jun 232015
 

O 50º Gueinosai, Festival de Música e Dança Folclórica Japonesa, foi realizado nos dias 20 e 21 de junho de 2015, no Grande Auditório da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, no bairro da Liberdade, em São Paulo.

Trata-se do maior encontro entre os praticantes dessas artes no Brasil, e por isso é muito respeitado.  A programação é composta de várias modalidades, como “kayo buyo” – dança tradicional com música popular, “minyo” – música folclórica, “buyo kouta” – dança com música de ozashiki, “nagauta” – canto tradicional, “ryukyu buyo” – dança de Okinawa,  mas há também “shibu” – dança dos samurais, “wadaiko” – tambores, “hougaku” – música clássica japonesa e “minbu” – dança folclórica.

As fotos são de sábado. As fotos desta matéria podem ser utilizadas, mas é obrigatória a colocação de link ou a citação da fonte: www.culturajaponesa.com.br
Obs. A presença do “karaokê” como modalidade é estranha, quando se canta música comum e sem usar trajes típicos. Porém, há que reconhecer que os cantores selecionados são ótimos. Há também uma modalidade chamada “youbu” – que pode ser traduzida como danças do Ocidente, mas é estranho assistir a uma dança de tango num evento de cultura japonesa. Mesmo assim, é importante manter esse evento tradicional da coletividade nipo-brasileira. É fundamental que a comunidade assista e incentive esses dedicados artistas, alguns dos quais jovens e crianças, para que essas artes tenham continuidade. Parabéns aos organizadores e patrocinadores.

 

out 022014
 

ESCOLHIDO provaÉ a primeira vez que as principais manifestações folclóricas japonesas são reunidas num só evento. O 1º Festival MIN será realizado no dia 11 de outubro de 2014, na Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo). No evento, jovens de diversas regiões do Estado de São Paulo divulgarão a música folclórica japonesa por meio de danças folclóricas e canto acompanhado de instrumentos tradicionais, como o Shamisen, Shakuhachi, Koto, Sanshin e Taiko.

O evento permitirá, conhecer os traços marcantes de ritmos musicais, hábitos e tradições de diversas regiões. Representando a província de Okinawa, haverá participações especiais dos grupos Ryukyu Minyo Hozon Kai e Saito Satoru Ryubu Dojo.

Workshop – Após o Festival, será realizado um workshop de Shamisen, Shakuhachi e Minyo. O workshop é indicado para pessoas acima de 8 anos e não requer nenhum conhecimento prévio.

Destaques do programa

A programação inclui apresentações tradicionais de diferentes províncias japonesas. Soran Bushi, por exemplo, é uma das músicas mais famosas e tradicionais do Minyo, proveniente de Hokkaido, cantada pelos pescadores da região norte do Japão. Esashi Oiwake, também da mesma província é considerada uma das músicas mais difíceis, chamada popularmente de “O rei do Minyo”. De Kumamoto, vem Otemoyan, dança típica que ainda hoje pode ser apreciada nas ruas da cidade, durante o verão. Enquanto cantam, os artistas utilizam o dialeto de Kumamoto, sempre carregadas com o sotaque local.

Ainda no 1º Festival MIN, a famosa dança de chapéus giratórios, Hanagasa Ondo, de Yamagata, originária da nivelação da terra para um projeto de agricultura em 1918. Os chapéus, utilizados como proteção do Sol e das chuvas, retratam o trabalho braçal. Hatoma Bushi, de Okinawa, destaca agilidade e leveza, com base no karatê, luta típica do reino de Ryukyu. O evento traz também apresentações provenientes de Aomori, Akita, Miyazaki, Tottori, Toyama e Miyagi.

