de Janeiro, na Sala Cecília Meirelles (Rua da Lapa, 47 – Lapa), no dia 16 de março, às 20 horas.

mar 012016
 
linda sansei1617_o

A partir da esquerda: Sayuri, Yukaren, Mutsumi, Sakura e Shiori – Linda Sansei

O grupo de J-Pop formada por brasileiras está com a agenda lotada. Mesmo assim, entre um ensaio e outro, conseguiram tempo para responder às perguntas de fãs coletadas pelo site CulturaJaponesa.

Maria Lamezon: Vocês já pensaram em fazer um blog/ameblo? Seria muito legal saber mais sobre o dia a dia de vocês, os treinos e tal.
O que ser uma Idol significa pra vocês? E, se vocês não fossem idols, o que gostariam de fazer? Gosto muito do grupo, continuem se esforçando.

(Mutsumi) Nós gostaríamos de fazer sim um blog, mas agora está um pouco difícil porque estudamos todas em período integral, e ainda temos os ensaios, shows, gravações e a preparação para tudo isso, por isso fica um pouco difícil.

(Todas) Para nós, ser idol significa um sonho realizado!

(Sayuri) Se não fosse idol eu gostaria de ser modelo.

Diego Agnelo: Qual a musica brasileira favorita de vocês?

(Mutsumi) Mas Que Nada, do Jorge Ben Jor, que está no nosso disco.

Lucas Falzoni: Sayuri e Shiori – quando vocês acordam estão mais parecidas?

(Shiori) Antes de fazer maquiagem e descabeladas, acho que a gente se parece mais rs.

Artur Daniel: Vocês têm vontade de se apresentar no Brasil um dia? Qual o maior sonho de vocês? Sou muito fã de vocês, beijos e continuem sendo o meu grupo de J-Pop favorito.

(Mutsumi) Obrigada! O nosso maior sonho é poder fazer uma apresentação no Brasil, um dia!

Iohana Araújo: Olá, meninas. Eu acompanho o grupo desde a sua estreia e fiquei um pouco afetada com a saída da Naomi. Gostaria de saber como vocês lidaram com isso e também saber um pouco sobre a nova integrante. Também gostaria de saber se vocês pretendem voltar com o ‘Viva Linda Sansei’.

(Mutsumi) No começo foi bem difícil para nos acostumarmos com a saída da Naomi, porque tínhamos laços de amizade muito fortes com ela. Mas como o grupo não podia parar, nos esforçamos para seguir em frente.

(Sakura) Quando entrou como estagiária a Yukaren era bem tímida e quase não conversava com a gente. Mas por ela ser bem esforçada e carismática, tornou-se membro do grupo e hoje é querida por todas nós, e pelos fãs também.

(Sayuri) Como agora temos os 3 canais no YouTube, com 3 vídeos novos toda semana, não temos previsão de voltar com o‘Viva Linda Sansei’

Bryan Cristofer: Vocês pretendem vir ao Brasil em breve? Como tem sido para vocês morar no Japão, foi difícil se adaptar, ser aceitas? Como foi tudo? Obrigado, beijosss, amo vocês meninas.

(Sakura) O primeiro ano na escola foi o mais difícil, acho que para as outras meninas também foi igual. Porque eu não sabia falar japonês, nem segurar o hashi direito nas refeições, não queria ir para a escola mais. Mas agora eu tenho amigas japonesas também e ir para a escola é muito divertido!

浩二:日本の普通の高校通っているのですか。日本人の同級生と友達に成れましたか。

(Yukaren) サユリとシオリは普通の高校で私、ムツミとサクラは普通の中学校です。日本人の友達と一緒にいるとすごく楽しいです。日本語や日本のことについて色々教えてくれます。

Rafael Moreira Haubrich: O que o público aí do Japão acha de brasileiras em um grupo de j-pop? Eles gostaram tanto quanto nós brasileiros gostamos?

(Shiori) Eles gostam porque acham exótico, diferente de tantos grupos que existem no Japão, tanto pelo nosso visual quanto pela “ginga” brasileira.

