abr 202017
 

Um curso completo de História do Japão, com aulas uma vez por mês, aos domingos, em São Paulo. A iniciativa é da Abrademi em conjunto com a Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil.

O objetivo é facilitar a compreensão da cultura japonesa através de explicações sobre o passado do Japão. O público alvo são as pessoas que apreciam ou têm curiosidade sobre o Japão, e aqueles que pretendem visitar o país no futuro, seja como turista, a negócios ou como estudante, para que tenham maior proveito da oportunidade à partir do conhecimento de sua história. No final de cada aula haverá um tempo para perguntas dos participantes.

O curso será gratuito e realizado na Associação Cultural Mie Kenjin do Brasil, na Av. Lins de Vasconcelos, 3352, Vila Mariana (na saída da Estação Vila Mariana), São Paulo.

As aulas já agendadas são as seguintes:
Dia 26/03/2017 – História do Japão 1 – Desde a ocupação do arquipélago japonês períodos Jomon, Yayoi e Kofun. Realizado.
Dia 30/04/2017 – História do Japão 2 – Períodos Asuka e Nara, origem mitológica do Japão
Dia 21/05/2017 – História do Japão 3 – Período Heian
Dia25/06/2017 – História do Japão 4 – Períodos Kamakura e Muromachi
Agosto – História do Japão 5 – Período Sengoku (Guerra Civil e chegada dos portugueses)
Setembro – História do Japão 6 – Período Edo (isolamento do Japão)
Outubro – História do Japão 7 – Períodos Meiji (modernização) e Taisho
Novembro – História do Japão 8 – Período Showa até a Segunda Guerra
Dezembro – História do Japão 9 – Pós-Guerra e a Era Heisei
Horário: 9 às 12 horas.

As inscrições são realizadas por aula. Essa inscrição refere-se ao dia 30/04/2017, domingo. As aulas são separadas por temas, portanto, mesmo quem não tenha assistido a aula anterior poderá acompanhá-la sem problemas.

Os professores são:
– Cristiane A. Sato, formada em Direito pela USP, autora do livro JAPOP – O Poder da Cultura Pop Japonesa e presidente da Associação Brasileira de J-Fashion, palestrante em universidades, entidades, embaixada e consulado geral do Japão, foi bolsista da JICA em 2016, na Universidade de Kanazawa.
– Francisco Noriyuki Sato, formado em Jornalismo pela USP, autor dos livros História do Japão em Mangá, Banzai – História da Imigração Japonesa no Brasil, entre outros, e é presidente da Abrademi e editor do site culturajaponesa.com.br. Foi também bolsista da JICA, em 2014, e ministrou palestras em universidades e museus do Japão em 2016.

Apoio cultural: Fundação Japão de São Paulo.

No mesmo dia e local, das 14 às 17 horas, haverá uma palestra gratuita do empresário Toshihiko Egashira, responsável por trazer as séries de TV conhecidos como tokusatsu (Jaspion, Kamen Rider, Changeman, Jiraiya, Winspector) e as séries de animê Yu Yu Hakusho e Shurato.

Inscrições e maiores informações: Os bastidores dos Heróis Japoneses na TV no Brasil.

abr 092017
 

Na novela “A Força do Querer”, que começou a ser exibida pela TV Globo, às 21 horas do dia 3 de abril de 2017, há um curioso personagem chamado Yuri. Ele faz o papel de um cosplayer e se veste de “Goku”, personagem da série de animê Dragon Ball e fica o tempo todo, inclusive dentro de casa, com a típica roupa do desenho. Os fãs não gostaram disso, mas trata-se de uma novela da consagrada escritora Glória Perez, com o ator Adriano Alves no papel do Yuri, Ísis Valverde, Marco Pigossi e Juliana Paes.

abr 072017
 
A Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Vinhedo, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Vinhedo, está organizando o seu 8º FESTIVAL DO JAPÃO  na cidade de Vinhedo, SP, a 75 Km da Capital de São Paulo., nos dias  20 e 21 de Maio de 2017.
A festa terá início no sábado 20 de Maio  (10:00 às 22:00) e no domingo 21 de Maio (10:00 às 18:00 horas).
Comidas típicas, produtos japoneses e diversas atrações culturais, como taikô, aikidô, kassaodori, Teddy Shigueyama, Ryu Jackson e awaodori, fazem parte deste Festival do Japão em Vinhedo. Há também apresentação de cosplay para os fãs de mangá e animê e um espaço para as crianças.
Local do Evento: Parque Municipal Jayme Ferragut, no mesmo local onde é realizado todos os anos a Festa da Uva de Vinhedo. Mapa
abr 062017
 

A Biblioteca Parque Villa-Lobos foi inaugurada em novembro de 2014 e é um grande espaço cultural, com área para palestras, apresentações teatrais e musicais, exposições e contações de histórias. Seu acervo é formado por livros, revistas, jornais, livros eletrônicos, audiolivros, HQs, DVDs e CDs, além de livros em braille e falados, voltados para pessoas com deficiência. Conta com ambientes para estudo, mas o público poderá se associar e levar os livros para ler em casa.

Seu catálogo de livros é variado e conta também com cerca de 50 livros em idioma japonês e mais de 100 livros em português sobre a imigração, história e cultura japonesa. Livros infantis incluem títulos como “Totoro”, “Ponyo”, ambos do mestre Miyazaki, e também “Kamen Rider”. Para o público adulto, há livros do consagrado Haruki Murakami, por exemplo. Entre os DVDs, vários da série “Dragon Ball: Kai”, “Steamboy” e “Vidas ao Vento – Kaze Tachinu” de Miyazaki. Boa parte desse acervo foi doada pela professora Cristina Sanae Matsuzake Igarashi.

Infelizmente, todo esse acervo desaparecerá da biblioteca no final deste 1º semestre de 2017, pois a administração alega que não há procura por esse material. Cabe então irmos lá e movimentar esse importante acervo cultural. De todos os locais que abrigam livros com esse tema, essa é a única biblioteca que funciona nos finais de semana.

Biblioteca Parque Villa-Lobos
Av. Queiroz Filho, 1205 – Alto de Pinheiros, São Paulo (SP)
CEP 05461-010 – Tel.: +55 (11) 3024-2500
contato@bvl.org.br
De terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30 horas.
Fechada nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, 1º de janeiro e terça de carnaval.

O acervo da Biblioteca Villa-Lobos pode ser consultado pelo link.

abr 062017
 

A Fundação Japão disponibiliza vários materiais no que se refere ao ensino do idioma japonês pela internet. Além do já consagrado sistema Marugoto, curso presencial que tem sua versão online, há outros e a entidade disponibilizou todos eles no site Minato (porto).

O mais interessante e prático é o curso “Japanese in Anime and Manga”. As opções de idioma são inglês, espanhol, chinês, coreano e francês. São alguns mangás divididos por temas, e tudo está escrito em japonês. Clicando no texto, você ouve a fala e aparece na barra a tradução no idioma escolhido. Você pode optar para que o texto seja reescrito na barra em japonês na forma de kana, kanji ou romaji (alfabeto romano). Como muitas palavras se repetem, você vai acabar aprendendo de tanto ouvir. Há também algumas informações culturais sobre o assunto daquelas páginas.

Agora, é só entrar, ler o mangá e aprender: anime-manga.jp