Minyo – a Música Folclórica Japonesa

A música folclórica japonesa traz como tema principal a transmissão do ritmo da vida e sentimentos do cotidiano do povo, o trabalho dos agricultores e pescadores, celebrações e até mesmo as histórias dos itinerantes. Em suas canções, os trabalhadores encontravam a força e perseverança para suas árduas jornadas, enaltecendo as glórias alcançadas e expressando as dores cotidianas, sendo um retrato fiel do sentimento e da alma do povo japonês. Veja e ouça um exemplo de Minyo no nosso post sobre o vulcão Monte Ontake!

Festival MIN – a nova geração da música folclórica japonesa (200 lugares)
Data: 11 de outubro de 2014 (sábado) – Início: 17h
Local: Pequeno Auditório – Bunkyo (do corredor que vai para o estacionamento, pegue o elevador e desça no 3º andar), Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – metrô São Joaquim, São Paulo/SP. Estacionamento pago File Park entrando no prédio pela Rua Galvão Bueno.
Classificação: Livre – Ingressos: R$ 10,00 (antecipado) e R$ 15,00 (no dia)
Informações: (11) 99426-5123 (Alexandre Yamasaki)

Workshop de shamisen, shakuhachi, koto e minyo (200 lugares)
Data: 11 de outubro de 2014 (sábado) – Horário: 19h
Local: Pequeno Auditório – Bunkyo (do corredor que vai para o estacionamento, pegue o elevador e desça no 3º andar), Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – metrô São Joaquim, São Paulo/SP. Estacionamento pago File Park entrando no prédio pela Rua Galvão Bueno.
Classificação: 8 anos – Ingressos: R$ 10,00
Informações: (11) 99426-5123 (Alexandre Yamasaki)

ago 052014
 

A famosa base branca usada pelas gueixas e pelos atores do teatro Kabuki é da principal fabricante de cosméticos profissionais para teatro e cinema do Japão: a MITSUYOSHI.

A base branca é símbolo dos artistas no Japão. Ela deixa o rosto como uma folha de papel em branco, permitindo ao (à) artista criar expressões e efeitos diferentes com outras cores e aplicação de acessórios. Com os séculos a base branca evoluiu para símbolo de beleza tradicional e típica do Japão. Na Internet make-up artists como a japonesa Minori vêm popularizando o SHIRONURI entre jovens pelo mundo inteiro.

Chamada de SHIRONURI ou OSHIROI, a base branca da Mitsuyoshi é a preferida das Maikos (gueixas aprendizes) e dos atores do teatro Kabuki devido sua qualidade, que permite um acabamento uniforme e sedoso.

INSTRUÇÕES DE USO:
1) Lave a pele com sabonete líquido para o rosto, retirando vestígios de maquiagem anterior, óleo e suor.
2) Tonifique a pele passando um algodão embebido em loção tonificante e prepare a pele com creme hidratante.
3) Com uma esponjinha descartável aplique a base branca SHIRONURI / OSHIROI da Mitsuyoshi sobre a pele. A aplicação da base pura gera um efeito visual mais “sólido” (como uma máscara de Kabuki).
Para um efeito mais suave, pode-se diluir uma colher de chá da base num pires com um pouco de água mineral (uma colher de chá), deixando a base meio líquida. Neste caso, aplica-se a base sobre a pele com um pincel chato, fino e largo.
4) Retire o excesso da base com um pufe para pancake. Se quiser, dê acabamento com pó de arroz ou pó translúcido (existe em tons de pele e transparente).

TUTORIAIS:

Como fazer maquiagem de gueixa com os produtos Mitsuyoshi – em japonês
http://mitsuyoshi-makeup.com/step/make001.html

Como fazer maquiagem teatral para dança clássica (Nihonbuyou) com os produtos Mitsuyoshi – em japonês
http://mitsuyoshi-makeup.com/step/make002.html

Como fazer maquiagem de noiva tradicional com os produtos Mitsuyoshi – em japonês
http://mitsuyoshi-makeup.com/step/make003.html

Como fazer maquiagem teatral estilo Takarazuka (Otokoyaku) com os produtos Mitsuyoshi – em japonês
http://mitsuyoshi-makeup.com/step/make011.html