Fatima Syllen: Oiii vocês são muito lindas quando vocês virão para o Brasil?

(Sakura) Oi! Como frequentamos a escola japonesa, nós só nos apresentamos aos fins de semana no Japão, mas queremos muito nos apresentar um dia no Brasil, quem sabe num período de férias!

Domingos Adriano: Olá Meninas? Gostei muito de Vocês, até porque são Linda. Espero poder conhecer-vos uma por uma.

(Mutsumi) Obrigada!! Nós queremos muito também um dia conhecer todos do Brasil que tem nos apoiado!

Maria Paula: Muitos grupos idols têm cores definidas para seus integrantes, Linda Sansei tem isso? Se sim, qual a cor de cada uma?
E quais são seus cantores (brasileiros ou não) favoritos?

(Sayuri) Como nós somos brasileiras, usamos muito as cores do Brasil em algumas das fantasias, mas não há uma cor definida para cada membro.  Nossos artistas preferidos são BTS (K-POP Sayuri & Shiori), Momoiro Clover Z (Sakura), E-girls (Yukaren), Ariana Grande (Mutsumi).

Camila Pontes: Como vocês lidam com o fato de serem brasileiras (ou terem origem brasileira) e trabalharem no mercado japonês competindo com japoneses? Vocês já se sentiram em um nível inferior aos grupos idols japoneses de sucesso como AKB48 ou Morning Musume’15?

(Mutsumi) Os grupos AKB48 e Morning Musume são uns dos maiores e mais famosos do Japão, têm melhor preparação e produção, e com certeza são superiores. Em relação aos outros grupos menores, nos sentimos inferiores na questão da comunicação com os fãs japoneses, já que as outras idols fazem isso muito bem. Mas continuaremos treinando para melhorar e nos comunicar cada vez melhor com nossos fãs.

Cintia Welp Albuquerque: Olá, sou professora de uma escola tradicional aqui da minha cidade, uma escola centenária e com mais de 3000 alunos. Dou aula para 22 crianças de 5 anos e estamos estudando sobre crianças de diferentes culturas. Para entendermos seus costumes, brincadeiras e maneiras de viver. Gostaria de saber se poderíamos marcar uma troca virtual através de vídeo com transmissão simultânea para que as crianças conheçam o trabalho de vocês. E que vocês possam enriquecer nosso projeto sobre o Japão.

(Shiori) Olá! É um projeto muito bacana, gostaríamos muito de participar! Mas a dificuldade está no fato de que nós estudamos em período integral e só nos reunimos aos fins de semana para eventos e ensaios, já que cada uma mora em cidade diferente.

Palloms Bia: Qual o grupo de J-pop vocês gostam mais? Qual grupo de J-pop que inspiram vocês?

Fairies (Sayuri, Shiori, Mutsumi), Momoiro Clover z (Sakura), E-girls (Yukaren)

Rafa Blues: Como se adaptaram no Japão?

(Sayuri) No começo tudo era estranho e diferente do que estávamos acostumadas, mas os japoneses são muito atenciosos e pacientes. Os amiguinhos da escola e os professores nos ensinaram muitas coisas, e como viemos para o Japão ainda muito crianças, foi mais fácil para nos adaptarmos.

西村真紀:学校でクラブ活動していますか。それぞれ興味は別ですか。これからも頑張ってください。

(Shiori) 私とサユリはダンス部に入りました。メンバー全員の趣味はダンス、ファッション、音楽です!

Tiemi Takechi: Como é o nome dos fãs ou do fandom do Linda Sansei? Como vocês fazem para saber quem é a Sayuri e quem é a Shiori? Vocês têm regras como integrantes do Linda Sansei? O que vocês estariam fazendo hoje se não tivessem formado o grupo? Beijos ao Linda Sansei e muito sucesso.