Maiko aplicando maquiagem (filmagem integral)

ago 242013
 
Escola de Biritiba Mirim com o naruko durante o Festival Yosakoi Soran

Escola de Biritiba Mirim com o naruko durante o Festival Yosakoi Soran

A loja Daiso Japan, da rua Direita, no Centro de São Paulo, recebeu um lote de “naruko”, aquele instrumento tipo castanhola, que é usado para dançar Yosakoi Soran. Saiba mais sobre essa dança jovem e contagiante no nosso arquivo de informações. Quanto ao preço do “naruko”, é R$ 5,99, como todos os itens vendidos pela loja Daiso.

Daiso Japan – Rua Direita, 247,  no Centro Velho de São Paulo. Metrô Estação Sé. A empresa prepara uma nova loja, no bairro do Tucuruvi, mas por enquanto essa é a única.
Veja outros produtos da Daiso no nosso post anterior.

mar 122013
 

A Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de São Carlos, que é uma entidade bastante ativa, possui vários grupos próprios, entre os quais o Kaizen Yosakoi Soran, Yanagui Taiko, Daisuki Karaokê e o Tomo no Kai. Este último é um grupo de odori (dança) tradicional, que agora está comemorando seu 10º aniversário, no dia 6 de abril, com festa no Instituto Cultural Ítalo Brasileiro, no horário das 18 às 23 horas. A entrada é franca e o público poderá apreciar comida japonesa, karaokê, taiko, bon odori, além do show do grupo Tomo no Kai.

Tomo no Kai São Carlos

fev 262013
 

Há 19 anos, o avicultor Kenzo Fujikura, imigrante residente no Brasil, conseguiu que lhe enviassem da província de Yamagata, Japão, as primeiras mudas da dália, que foram plantadas na Ipelândia Home, casa de repouso que fica em Suzano.
Originária do México, essa flor é bastante comum no Japão. Hoje, a entidade tem 50 variedades dessa planta e são 3 mil pés no local, que conta com girassóis também. Esse é o cenário da 19ª Festa da Dália, nos dias 3 e 10 de março, começando às 10 horas e terminando às 16.
Além da beleza das flores, o público poderá apreciar shows variados, como do grupo de odori Fujima Ryu, Sara Odori, Kassa Odori, Kenko Taiso e Taikô. No dia 3 tem show do cantor Joe Hirata e no dia 10 tem a cantora Karen Ito. A parte da alimentação conta com yakissoba, takoyaki, moti, okonomiyaki, udon, peixe grelhado e outras delícias.
A entrada é gratuita. Há estacionamento no local.
Para quem quiser ir de trem, na estação de Suzano tem ônibus para o local. Para quem quer mais comodidade, há a opção do ônibus especial que sairá da frente do Enkyo, na rua Fagundes, 121, Liberdade, São Paulo, às 9 horas, e saira às 15 horas de Ipelândia de volta ao mesmo local. A passagem de ida e volta custa 20,00, e deve-se fazer reserva pelo tel. 11 3274-6490.

fev 052013
 

Yuubi e Kiraku no Bunkyo

Tudo foi muito bem planejado. Desde a disposição das mesas, no saguão de acesso ao auditório, ao vídeo exibido antes de abrir a cortina. Os minutos finais da apresentação e até a saída do público, quando os artistas receberam os cumprimentos pessoalmente. Tudo foi perfeito.
Não deve ter sido fácil para a Hiroka Matsui Sato, orientadora e líder dos grupos Yuubi e Kiraku, que fizeram uma apresentação única no dia 20 de janeiro de 2013, no Bunkyô da Liberdade, em São Paulo. Hiroka aprendeu dança clássica japonesa da escola Hanayagi por 24 anos, e conseguiu formar esses dois grupos, um de dança e outro de taikô, reunindo seus filhos, sobrinhos e amigos, contando com a ajuda do irmão Kazuma, do grupo Hibiki Family, que atua no Japão, e que fez apresentações memoráveis no Bunkyo e na Semana da Cultura Japonesa no Anhembi, em 2008. Veja matéria.

Quem imagina a dança tradicional japonesa, pensa naquelas apresentações cansativas, embaladas por músicas monótonas, mas não foi o que se viu no show do Yuubi e Kiraku. Eles surpreenderam o público com uma programação variada e animada, mesclando shows dramáticos e tradicionais com humor, geralmente introduzidos pelo experiente Kazuma Hibiki. Na primeira parte, as apresentações foram individuais, como da pequena Mai Iijima Matsui, de 12 anos, que dançou a música da raposa (kitsune), da Arissa Iijima Matsui, de 14 anos, que encantou com a tradicional música de Kumamoto”Otemoyan”, e de Erick Mizuki Ijima Matsui, de 17 anos, que representou o famoso samurai Rashoumon.

Na segunda parte, os shows foram em grupos e igualmente empolgantes. Sakura Sakura, Sakura Ondo, Ume Ichirin… Músicas que parecem remeter a um Japão antigo, e que podem trazer muitas lembranças aos imigrantes. Senhoras idosas que assistiam às apresentações se encantaram com as músicas e sorriam a cada número, como se voltassem à infância. O taikô do grupo Kiraku deu um brilhante final ao evento, que mereceu o auditório lotado e os incansáveis aplausos do público.

Não foi permitido fotografar o evento, por isso, postamos o link da matéria da TV Nikkey.

jan 232013
 

Estamos divulgando em primeira mão as datas dos principais festivais japoneses da cidade de São Paulo.

8º Nikkei Matsuri da Zona Norte – Um dos grandes eventos da comunidade nipo-brasileira, o Nikkey Matsuri é uma realização conjunta de onze entidades culturais da Zona Norte da cidade de São Paulo. Nikkey Matsuri acontece nos dias 6 e 7 de abril de 2013. Local: Clube Escola Jardim São Paulo – Rua Viri, 425 – ao lado do metrô Jardim São Paulo. Veja postagem mais recente.

Hanamatsuri Liberdade

47º Hamatsuri, Festa das Flores, acontecerá de 8 a 13 de abril de 2013, na Praça da Liberdade, em São Paulo.
Todos os dias, das 10 às 16 hs, haverá oferta de chá no palanque. No dia 13, será realizada a cerimônia de nascimento de Buda, a distribuição de flores e o oferecimento de chá adocicado – amachá. Veja detalhes na postagem mais recente.

Menina apresenta odori no Gueinosai

 

O 48º Gueinosai – Festival de Música e Dança Folclórica Japonesa será realizado nos dias 22 e 23 de junho de 2013, no auditório da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa – Bunkyo, no bairro da Liberdade, em São Paulo.

 

O 35º Tanabata Matsuri – Esse evento é uma promoção conjunta da Associação Cultural e Assistencial da Liberdade – ACAL, com a Associação Miyagui do Brasil. Segundo informações fornecidas pela ACAL, o evento acontecerá nos dias 6 e 7 de julho de 2013. A Associação Miyagui havia informado anteriormente os dias 27 e 28 de julho de 2013, como a data do evento, por causa da visita do governador de Miyagui, uma vez que o Tanabata é tradicional na cidade de Sendai, Miyagui, uma das localidades mais atingidas pelo tsunami de 2011.

A lenda da princesa Orihime e seu amado Kengyu, que só podem se encontrar no sétimo dia do sétimo mês será lembrada mais uma vez.