(Mutsumi) Nós chamamos nossos fãs de Lindinhos e Lindinhas! Se observar bem, a Sayuri e a Shiori têm os rostos um pouco diferentes, mas aqui vai uma dica fácil: a Sayuri tem uma covinha (covona enorme) na bochecha direita, e a Shiori tem uma pinta na bochecha esquerda. Nós temos várias regras no grupo, como por exemplo não poder namorar, não cortar o cabelo sem autorização, se bronzear (porque no Japão o bonito é ser branquinha), postar em redes sociais, horários etc. Se nós não fôssemos idols, talvez hoje estaríamos só estudando, como garotas normais. Na verdade é bem puxado estudar e levar a carreira, não sobra tempo nenhum pra passear com as amigas da escola. Mas nós somos muito amigas no grupo e amamos o que fazemos! Muito obrigada!

Linda Sansei (リンダ3世) é um grupo de J-Pop da comunidade brasileira no Japão. Com uma média de 15 anos de idade, todas são estudantes e começaram na província de Gunma. Elas falam português e japonês com fluência, e cantam nos dois idiomas. No início, em 2013, Linda III Sei se apresentava mais em eventos da comunidade brasileira de Gunma, mas agora é convidado de diversos eventos e programas. Por cantarem e dançarem samba, além de músicas próprias no estilo pop, os japoneses começaram a notar o talento dessas jovens. No último ano, as meninas se apresentaram no Festival Brasil 2015, em Tóquio, no Yokohama Kawaii Parade (J-Pop Culture Festival), em Yokohama, no Ashikaga Idol Collection de Tochigi, no Festival de Inverno de Tsumagoi, Busta Times in Shinjuku Marz, Carnaval de Oizumi 2016, Club Voice Mito de Ibaraki, entre muitos outros eventos.

Veja o site oficial de Linda Sansei: http://linda3.jp/  A página no facebook

群馬県の日系ブラジル人コミュニティより、2013年に結成された平均年齢15歳の5人組ブラジリアンガールズユニット。
全員学生であるため休日を中心に群馬県を拠点に活動中。

fev 222016
 

yumehina-IÚnica sucessora no mundo do mestre Hoichi Okamoto (Hyakki Dondoro), Michika Iida vem ao Brasil para duas apresentações de seu exclusivo Teatro Yumehina. As apresentações acontecem nos dias 12 e 13 de março, no Teatro FECAP, localizado no bairro da Liberdade, em São Paulo. Com entrada franca, os ingressos deverão ser retirados na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo, com um limite máximo de 2 ingressos por pessoa.
Natural da Província de Kagoshima, no Japão, Michika Iida viu sua vida se transformar ao assistir, em 1997, um documentário sobre o mestre Hoichi Okamoto. Na época, aos 25 anos de idade, era funcionária de uma empresa e morava em Kagoshima.
yumehina-Iida MichikaAssim, naquele mesmo ano ingressou no Hyakki Dondoro e, desde então, seguiu os passos do líder do grupo, Hoichi Okamoto, conhecido por apresentações enérgicas ao manipular bonecos de tamanho natural. Como integrante do grupo, participou da criação das peças e dos bonecos, bem como esteve presente em apresentações em diversos países da Europa e inclusive no Brasil.
De uma das vezes em que esteve no país, em 1996, lembra da descontração e entusiasmo do público. “Foram inesquecíveis a sintonia e o entusiasmo do público perante o ‘amor’ retratado nas peças”, recorda.
Debutou nos palcos em 1998. Em 2000, se apresentou em festivais na França, Itália, Grécia. Em 2001, criou o “Yume Ningyo Hiina” para mostrar seu próprio universo, passando a se apresentar por todo o Japão. Em 2006, já independente do Dondoro, começa a trilhar o seu próprio caminho, conquistando novas fronteiras com a confecção e manipulação de seus próprios bonecos e peças. Sua obra foi apresentada ao público pela primeira vez em Tóquio, em 2008. Apresentou-se nos maiores festivais de teatro de bonecos do Japão, em Nova Iorque (EUA), na Turquia, além de participações em projetos colaborativos de TV, cinema, artes tradicionais e jazz.