As estrelas em movimento são simbolizadas pelos tanabatas de papel

O fundo romântico é uma interpretação de um fenômeno natural, onde as estrelas Altair e Vega só aparecem no céu ao mesmo tempo uma vez por ano. Lendas semelhantes também são contadas na Coréia e na China. Como sempre, a abertura oficial do Tanabata acontece às 14h30 do sábado e a programação de dança e shows prossegue até 20h30. No domingo, o evento vai das 13 às 18 horas. Veja a programação atualizada do 35º Tanabata Matsuri

Ken e as pipas no Festival do Japão

Cosplay no Festival do Japão

 

 

 

 

16º Festival do Japão – Tecnologia e Modernidade. Este ano, comemorando o 105º ano de imigração japonesa ao Brasil, e ao 60º ano de imigração do pós-guerra, será realizado nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2013, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Aqui, são várias coisas ocorrendo ao mesmo tempo: Oficinas, exposições, comida japonesa, shows, artes marciais, lojas, etc.

16º Festival do Japão 2013 – Veja programação do Palco Principal
16º Festival do Japão 2013 – Veja gastronomia culinária japonesa
16º Festival do Japão 2013 – Veja a programação do Palco Cultural de Artes Marciais
16º Festival do Japão 2013 – Veja WCS Cosplay e AkibaSpace

2º Tosa Matsuri – Festival de Cultura Brasil-Japão – O evento ocorrerá no Parque Água Branca, Zona Oeste, metrô Barra Funda, São Paulo/SP, nos dias 17 e 18 de agosto de 2013, apresentando atrações culturais no palco, bazar e uma praça de alimentação que inclui alimentos típicos da província de Kochi. O próprio parque, que preserva a imensa vegetação natural, com aves de várias espécies, já é um passeio bem agradável.

Osasco, Mogi das Cruzes, Atibaia e outras cidadesVeja Eventos do interior SP

jan 182013
 

O Mugen Matsuri será realizado no dia 2 de fevereiro à noite, na cidade de Paranavaí/PR, e é organizado pelo Grupo Mugen com o objetivo de preservar a cultura japonesa através do incentivo da prática do Yosakoi Soran, dança típica japonesa, e do karaokê. Ao som da agitada música pop japonesa, o público poderá participar do Matsuri Dance, que é a versão jovem do Bon Odoni, dança típica do Japão. Além das apresentações de dança e taiko, o evento contará com concurso cosplay com premiação em dinheiro e comidas típicas para atender o público.

Programação Mugen Matsuri 2013
20:00- Início do Evento – Abertura dos portões
20:30- Apresentação do Grupo Kotobuki Taiko – vencedor do Campeonato Brasileiro de Taiko 2011.
Apresentação JPOP
20:45 – Matsuri Dance Mix NonStop Bloco 1
21:50 – Apresentação KPOP
21:55 – Desfile-concurso Cosplay
22:20 – Apresentação de dança.
22:30 – Premiação do melhor Cosplay da noite.
22:45 – Matsuri Dance Mix NonStop Bloco 2

Sábado 02 de fevereiro de 2013 às 20h – Local: SPDC. Rua Francisco Alves de Nascimento, 930 – Caixa Postal 321. CEP 87706–030 – Paranavaí – PR – Ingresso: R$ 10,00. Adquira um ingresso antecipado e ganhe um yakissoba.

dez 202012
 

44 toyo Matsuri Liberdade – TV Nikkey

Assista aqui um video do 44º Toyo Matsuri – Festival Oriental, que foi realizado nos dias 8 e 9 de dezembro de 2012, no bairro da Liberdade em São Paulo. A gravação é da Radio e TV Nikkey.
A Rádio Nikkey vai ao ar 2ª, 3ª e 4ª feira, das 22 às 23 horas, pela Rádio Imprensa – FM 102,5. Já a TV Nikkey vai ao ar aos sábados e domingos às 20h30 e aos domingos às 7 horas, na NET canal 9, Vivo TV canal 72 ou 99, e Vivo TV digital canal 186.

Assista outros vídeos do programa TV Nikkey no site da empresa.

Outros posts sobre 44º Toyo Matsuri: O que é? e Como será?