yumehina-KazeTeatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Criado na década de 70, no Japão, o Teatro Dondoro, do Mestre Hoichi Okamoro, ou Hyakki Dondoro, traz como principal característica a utilização de bonecos em tamanho natural, que contracenavam com seu criador. “‘Hyakki’, ou espíritos sem limites, representa a ideia de que “o boneco é um recipiente oco que recebe o espírito do ser humano”, afirmava o Mestre Okamoto, diz Michika.
Embora o Japão apresente tradição em teatro de bonecos, Michiko expica as principais diferenças entre sua arte e as demais existentes no país, como o Bunraku.
“O estilo desenvolvido pelo mestre Hoichi Okamoto não pertence a nenhum outro gênero. Por exemplo, enquanto no Bunraku um boneco é manipulado por 3 pessoas, os meus são manipulados apenas por mim. Também no Bunraku, há o boneco, o recitador e o instrumento shamisen. No meu estilo, exceto em obras específicas, não há texto, somente música. Também no meu caso, não exerço somente o papel de manipuladora. Com o uso de máscaras, para que o corpo fique parecido com o boneco, contraceno com o boneco”.
Após anos de estudos e dedicação ao lado de seu grande mestre, a partir de seu falecimento, em 2010, Michika Iida tornou-se a única representante e sucessora do Teatro Dondoro.
Assim, surgiu o Teatro Yumehina, da união das antigas denominações de ‘Sonho’ (Yume) e ‘Bonecos’ (Hina), hoje também chamado de Teatro de Bonecos de Michika Iida. Em suas apresentações, traz expressões cênicas ímpares, a partir da presença de bonecos de tamanho natural confeccionados pela própria artista.
O processo de confecção, explica a artista, é iniciado pela parte da cabeça, o que acaba determinando o tempo de produção, que gira em torno de 2 meses.
“Normalmente utilizo um boneco por peça, mas cada boneco não se limita a uma única peça, pois trabalho novas combinações de cabeça, corpo e figurino, ampliando as possibilidades de variação de personagens”. Seus bonecos ganham vida no palco, bailando e atuando neste universo mágico e misterioso.

Serviço: Teatro Yumehina, o teatro de bonecos de Michika Iida
Dia 12 de março de 2016 (sábado), às 20h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Kaze (A Deusa do Vento e o Imperador Criança)
Dia 13 de março de 2016 (domingo), às 18h
Programa: 1 – Rocka (A Mulher da Neve) e 2 – Keshin (A Encarnação)

Teatro FECAP – Av. Liberdade 532, Liberdade, São Paulo – SP
Duração do espetáculo – aproximadamente 70 minutos – Capacidade – 400 lugares
Recomendado para maiores de 12 anos – Entrada franca
Retirar os ingressos na entrada do Teatro FECAP uma hora antes do início do espetáculo. Máximo de 2 ingressos por pessoa, sujeito à lotação do espaço.
Mais informações: Fundação Japão em São Paulo
Realização: Fundação Japão, Apoio: FECAP – Fundação Álvares Penteado

out 162015
 

歴史的な瞬間=ブラジルJ-ファッション協会会長佐藤クリスチアネがイベントの主催者に囲まれ「カワイイ文化革命のマニフェスト」を紹介しました。イベントは第5回全ブラジル集会シークレットガーデン、南米ブラジル、サンパウロ市のハスバヤ屋敷で2017年10月14日。

「暴力、犯罪、テロ事件や戦争。近代のニュースはこのような悲しい物が当たり前のようになり、私たちは大変な時代に生きているのですが、それに負けずに大人であっても子供のあどけなさを守っている人が世界にいます。

私たちは世界の国々が理解し有って、協力的であり、皆一緒に豊かな社会を作るのが理想と思い、子供のあどけなさを大人になっても表す日本オリジナルのカワイイ文化を身に付け、その普及に力を入れ、将来の世界平和にも影響を与えたいと考えました。カワイイ文化は政治や宗教とは関係無いし、言葉が無くても構わないので世界の人々の共通点となる物と思います。

「カワイイ文化革命マニフェスト」はこれが世界で始めての物と思いますが、日本から距離では一番遠いブラジルで発想している原因は、此方は世界の移住者の集まる国であり人種差別も無く皆一緒に暮らして理解し会っていく所だからです。

日本の文化の一部である「カワイイ文化」ですが、日本の日常生活にも現れ、昔から日本のアイデンティティでも有ります。日本の着物を着ている女性の根付にカワイイ兔や小鳥の絵に美しさが有り、和菓子から稲荷やお地蔵様の像にも表れています。

私たちは美術家の竹久夢二や仲原淳一、漫画家の池田理代子、五十嵐ゆみ子、高橋誠や浜村えいこの作品にインスピレーションを頂いています。

歴史的にカワイイ文化は苦しみや悲しみにも係わっており、カワイイは精神的なセラピーにも使われると聞いています。カワイイ文化の大切さは第二次世界大戦で火薬生産の為に大事なキュピードールを取られた子供たち、そして戦後キュピードールが戻ってきた時の感動、そして苦しい生活の日々の支えに成った事も理解できます。戦争の中、沖縄で自殺したひめゆり学徒隊の222人の少女が持っていた宝物の中に家族の写真の他「少女の友」誌のかわいいイラストや付録などが有りました。少女たちには耐えられない苦しみの中で「カワイイ」が支えに成っていたのでしょう。

近代、がん治療中の子供が入院中はハローキティの人形が昼も夜も一緒で一番の友達だったと言いました。2011年の東日本大震災直後、精神病の患者たちはパロと言うアザラシ型ロボットに愛着を持つことで生活することへのモチベーションが向上したというのである。

「カワイイ文化」は美術でもあり、コミュニケーションでもあり、精神的なセラピーでもあると信じています。「カワイイ文化」はフェティッシュでは無く、小児性愛とも関係有りません。「カワイイ文化」を禁止するのは社会的偏見です。誰でも自由に生きて好きな文化を楽しむべきです。

上に並べた理由に元づいて、そしてコンテンツメデェイアプロデューサーで作家であった櫻井孝昌さんの「カワイイ文化」を広報する努力が忘れないようにこの「カワイイ文化革命のマニフェスト」を提案しました。

「カワイイ文化」を学んで、育てて、普及して守りましょう。皆で理解しあって連帯して子供のあどけなさを忘れず平和の美しさを見上げましょう。

Kawaii Forever!」

ブラジル、サンパウロ市、2017年10月14日

最初にサインした方達

Bianca Rocha – organização, Secret Garden – V Meeting Nacional (第5回全ブラジル集会シークレットガーデンの管理者)

Érika Barbosa – organização, Secret Garden – V Meeting Nacional (第5回全ブラジル集会シークレットガーデンの管理者)

Layla Carvalho – organização, Secret Garden – V Meeting Nacional (第5回全ブラジル集会シークレットガーデンの管理者)

Lea Dias – organização, Secret Garden – V Meeting Nacional (第5回全ブラジル集会シークレットガーデンの管理者)

Willian Souza – organização, Secret Garden – V Meeting Nacional (第5回全ブラジル集会シークレットガーデンの管理者)

Cristiane A. Sato – presidente, Associação Brasileira de J-Fashion(ブラジルの日本ファッション研究会会長)

Francisco Noriyuki Sato – presidente, ABRADEMI Assoc. Bras. de Desenhistas de Mangá e Ilustrações (ブラジル漫画家協会会長)

Dra. Makiko Matsuda – professora, Universidade de Kanazawa e Universidade de São Paulo – USP (金沢大学教授、サンパウロ大学客員教授)

Prof. Yoshikazu Shiraishi – Tokyo Edo Culture Center(東京江戸文化センター教授、サンパウロ大学客員教授)

Dra. Patrícia M. Borges – professora, Pontifícia Universidade Católica PUC-SP e Universidade de Osasco(サンパウロ・カトリック大学教授、オザスコ大学教授)

ポルトガル語版

英語版